Publicado por: mvmportugues | março 2, 2015

COMO SE TORNAR MAIS COMO CRISTO – 1 João 2:6

1 João 2 vs 6

Se queremos tornar-nos mais como Cristo em nossa vida, a nossa caminhada diária deve ser modelada após Ele.  “Aquele que afirma que permanece nele, deve andar como ele andou.” (1 João 2:6) 

Tornando-se mais como Cristo é o resultado da nossa entrega a Deus. Romanos 12:1-2 diz: “Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês. Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” 

Devemos ser como Jesus na pureza de nossas vidas. Pedro escreve: “Mas, assim como é santo aquele que os chamou, sejam santos vocês também em tudo o que fizerem, 16 pois está escrito: “Sejam santos, porque eu sou santo” (1 Pedro 1:15-16) e João afirma: “Todo aquele que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro.” (1 João 3:3) 

E, “se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.” (1 João 1:7) 

Além disso, devemos ser como Ele em amor. “Amados, amemos uns aos outros, pois o amor procede de Deus. Aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor.” (1 João 4:7-8)  

Temos que estar dispostos a sofrer injustamente sem vingança, porque “Para isso vocês foram chamados, pois também Cristo sofreu no lugar de vocês, deixando-lhes exemplo, para que sigam os seus passos. 22 “Ele não cometeu pecado algum, e nenhum engano foi encontrado em sua boca.” (1 Pedro 2:21-22) 

Para ser como Jesus envolve uma vida de serviço e de humildade. “Pois bem, se eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros. 15 Eu lhes dei o exemplo, para que vocês façam como lhes fiz.” (João 13:14-15) 

Se queremos ser como Jesus, precisamos lidar com o nosso orgulho e qualquer vanglória porque a nossa atitude deve ser a mesma de Cristo Jesus. (Filipenses 2:5) 

Para ser mais como Jesus, é ser uma pessoa disposta a colocar os outros antes de nós, para buscar a sabedoria de Deus, e se preocupar com a forma como interagimos com as pessoas com as quais nos deparamos na vida. Precisamos ser atencioso em tudo o que fazemos. 1 Coríntios 13:4 diz que o amor é sempre paciente e bondoso. E Hebreus 12:14 diz: “Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor.” 

Devemos cuidar de outras pessoas, e tratar os outros como nós gostaríamos de ser tratados (Mateus 7:12); devemos pensar além de nós.  

Jesus perdoou Pedro, embora que Pedro O traiu. Cristo perdoa cada um de nós muitas vezes, apesar de que nossos pecados o entristecem profundamente. Ele sempre está pronto para perdoar e restaurar a comunhão, e assim é que devemos atuar também. Com Sua ajuda, podemos emulá-Lo, mesmo quando somos injustiçados. Portanto, “sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo.” (Efésios 4:32) 

As Escrituras nos ensinam a ser como nosso Senhor e Salvador em “todo o tipo de conversa”, portanto precisamos ter cuidado com o nosso tom de voz e as palavras que saem de nossas bocas. Como crentes nascidos de novo nós somos testemunhas terrenas de Cristo, e devemos atuar como um reflexo Dele. 

Assim como João Batista disse: “É necessário que ele cresça e que eu diminua” (João 3:30). Esta deve ser a atitude de cada cristão nascido de novo. Como o meu marido sempre diz, “esconde-me detrás da cruz, para que Jesus seja visto e não eu”. 

Os cristãos que estão enfocados em Cristo sempre se lembram: “Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.”  (Gálatas 2:20)

Publicado por: mvmportugues | fevereiro 23, 2015

VOCÊ ESTÁ ARMAZENANDO TESOUROS NA TERRA OU NO CÉU? – Mateus 6: 19-21

T in heaven (P)

“Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e furtam. 20 Mas acumulem para vocês tesouros nos céus, onde a traça e a ferrugem não destroem, e onde os ladrões não arrombam nem furtam. 21 Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração.” (Mateus 6: 19-21)

Aqui vemos Jesus contrastando “tesouros na terra” com “tesouros no céu”, e Ele ensina que as nossas posses e aquisições terrenas são vulneráveis ​​e temporais, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e furtam. 

Jesus instruiu os crentes a “acumular tesouros no céu”, em vez de na terra. O uso do termo “acumular” é importante, pois implica uma dedicação de energia e esforço ao longo do tempo para adquirir recursos. A busca do tesouro terrestre, embora certamente honrado e digno, se for usado para fornecer para a tua família como comida, roupa e uma casa, simplesmente não vai durar. Somente tesouros com objetivos para o Reino de Deus vão durar, pois nunca irão decair, nem podem ser roubados da mão poderosa de Deus.

Jesus quer que nós saibamos que: Onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração. 

Em Provérbios 4:23, lemos: “Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda a sua vida.” Salomão aqui está nos dizendo para manter nossos corações acima de tudo, e focalizar nos desejos que nos manterá no caminho certo com nosso Pai celestial. 

A questão do coração era algo sobre o qual Jesus ensinou muitas vezes, como mais tarde Ele dá outro exemplo na história do jovem rico em (Mateus 19:16-22). Aqui vemos um jovem rico que obedece os mandamentos do Antigo Testamento; no entanto o seu coração é controlado por suas posses. Ele é rico e supostamente tem muitas riquezas, mas ele não está disposto a deixar elas, a fim de seguir a Jesus. Quando chegou a decisão de amar o Pai e não ter outros deuses (coisas) antes Dele, ele não está disposto a deixar as suas posses aqui na terra, a fim de ganhar a vida eternal. 

