Publicado por: mvmportugues | abril 11, 2019

AVISO ÀS NAÇÕES – Jeremias 11:11

Portanto, assim diz o Senhor: Eis que trarei mal sobre eles, de que não poderão escapar, e clamarão a mim; e eu não os ouvirei. (Jeremias 11:11)

Este versículo dá ao leitor um aviso muito severo, dizendo que aqueles que não se submeterem ao comando de Deus não serão capazes de escapar de Sua ira. Não há como escapar da Sua justiça ou evitar a Sua presença. O mal persegue os pecadores e os envolve em armadilhas das quais eles não podem se libertar; a menos que se desviem de seus maus caminhos e o busquem de todo o coração.

Jeremias é chamado de “profeta que chora” e seu coração está angustiado por causa do que seu povo está fazendo. A nação judaica se perdeu porque rejeitou intencionalmente e deliberadamente a Deus, e seu trabalho é de chamá-los de volta à Ele.

Israel havia quebrado a aliança com Deus, e Jeremias teve a tarefa desagradável de avisá-los do julgamento vindouro.

Hoje vemos a história se repetindo; vemos as mesmas coisas acontecendo de novo. Então vamos ver o que queremos dizer com essa afirmação. Primeiro, eles eram culpados de sangue inocente.

Porque eles me abandonaram e profanaram este lugar, oferecendo sacrifícios a deuses estranhos, que nem eles nem seus antepassados nem os reis de Judá conheceram; e encheram este lugar com o sangue de inocentes. Construíram nos montes os altares dedicados a Baal, para queimarem os seus filhos como holocaustos oferecidos a Baal, coisa que não ordenei, da qual nunca falei nem jamais me veio à mente (Jeremias 19:4-5).

É difícil acreditar que essas pessoas pudessem se tornar tão duras de coração que queimariam seus filhos como sacrifício a um deus, mas foi o que fizeram. Eles pegaram os bebês recém-nascidos inocentes e indefesos e os mataram de uma maneira terrivelmente dolorosa.

Hoje não é diferente quando lemos relatos crescentes de sacrifício de crianças a Satanás, o deus deste mundo; juntamente com as práticas horríveis do aborto, que mata milhões de bebês a cada ano.

Pessoas sem coração e desinformadas chamam os bebês de um pedaço de carne, quando a Bíblia nos diz que Deus criou o nosso ser mais íntimo; e teceu cada um de nós no ventre de nossa mãe (Salmo 139:13).

O julgamento definitivamente está chegando a qualquer nação desobediente. Jeremias escreve: “Mas se não me ouvirem, eu arrancarei completamente aquela nação e a destruirei”, declara o Senhor” (Jeremias 12:17).

Jeremias também adverte de julgamento vindo por causa de práticas sexuais. Ele sabia o que Levítico e muitas outras escrituras ensinavam: Se um homem se deitar com outro homem como quem se deita com uma mulher, ambos praticaram um ato de abominação. Terão que ser executados, pois merecem a morte” (Levítico 20:13).

Observe que esse pecado foi chamado de “abominação”. Todo pecado é rebelião e todo pecado é terrível, no entanto, esse pecado foi destacado como uma “abominação” para Deus. Aqueles que apóiam esse pecado são rápidos em atacar a Palavra de Deus, mas se eles lerem cuidadosamente o que aconteceu em Sodoma e Gomorra e entendem que foram aniquilados por causa dessa grande abominação, pode haver esperança para as pessoas que decidem estudar a palavra de Deus e fazerem uma mudança de estilo de vida radical.

A Bíblia está cheia de advertências como lemos em outra passagem do Novo Testamento. Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus. Assim foram alguns de vocês. Mas vocês foram lavados, foram santificados, foram justificados no nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito de nosso Deus (1 Coríntios 6:9-11); então, como vemos, há esperança.

Jeremias também nos diz que O coração é mais enganoso que qualquer outra coisa e sua doença é incurável.
Quem é capaz de compreendê-lo?
(Jeremias 17:9)

Quando olhamos para muitas nações neste mundo, vemos que esses países estão sendo rapidamente julgados porque, como sociedade, votamos para expulsar Deus de nossa terra. Nós votamos para fazer claramente aquilo que sabemos que Deus abomina. No entanto, Quando você anunciar tudo isso ao povo, eles perguntarão: ‘Por que o Senhor decretou coisas tão terríveis contra nós? O que fizemos para ser tratados desse modo? Qual foi nosso pecado contra o Senhor, nosso Deus?’ “Então você lhes responderá que assim diz o Senhor: ‘Seus antepassados me deixaram. Adoraram e serviram outros deuses, me abandonaram e não obedeceram à minha lei. E vocês são ainda piores que seus antepassados! Seguem os desejos teimosos de seu coração perverso e não querem me ouvir (Jeremias 16:10-12).