Os tesouros terrenos são aqueles que potencialmente podem ser roubados, destruídos ou consumidos. Jesus se refere a eles como a traça, a ferrugem e o ladrão. A traça é um pequeno inseto parecido com a borboleta que não aparece prejudicar nada, mas ela pode destruir o tecido mais caro que você jamais poderia ter comprado. A ferrugem destrói coisas que pensamos ​​ser indestrutíveis. E o ladrão está sempre procurando arrombam e furtar. 

Durante todo o Sermão da Montanha, Jesus nos ensina para nos arrepender, para mudar nossas mentes e nossas atitudes. Jesus está falando de ajuntar tesouros eternos que estarão conosco para sempre. Nossa perspectiva precisa ser como as dos santos do Antigo Testamento, como descrito em Hebreus 11:13-16, que confiaram nas promessas que Deus lhes deu. 

Então, “como é que vamos acumular tesouros no céu?” A resposta é, vivendo do jeito que Deus nos ensinou a viver em Sua Sagrada Escritura. O maior mandamento de toda a Bíblia é: “Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. 38 Este é o primeiro e maior mandamento. 39 E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’.  (Mateus 22:37-39) 

Precisamos entender que quando o nosso foco está nas coisas desta terra, de certa maneira estamos pondo os nossos tesouros acima de Deus, e estamos servindo eles ao invés de nosso Salvador. Por isso precisamos sondar o nosso coração e nos perguntar: 

  • Temos um espírito terrenal ou celestial?
  • Estamos investindo na eternidade futura, ou estamos investindo no aqui e agora?
  • Estamos absortos com o temporal, ou estamos focados no eterno?
  • Estamos perseguindo a ganância ou procuramos caminhar em humilde obediência a Deus?

Nosso foco determina as nossa prioridade. Se o nosso tesouro está no céu, o nosso coração vai estar lá também. Estaremos preocupados com a santidade de Deus, compartilhando o evangelho e tornando-nos mais como Cristo. Estaremos ansiosos para construir Seu reino e não o nosso reino. Iremos reconhecer que somos mordomos que estamos encarregados da gestão dos bens terrenos e que eles não são nossos. Além disso, vamos ser constantemente lembrados de que como verdadeiros crentes nascidos de novo somos estrangeiros neste mundo e que a nossa verdadeira casa, está no céu com o nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. 

Em última análise, o foco da mensagem de Cristo pode ser encontrada na sentença final. “Tesouros”, aqui,  indica a posição do coração. Como investimos o nosso tempo, a nossa energia, e sim, o nosso dinheiro, revela a verdadeira natureza dos nossos desejos. Que humilhante e convincente! Realmente, a Palavra “é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.” (Hebreus 4:12)

Rich fool - bigger barns (P)

Esta parábola em Lucas 12:13-21 do rico insensato tem uma lição muito importante para cada um de nós. 

Jesus estava ensinando quando alguém na multidão lhe disse:“Mestre, diga para o meu irmão dividir a herança comigo!” 

Por tal interrupção é óbvio que este homem não veio para ouvir Jesus Cristo ensinar. Ele tinha vindo por outros motivos. O homem, aparentemente, pensou que ele poderia usar Jesus para mediar o seu caso de herança. Precisamos saber que, naquela época, era costume para as pessoas levarem as suas disputas aos rabinos para uma solução, mas este foi claramente um ato de egoísmo e ganância. 

Jesus imediatamente recusa e responde, “Homem, quem me nomeou juiz ou árbitro sobre vocês?” 

Então, Jesus voltou-se para a multidão e lhes disse: “Tenham cuidado! Evitem todo tipo de avareza, pois a vida de um homem não depende das coisas que ele tem, mesmo que seja muito rico.” 

Precisamos lembrar que a ganância e a avareza é mencionado nos Dez Mandamentos, porque é um aviso para um dos principais problemas humanos. Onde a ganância está envolvida nunca há o suficiente e há o constante desejo de querer mais. 

Este foi um assunto do qual todos precisavam estar ciente, por isso Jesus não adverte apenas o homem, mas toda a multidão. Em seguida, Ele começa contar a parábola de um fazendeiro, que teve grande sucesso na agricultura. (Lucas 12:16-21). 

 “As terras de certo homem rico tinham produzido uma colheita muito boa.” (V. 16) 

Ao lermos a parábola, descobrimos que havia três problemas com este homem. Primeiro, você vai notar que ele só pensava em si mesmo. Em segundo lugar, ele não pensou em Deus e em terceiro lugar, ele não tinha nenhum plano para ajudar o próximo. 

Então ele pensou: “Eu não tenho lugar para guardar a minha colheita. O que vou fazer?” 18 Então disse: “Já sei o que vou fazer! Vou demolir os meus celeiros e construir outros maiores. Assim poderei guardar toda a minha colheita e todos os meus bens! 19 Daí poderei dizer a mim mesmo: ‘Homem, você já tem muitas coisas boas guardadas para muitos anos. Portanto descanse, coma, beba e se divirta!’” 

Este homem assume que a sua vida consiste na abundância dos bens que ele possui; as colheitas são dele e irão fornecer para o seu bem-estar para muitos anos, assim ele pensa. E ele vai aproveitar a vida e comer, beber e festejar. 

Deus, porém, lhe disse: “Tolo! Esta noite a sua alma lhe será tirada. Com quem ficarão todas as coisas que você guardou?” (V. 20) 

A insensatez e o egoísmo do homem rico é visto em que ele não pensa em seu “corpo”, que é mortal, e que sua vida pode acabar a qualquer momento.        

Ele também não considera as necessidades dos outros, porque as necessidades dos pobres nem sequer entram em consideração. Ele só pensa em si mesmo, que é indicado pelo número de “eu’s” e “meus” nestes versículos. Nem uma vez ele agradece e glorifica a Deus pela abundância da colheita. 

Este homem vive como se Deus não existisse, e Deus não é um fator em sua vida ou nas decisões que ele faz. Ele não busca conselho santo e ele não ora. Ele racionaliza e determina que ele vai manter tudo e, em seguida, irá consumi-lo em auto-indulgência. Em sua mente, sua terra, os seus bens, e sua vida estão todos sob seu controle. A tendência é de que quanto mais uma pessoa sucede tanto mais seu foco está no agora, e tanto mais ela vê a sua segurança apenas em sua riqueza. 

Precisamos ter muito cuidado da forma como vivemos, pois nunca sabemos quando nosso tempo aqui na terra terminará. 

Quando Jesus continua Ele explica que aquele que acumula tesouros para si mesmos, e não é rico para com Deus, é tolo como este rico insensato! (v. 21) 

Se os nossos planos para o futuro se enfocam somente no auto, e não em Deus e nas necessidades de outros, nós não somos diferentes do que o rico insensato. É sábio planejar, mas devemos fazê-lo com sabedoria, com a ajuda de Deus, através da orientação do Espírito Santo, por meio da oração e da leitura da Bíblia. 

O fazendeiro rico é um tolo não porque ele é rico ou porque ele guarda para o futuro, mas porque ele parece viver apenas para si mesmo, e porque ele acredita que ele pode proteger a sua vida com os seus bens abundantes.  

A lição da parábola é que o fazendeiro rico não se preparou para a vida eterna e ele não realiza que tudo é criado por Deus e pertence a Deus. Ele não tinha nenhuma relação com o Deus vivo. Em seu planejamento ele não teve nenhuma consideração a Deus que o criou e lhe tinha dado posse e mordomia da terra. 

Esta parábola nos ensina que as riquezas terrenas não são a resposta para a nossa segurança eterna. O importante é que devemos ser ricos espiritualmente para herdar a vida eterna. 

Temos que garantir que o nosso coração está no lugar certo. Jesus disse: “Não acumulem riquezas neste mundo, onde a traça e a ferrugem as destruirão e onde os ladrões arrombam e as roubam. 20 Ao invés disso, acumulem riquezas no céu, onde nem a traça nem a ferrugem as destruirão e nem os ladrões arrombam e as roubam. 21 Lembrem-se disto: Onde estiver o seu tesouro, lá também estará o seu coração.” (Mateus 6:19-21)

Publicado por: mvmportugues | fevereiro 9, 2015

TODA A ESCRITURA É INSPIRADA POR DEUS – 2 Timóteo 3:16-17

2 Tim 3 vs 16 (P)

Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça; para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra. (2 Timóteo 3: 16-17) 

A mensagem bíblica inspirada por Deus é a Sua revelação na forma escrita, a fim de preservar e propagar precisamente a verdade. A palavra revelação significa um descobrimento, uma retirada do véu, uma revelação do que foi anteriormente desconhecido. A revelação de Deus é a manifestação de Si mesmo para a humanidade de tal maneira que homens e mulheres possam conhecer-Lo e ter comunhão com Ele.  

A Bíblia declara, centenas de vezes, ser a escrita Palavra de Deus. As Escrituras do Antigo Testamento foram reconhecidas por Cristo e os apóstolos como divinamente inspirada e completamente infalível. Quando Jesus disse: “A Escritura não pode ser anulada” (João 10:35), Ele estava falando da palavra escrita de Deus. Os eventos, ações, mandamentos e verdades de Deus nos são dadas e não podem ser anuladas. 

O Senhor Jesus Cristo identificou a verdade com a Palavra escrita. Em Sua grande, oração sacerdotal (João 17:17), Ele disse: “Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.”  Isto foi consistente com as declarações em que o Espírito Santo continuamente proclama que a revelação de Deus é a verdade: “A tua palavra é a verdade desde o princípio, e cada um dos teus juízos dura para sempre” (Salmo 119:160). Não há nenhuma outra fonte do que a Sagrada Escritura à qual tal afirmação se aplica. Somente essa fonte, a Sagrada Escritura, é o padrão da verdade para o crente. Na verdade, a Bíblia é a única fonte fundamental de verdade. 

Na tentação, o Senhor Jesus resiste a Satanás três vezes dizendo: “Está escrito” (Mateus 4:4-10). Ao afirmar “está escrito,” o Senhor usou exatamente a mesma frase que é usada inúmeras vezes na Bíblia Sagrada. Portanto, a persistência da frase repetida sublinha a sua importância. 

As pessoas precisam ser muito cautelosas a respeito de tradições religiosas, porque muitas vezes eles tentam dar a tradições humanas maior autoridade do que a Palavra de Deus. Isto era verdade na época dos judeus quando Jesus esteve aqui e, infelizmente, é verdade de muitas religiões hoje em dia também. Em refutar os erros dos saduceus, a Escritura registra o Senhor dizendo: “Vocês estão enganados porque não conhecem as Escrituras nem o poder de Deus!” (Mateus 22:29). Jesus estava continuamente repreendido os fariseus porque eles deram as suas tradições poder igual à palavra de Deus. Ao fazer isso eles estavam corrompendo o próprio fundamento da verdade. Então Jesus lhes declarou: “Assim vocês anulam a palavra de Deus, por meio da tradição que vocês mesmos transmitiram. E fazem muitas coisas como essa”. (Marcos 7:13) 

Já que somente a Escritura é inspirada por Deus Todo-Poderoso, Ela por si só é a autoridade máxima e não a tradição. 

A Palavra do Senhor diz como um mandamento: “Toda a Palavra de Deus é pura; Ele é um escudo para os que nele se refugiam. Nada acrescentes às Suas palavras, para que não te reprenda, e sejas provado um mentiroso.” (Provérbios 30:5-6) 

Deus ordena que não devemos adicionar à Sua palavra: isto mostra enfaticamente que é somente a palavra de Deus que é pura e não é adulterada. Jesus tem um aviso severo para nós também em Apocalipse 22:18-19. 

Precisamos entender que as Escrituras só podem ser compreendidas corretamente à luz das Escrituras, já que Ela é a única que não é corrompida. É somente com a luz do Espírito Santo que as Escrituras podem ser correctamente compreendidas. O Espírito Santo faz com que aqueles que são do Senhor compreendam as Escrituras e Jesus prometeu-nos que: “O Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, lhes ensinará todas as coisas e lhes fará lembrar tudo o que eu lhes disse.” (João 14:26). Portanto, “o Espírito é quem dá testemunho, porque o Espírito é a verdade.” (1 João 5:6) 

Se você quer ser fiel a Deus neste assunto importante, siga Sua instrução, “Escutem quando Eu os corrijo. Eu darei bons conselhos e repartirei a minha sabedoria com vocês” (Provérbios 1:23). Tenha certeza de que se você está ansiando pela verdade o Senhor não despreza um coração quebrantado e contrito. (Salmo 51:17) 

Quando olhamos para as Escrituras versus a tradição, lemos que a Escritura é o registro autoritário que Deus deu a Seu povo. Portanto, para apelar a uma tradição para ser a autoridade, quando Deus não deu, é fútil. A idéia de que de alguma forma ditos e eventos do Senhor foram registrados em tradição simplesmente não é verdade. Se você quer esclarecer a sua teologia, leia e estude a Bíblia com cuidado. 

 “Jesus respondeu, e disse-lhe: “Se alguém me ama, obedecerá à minha palavra. Meu Pai o amará, nós viremos a ele e faremos morada nele. Aquele que não me ama não obedece às minhas palavras. Estas palavras que vocês estão ouvindo não são minhas; são de meu Pai que me enviou.” (João 14: 23-24) 

“Os céus e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão.” (Mateus 24:35) 

Jesus Cristo olhou somente para a autoridade das Escrituras, como também fizeram seus Apóstolos depois Dele. Eles confirmaram a mensagem do Antigo Testamento. “Pois a palavra do Senhor é verdadeira; Ele é fiel em tudo o que faz.” (Salmo 33:4) 

O crente deve ser fiel ao caminho do Senhor, seguindo somente o que está escrito, porque, “A tua Palavra Senhor é certa e verdadeira” AMÉM

Publicado por: mvmportugues | fevereiro 2, 2015

AQUELE QUE CRÊ NÃO VAI AGIR PRECIPITADAMENTE – Isaías 28:16

Isaías 28 vs 16 (P)

“Portanto, assim diz o Senhor Deus: “Eis que eu assentei em Sião uma pedra para uma fundação, uma pedra já provada, pedra preciosa de esquina, de firme fundamento; todo aquele que crê não vai agir precipitadamente.”  (Isaías 28:16) 

Eis que eu assentei em Sião uma pedra para uma fundação. Deus é aquele que assenta a pedra, e nós somos convidados a contemplar a fundação de Deus e construir nossa vida sobre ela. 

É tão fácil de correr na frente de Deus, em vez de esperar por Sua orientação. Com boas intenções e zelo admirável, cristãos planejam muitas coisas e se envolvem em mil-e-uma atividades boas, tudo em nome de Cristo e para Seu reino. Muitos sentem uma grande urgência, pois eles acreditam que o tempo é curto e sentem que devem se apressar. O problema é que vão adiante sem primeiro consultar com o Senhor e esperar por Sua resposta e direção. 

O que é essa fundação? 1 Pedro 2:6 aplica esta passagem diretamente ao Messias, Jesus Cristo. Ele é a base para a nossa vida, e somente com uma fundação estável e segura que algo duradouro pode ser construído. Qualquer coisa que é “acrescentada”, que não é construída sobre a fundação, certamente acabará em ruínas. 

A pedra angular principal carrega o peso da estrutura. Se é colocada corretamente, o peso do edifício é distribuído uniformemente e a estrutura permanece sólida. Uma fundação nível e sólida é absolutamente necessária, porque, sem essa base forte, a parede eventualmente cairá. 

Jesus nos ensinou este princípio na parábola da casa construída sobre a rocha (Jesus) versus aquela construída sem uma fundação na areia e foi grande sua queda. (Mateus 7:24-27) 

Nesta grande profecia messiânica do Antigo Testamento, Deus prometeu um Salvador que seria o alicerce seguro do templo eterno de Deus; no entanto isto foi profetizado 700 anos antes de que a promessa foi cumprida. Deus não “agiu precipitadamente”, mas a promessa, no entanto, foi cumprida. Sem dúvida muitos judeus crentes se perguntaram por que estava demorando tanto tempo, “mas quando chegou a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho…” (Gálatas 4:4). 

Nosso Messias foi uma pedra já provada. Jesus foi tentado, foi testado e foi provado ser o glorioso, obediente Filho de Deus em todas as coisas. 

Jesus pedra preciosa de esquina. Nosso Messias é precioso e nossa pedra angular. A pedra angular fornece as linhas, o padrão para todo o resto da construção. A pedra angular é reta e verdadeira, e tudo em todo o edifício se alinha em referência a pedra angular. 

Nosso Messias o firme fundamento. Jesus é o nosso alicerce seguro e nós podemos construir tudo Nele sem medo. 

Se confiamos, obedecemos e acreditamos não vamos agir precipitadamente e Deus será exaltado: “Por isso, o Senhor esperará para ter misericórdia de você; e, por isso, será exaltado para se compadecer de você, porque o Senhor é um Deus de equidade. Bem-aventurados todos os que Nele esperam” (Isaías 30:18). E uma vez que recebemos a completa garantia de Sua liderança não devemos deixar de seguir-Lo, pois Ele nos conduzirá, através do Espírito Santo e da Sua Palavra. 

Precisamos ter a certeza absoluta que estamos seguindo a liderança do Senhor porque, muitas vezes decisões apressadas acabam em confusão e arrependimento.  

Da próxima vez, que somos tentados a agir antes de ter ouvido ou considerado todos os fatos e circunstâncias, recordemos a profunda admoestação e encorajamento de Deus encontrado em Sua Palavra.  

“Espera no Senhor, anima-te, e Ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no Senhor.” (Salmo 27:14) 

“Pois os olhos do Senhor estão atentos sobre toda a terra para fortalecer aqueles que lhe dedicam totalmente o coração.” (2 Crônicas 16:9)

Publicado por: mvmportugues | janeiro 26, 2015

MOSTRA-ME, SENHOR, OS TEUS CAMINHOS – Salmo 25:4-5

Salmo 25 vs 4-5 (P)

Mostra-me, Senhor, os teus caminhos, ensina-me as tuas veredas; guia-me com a tua verdade e ensina-me, pois tu és Deus, meu Salvador, e a minha esperança está em ti o tempo todo. (Salmo 25: 4-5) 

Quando esperamos em Deus, isto demonstra um espírito de intimidade e humildade, de obediência, de esperança e segurança, de uma amizade íntima e uma profunda reverência por nosso Criador. 

Esperar em Deus, foi uma das razões porque David foi chamado “um homem segundo o coração de Deus”. Deus era a sua segurança e ele confiou Nele em todos os aspectos de sua vida. Ele confiou em Deus para orientação e instrução (v. 5), para obter ajuda e defesa (Salmo 33:20), para a vitória sobre seus inimigos e vindicação (Salmo 37:7-9), para a libertação de problemas e destruição (Salmo 40:1), e muito mais. 

Nada prova a nossa fé como esperar em Deus por respostas à oração, porque quando esperamos estamos demonstrando nossa submissão a Ele. 

Esperar não significa necessariamente a abstenção de toda a atividade; é a obediência a Deus, porque Ele tem o plano certo para nós. Esperar em Deus significa que toda a nossa vida é colocada sob a autoridade e direção de Deus. Se corremos à frente do Deus, vamos sofrer a ansiedade, o cansaço, e o fracasso. Quando tomamos o assunto em nossas próprias mãos pode haver algumas consequências irreparáveis e há muitos exemplos na Bíblia, como Abraão e Sara não esperando pela promessa de Deus e Saul usurpando o papel de um sacerdote. 

A Palavra de Deus diz: “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus” (Salmo 46:10). Então o que aprendemos enquanto esperamos? Nós aprendemos a confiar em Deus, na expectativa da Sua revelação, porque Deus é responsável por cada detalhe de nossa vida. Seu tempo é perfeito, se realmente queremos que Ele nos mostre e ensine Seus caminhos. Ele é onisciente e nos dá a confirmação de Sua onipresença através da habitação do Espírito Santo no nosso ser, que nos guia e nos ensina se nós O deixarmos. 

Deus nos dá garantias do Seu poder real e Ele dá a graça para esperar Seus propósitos até o exato momento quando Ele dá provas de que Ele estava trabalhando o tempo todo. Sem essa fé, é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam. (Hebreus 11:6) 

A resposta a espera é por meio da oração, com força e coragem (Salmo 27:14). E nos alegramos e confiamos no  Seu Santo Nome e no Seu amor infalível. (Salmo 33:18-24) 

Nosso maior desejo deve ser de aprender a ser paciente e obediente, desejando conhecer a verdade de Deus. Precisamos expectativamente e fielmente acreditar em Sua promessa e saber que, se pedimos e esperamos com o motivo certo que receberemos. 

O Senhor declarou: “Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês’, diz o Senhor, ‘planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro. 12 Então vocês clamarão a mim, virão orar a mim, e eu os ouvirei.” (Jeremias 29:11-12) 

E Isaías 40:31 nos diz: “Mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças e subirão com asas como águias; correrão e não se cansarão; caminharão e não se fatigarão.” 

Esperar não é fácil, mas, se podemos aprender a esperar em Deus, vamos viver uma vida mais gratificante e livre de estresse. Ter paciência e confiar no Senhor é um dos maiores princípios da vida que devemos aprender. 

“Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apóie em seu próprio entendimento; reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas.” (Provérbios 3:5-6)

Publicado por: mvmportugues | janeiro 19, 2015

NÃO TEMAS, PORQUE EU ESTOU COM VOCÊ – Isaías 41:10

Isaías 41 vs 10   Não tema

Por isso não tema, pois estou com você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei; Eu o segurarei com a força e a justiça da minha mão direita vitoriosa. (Isaías 41:10)  

Neste versículo Deus está falando com ternura e nos está prometendo; não tema, pois estou com você. A primeira coisa que o Senhor quer nos transmitir através deste versículo é que Ele não quer que a gente tenha medo. “Eu estou com você.” Ele está conosco em todos os momentos, onde quer que vamos. Assim como Deus disse a Josué: “Não fui Eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar” (Josué 1:9). E Jesus disse: “E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”. (Mateus 28:20) 

Não tenha medo, pois sou o seu Deus.” Quando damos ao Senhor seu legítimo lugar em nossas vidas, Ele se torna responsável pelo nosso bem-estar. Ele se torna o nosso Protetor e Provedor. Ele luta as nossas batalhas por nós. E Ele está disponível para nós a cada momento de cada dia.  Se deixarmos Deus ser Deus em nossa vida diária, Ele cumprirá os Seus propósitos para nós e nos abençoará além das nossas expectativas.

“Eu o fortalecerei e o ajudarei.” Às vezes, podemos nos sentir como se tivéssemos sido atacado por um golpe súbito ou um dilema, mas nada que acontece em nossa vida é uma surpresa para Deus. Isso deve dar-nos um grande conforto em momentos angustiantes. Antes de teremos um problema, Deus já tem uma solução preparada para nós. E nós sabemos que não importa o que acontece, podemos suportar e superar qualquer coisa quando nós confiamos em Deus para nos fortalecer e ajudar. 

O Senhor sabe que a fé em Deus e em Sua Palavra abre a porta para Seus planos e propósitos para nós, porem o medo pode abrir a porta para Satanás.  Se mantemos essas coisas em mente quando a adversidade nos confronta, faremos tudo em nosso poder para resistir de tornar-nos temeroso, incluindo orar, louvar e imergindo-nos na Palavra de Deus.

Eu o segurarei com a força e a justiça da minha mão direita vitoriosa.” A Bíblia nos diz repetidamente que o nosso Deus é um Deus de justiça.  Por isso, Ele está empenhado em ver que os que são fiéis estão seguros em Sua mão direita vitoriosa. Ao olharmos para a vida de José e Daniel, vemos dois grandes exemplos positivos para a nossa vida. Deus sustentou ambos desses homens na sua mão direita vitoriosa e Ele nos sustentará também, se nós como José e Daniel confiarmos Nele e obedecermos Seus mandamentos. 

Memorize esta preciosa promessa e afirme-la com a fé.  Ao fazê-lo, vamos abrir o caminho para o nosso amoroso e poderoso Deus revelar-Se a nós como nunca antes! 

Deus vai segurar firmemente àqueles que o aceitaram como seu Senhor e Salvador. Ele não vai nos deixar ir.  Ele vai nos segurar firmemente em suas mãos. Não há nada que pode remover-nos da Sua mão, o que faz com que este seja o lugar mais seguro que poderíamos estar.

Jesus disse: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem.  Eu lhes dou a vida eterna, e elas jamais perecerão; ninguém as poderá arrancar da minha mão.  Meu Pai, que as deu para mim, é maior do que todos; ninguém as pode arrancar da mão de meu Pai. Eu e o Pai somos um”. (João 10:27-30) 

Liberte-se para viver a vida que Deus quer que você viva. Afirme que cada dia é uma bênção de Deus e reivindique a força que é sua no Senhor. 

“Quando vivemos sob o Seu Senhorio estamos seguros em Seu amor insondável”. 

NÃO TEMAS, PORQUE DEUS ESTÁ COM VOCÊ!

Publicado por: mvmportugues | janeiro 11, 2015

ONDE DEUS GUIA, ELE PROVIDENCIA – Provérbios 3:5-6

2 ONDE DEUS GUIA, ELE PROVIDENCIA

“Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apóie em seu próprio entendimento;  reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas.” (Provérbios 3:5-6) 

Se exercemos confiança e reconhecemos o Senhor em todas as áreas de nossas vidas, a promessa é que Ele vai nos guiar. 

Para saber a orientação de Deus, no entanto, devemos colocar de lado nossa própria vontade e procurar a vontade de Deus. O princípio básico na determinação da vontade de Deus em qualquer situação é esvaziar-nos de nossa impetuosidade e comprometer-nos a buscar e obedecer a Sua vontade. 

Se, pretendemos querer saber a vontade de Deus, mas não estamos dispostos a fazê-la, a menos que ela concorde com nossa vontade, estamos nos enganando. Tudo que queremos é a aprovação de Deus dos nossos planos. Mas nós nunca saberemos a direção de Deus dessa forma, porque Deus revela Sua vontade apenas para aqueles que estão empenhados em fazê-la. 

Muitas vezes, não conseguimos experimentar as orientações de Deus porque estamos tão determinados a fazer nossas próprias coisas que não conseguimos parar e pedir ao Senhor para revelar a Sua vontade para nós. Ou entramos na nossa rotina, e é preciso uma catástrofe para Deus chamar a nossa atenção – para que Ele possa deixar-nos saber o que Ele quer que façamos em nossa vida. Portanto, se você deseja a  orientação de Deus, pare e peça para Ele, e espere o tempo suficiente para ouvir o que Ele tenha a dizer. “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus” (Romanos 8:14).

Deus diz, “Eu o instruirei e o ensinarei no caminho que você deve seguir; eu o aconselharei e cuidarei de você. Não sejam como o cavalo ou o burro, que não têm entendimento mas precisam ser controlados com freios e rédeas, caso contrário não obedecem.” (Salmos 32:8-9)

Poderíamos perguntar, mas e se Deus não diz nada? A resposta é que, quando procuram e esperamos a orientação de Deus e permanecemos submissos ao caminho soberano de Deus, Ele providencialmente orquestra circunstâncias de tal forma como para confirmar a Sua vontade. 

Se chegarmos a uma porta e ela não abre, talvez Deus está nos pedindo para esperar pois Ele tem mais trabalho a fazer em nós primeiro. Ou talvez Ele está nos dirigindo em outra direção. Nós não devemos olhar tão ansiosamente para a porta fechada que não vemos aquela que Deus abrirá na hora certa. Nossa tarefa é ter fé, obedecer e confiar. 

Quantas vezes já fizemos decisões que desejamos que não havíamos feito. Enquanto que tais experiências não são agradáveis, o Senhor tem lições importantes para nos ensinar, se nós nos submetermos à Seus soberanos caminhos. Mas se pensarmos, “Eu vou fazer isto da minha maneira,” somente vamos trazer mais dor e desilusões para a nossa vida. 

Encontrar a vontade de Deus consiste em caminhar em constante comunhão com o Senhor, levando tudo a Ele em oração. “Clame a mim e eu responderei e lhe direi coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece” (Jeremias 33:3). Temos que realizar que os nossos passos são ordenados pelo Senhor. Quando andamos com Ele e estamos empenhados em Seu objetivo, Ele vai trabalhar em nossa vida orquestrando tudo para a Sua honra e glória. 

Se confiarmos Nele, o processo torna-se uma bela união da fidelidade e soberania de Deus e de nossa confiança obediente Nele. 

Nosso Pai celestial deseja o melhor para nós. Ele tem um plano perfeito para as nossa vida. A chave para viver o Seu plano e estar em sintonia com a Sua vontade, não é apenas crer em Deus, mas obedecê-Lo também. Simplesmente devemos ter fé e obedecer porque: “Sem fé é impossível agradar a Deus” (Hebreus 11:6). 

Lembre-se, onde Deus conduz, Ele fornece todas as necessidades! Cada promessa de Deus tem uma condição que temos de enfrentar para que possamos reivindicar a promessa.

Publicado por: mvmportugues | janeiro 1, 2015

UMA MENSAGEM DE ESPERANÇA PARA O ANO NOVO – Filipenses 4:6-7

Ano Novo 2015

“Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus. – Filipenses 4:6-7 

Este é um dos textos mais reconfortantes e encorajadores da Bíblia. Os crentes podem sempre encontrar força renovada aqui. A maravilhosa verdade é que Deus está sempre presente conosco. Ele está perto de cada crente cada momento de cada dia e Ele sabe o que estamos passando.  

Não andem ansiosos por coisa alguma contrasta com estar preocupado que revela uma falta de confiança na soberania e poder de Deus. Como crentes, temos que realizar que a nossa confiança na vida não vem de nós mesmos, mas do Deus todo-poderoso do universo. É por isso que Paulo nos diz para não se preocupar com nada. Se nós nos preocupamos estamos basicamente dizendo que Deus não pode lidar com o assunto. Por outro lado temos que levar tudo a Deus em oração e a Sua paz guardará os nossos corações e mentes. Crentes, que permanecem firmes em Cristo, respondem a testes e suportam as dificuldades com a oração agradecida.  

Mas em tudo, pela oração e súplicas. Paulo enfatiza a nossa grande necessidade de levar todas as coisas, sem exceção, a Deus em oração. Assim que temos uma necessidade ou problema devemos levar-lo ao Senhor em oração. Apresentamos os nossos pedidos ao Senhor com confiança dependendo de Sua segura provisão para nos ajudar em nossos momentos de necessidade.  

Com ações de graças sejam as vossas petições conhecidas diante de Deus. A atitude que devemos ter ao apresentar nossas súplicas ao Senhor é uma de agradecimento confiando Nele para as respostas que Ele irá revelar a nós através do Espírito Santo. Deus faz tudo trabalhar junto para o nosso bem e Sua glória.   

E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.” Deus nos dará uma paz além do entendimento que guardará o nosso coração e mente ao resistir e permanecer firme no Senhor.  

Podemos ter essa paz maravilhosa como crentes. Deus vai responder às nossas solicitações de Sua maneira e em Seu tempo, e nos dará a Sua paz que excede todo o entendimento. É uma paz que é maior que qualquer coisa que jamais poderíamos imaginar. É um fator de estabilidade e segurança que nos dará descanso no nosso soberano Pai. “Por isso devemos nos aproximar com confiança do trono do nosso Pai que é cheio de amor, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça para nos ajudar na hora em que precisarmos.” (Hebreus 4:16)   

É preciso haver rendição diária, e um renovado compromisso com O único que nos guia e nos mantem forte. Uma vez que temos paz com Deus, podemos então ir desfrutar da paz de Deus no dia a dia. “Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti.” (Isaías 26:3)

A bíblia diz: “Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês!” (Tiago 4:8) 

Oramos para que você se aproxime ao Senhor este Ano Novo, e sinta Seu amor e experimente a paz de Deus, que excede todo o entendimento que só Deus pode dar a você em Cristo Jesus. 

Tenha um 2015 abençoado 

David e Helena

Publicado por: mvmportugues | dezembro 29, 2014

O MAIOR PROBLEMA DO HOMEM É A SUA SEPARAÇÃO DE DEUS – Romanos 3:23

Homem-Pecado-Deus

A Bíblia nos ensina que o maior problema do homem é a sua separação de Deus. Este problema é resolvido apenas quando realmente nos arrependemos de nossos pecados aceitamos a Cristo como nosso Salvador e O fazemos o Senhor da nossa vida. 

Quando Deus criou o primeiro homem e mulher, Ele colocou neles um desejo e uma necessidade de sentir que suas vidas tinham significado. Adão e Eva foram dados um trabalho a fazer. Eles deveriam cuidar do jardim que Deus tinha plantado para eles. Eles tinham comunhão diária com o seu Criador. Eles tinham verdadeiro significado porque sabiam que eles eram parte do grande plano de Deus para o mundo. 

Mas Adão e Eva se rebelaram contra Deus. Em vez de fazer a vontade de Deus, eles O desobedeceram. Esta decisão afetou toda a humanidade porque Adão e Eva passaram sua natureza egoísta, e independente para toda a raça humana. A Bíblia diz: “pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus…” (Romanos 3:23) 

Desde que o homem rejeitou a autoridade de Deus e o plano de Deus, ele já não tem um propósito na vida que o faz se sentir significante. Por isso, o homem tenta fazer muitas coisas para encontrar a sua necessidade de importância. 

A Bíblia nos fala sobre um homem que tinha tudo o que seu coração poderia desejar. Seu nome era Salomão. Ele era o rei mais sábio e mais rico que já existiu. 

No livro de Eclesiastes, Salomão diz como ele acumulou muita prata e ouro além do que ele precisava. Usando sua grande riqueza e poder, ele dedicou-se a muitos projetos. Ele plantou jardins e pomares, ele construiu cidades, e ele construiu um palácio muito elaborado. Seu maior projeto foi construir o templo do Senhor. Foi o edifício mais caro e mais magnífico que o mundo já viu. 

Mesmo assim, com todas as suas posses e realizações, Salomão não estava satisfeito. Suas necessidades internas profundas não foram cumpridas. Salomão disse: “Contudo, quando avaliei tudo o que as minhas mãos haviam feito e o trabalho que eu tanto me esforçara para realizar, percebi que tudo foi inútil, foi correr atrás do vento …. Por isso desprezei a vida….” (Eclesiastes 2:11, 17) 

Hoje em dia, as pessoas ainda estão procurando por algo que lhes dará um sentimento de importância. Algumas pessoas trabalham duro para acumular dinheiro, porque eles sentem que o dinheiro lhes dá uma sensação de valor. Mas o dinheiro não pode satisfazer as nossas necessidades profundas. 

Outras pessoas procuram satisfazer as necessidades através da acumulação de coisas, tais como carros, casas e propriedades. Mas “as coisas” nunca podem satisfazer as necessidades profundas do nosso coração. O Senhor Jesus disse: “… a vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens.” (Lucas 12:15) 

Muitas pessoas buscam propósito e satisfação na religião, no entanto a religião nunca pode trazer satisfação; mas, uma relação pessoal com Deus através de Jesus, seu Filho vai trazer grande propósito, alegria e satisfação. 

A maneira de Deus satisfaz a nossa necessidade de significado é esta: Ele nos coloca em Cristo. Ele faz com que cada crente seja um membro vital do corpo de Cristo. Deus dá aos crentes dons e oportunidades para usar seus dons espirituais. Desta forma, cada crente é significativo porque ele se torna parte do grande plano eterno de Deus. 

No livro de Efésios, Deus nos diz que todos os verdadeiros cristãos são membros do corpo de Cristo. Assim como vivemos e trabalhamos através de nosso corpo, assim o Senhor Jesus faz a Sua obra através de Seu corpo. Cada crente nascido de novo é diferente dos outros crentes, mas cada um é um membro do corpo de Cristo e, portanto, tem importância. 

Em nosso corpo temos muitos membros diferentes, tais como olhos, ouvidos, mãos e pés. Cada membro é diferente dos outros membros, mas cada um tem uma função vital no corpo. Nossas mãos não podem tomar o lugar de nossos olhos e nossa olhos não podem fazer o trabalho de nossas mãos, no entanto, todos os membros do nosso corpo são importantes. 

O corpo de Cristo também tem muitos membros. Cada membro é diferente dos outros membros, mas cada um tem uma função vital. A Bíblia diz que o corpo de Cristo é “ajustado e unido pelo auxílio de todas as juntas, cresce e edifica-se a si mesmo em amor, na medida em que cada parte realiza a sua função.” (Efésios 4:16) 

Deus não apenas tem uma obra para cada crente, mas Ele também prepara cada crente para fazer esse trabalho. Cada crente é dado um dom ou dons pelo Espírito Santo, a fim de que ele possa contribuir para o crescimento e saúde do corpo de Cristo. A Bíblia diz: “A cada um, porém, é dada a manifestação do Espírito, visando ao bem comum.” (1 Coríntios 12:7) 

Devemos saber que a igreja local não é o único lugar onde se pode servir a Deus. Muitos cristãos são testemunhas eficazes de Cristo aonde trabalham. Alguns têm estudos bíblicos em suas casas. Outros dão suas vidas para servir a Deus como missionários. Outros estão ganhando pessoas para Cristo e ensinando-los sobre a  Palavra de Deus, partilhando através da Internet. As oportunidades para servir são praticamente ilimitadas, mas você deve buscar o que Ele quer que você faça. 

Em Cristo, Deus providenciou a cada crente com uma oportunidade para servi-Lo. Se você está se perguntando por que você não tenha encontrado a obra que Deus tem para você, pode ser porque você nunca se deu totalmente a Ele. Deus não exige que cada cristão deixe de lado o seu trabalho e pregue o evangelho o tempo inteiro, mas Ele nos obriga a ser totalmente consagrado a Ele. 

Temos de nos entregar totalmente a Ele como diz a Bíblia: “Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês. Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12: -2) 

Deus nos comprou com o sangue do seu próprio Filho e nós pertencemos a Ele se O aceitamos como nosso Salvador. (João 3:16) 

 Romanos 3 vs 23 (P)

Portanto, Deus espera que vivemos de tal maneira que a Sua presença esteja sempre diante de nós para que a nossa caminhada, o nosso estilo de vida e comportamento seja perfeito, completo, inteiro, saudável, sem que nada iniba nosso relacionamento com Ele. 

Sede santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo. (Levítico 19:2)

Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 200 outros seguidores