O julgamento de Deus estava vindo sobre os israelitas por causa de muitos pecados, incluindo o sacrifício de crianças e a homossexualidade; e porque essas pessoas haviam rejeitado a Deus, eles rejeitaram Suas regras e mandamentos; eles rejeitaram o Seu pacto com eles. Os Estados Unidos e muitos outros países do mundo fizeram o mesmo. O que a Bíblia proclama através de Jeremias sobre Israel – proclama sobre todas as nações desobedientes.

Do começo ao fim do livro de Jeremias, vemos Deus suplicando, implorando e convidando Seu amado povo a voltar para Ele. De novo e de novo, Ele pede a eles que retornem para que Ele possa abençoá-los. Mas eles teimosamente seguem seu caminho pecaminoso.

Deus está implorando ao nosso país também. Mas, como, Israel, nós não estamos ouvindo. O aborto é uma lei da terra. Muitos estados legalizaram o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Muitos estados estão exigindo que essas práticas pecaminosas sejam ensinadas na escola para nossos filhos. Deus foi removido de nossos salões legislativos e de nossos tribunais. Estamos criando um país de pessoas egoístas, rebeldes e hedonistas que toleram tudo, menos Deus e o cristianismo.

Então, o que vamos fazer sobre isso? Aqui estão algumas sugestões:

Precisamos nos humilhar e compreender que estamos longe de Deus e muito perto de Seu julgamento final. Precisamos desesperadamente nos livrar de todo orgulho e nos humilhar diante do Senhor. Precisamos nos submeter a Deus e resistir ao diabo, e ele fugirá de nós (Tiago 4: 7).

Nós temos um Deus misericordioso e perdoador que quer que nos aproximemos Dele; não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento (2 Pedro 3:9).

Precisamos fazer uma avaliação da nossa vida, admitir nosso pecado e nos afastar dele; lembrando que o pecado impede a nossa vida de oração e nos rouba do poder espiritual.

Precisamos falar a verdade em amor e precisamos orar diariamente pela nossa nação.

Deus quer perdoar e restaurar, Ele não quer nos destruir. Ele não quer nos julgar. Ele diz: “Porque eu sei os planos que tenho para vocês”, diz o Senhor. “São planos de bem, e não de mal, para lhes dar o futuro pelo qual anseiam. Naqueles dias, quando vocês clamarem por mim em oração, eu os ouvirei. Se me buscarem de todo o coração, me encontrarão. Serei encontrado por vocês”, diz o Senhor.…” (Jeremias 29:11-14).

Deus tem planos maravilhosos para nós. Ele quer nos prosperar. Ele quer nos dar esperança. Ele anseia por um relacionamento amoroso conosco; mas precisamos voltar para Ele e buscá-Lo enquanto Ele ainda pode ser encontrado.

Como você pode escapar dos horrores do inferno? O plano é tão simples como.

  1. Admita que você está perdido, é uma pessoa pecadora e não pode salvar-se do pecado e do inferno.
  2. Acredite que Jesus Cristo sofreu na cruz para pagar por todos os seus pecados.
  3. Confesse que Deus ressuscitou Jesus da sepultura – confesse que você quer que Jesus Cristo seja o Senhor absoluto de sua vida.

*******

 

Publicado por: mvmportugues | abril 6, 2019

EM VEZ DE CULPA TEMOS LIBERDADE EM CRISTO – 2 Coríntios 3:17

Pois o Senhor é o Espírito, e onde está o Espírito do Senhor, ali há liberdade.” (2 Coríntios 3:17)

Os cristãos verdadeiros irradiam a santidade de Deus; nós vivemos em Sua presença e o Espírito Santo vive em nosso corpo.

Somos dotados dos Seus atributos e da Sua personalidade; assim vivemos com a dignidade, pureza, sabedoria, humildade, integridade, amor e compaixão de Deus. Somos filhos do nosso grande Pai, Criador e Rei; somos sacerdotes para o nosso Santo Deus e Salvador.

Se você é um verdadeiro cristão – viva desta maneira cada momento de sua vida – viva como um filho do Rei.

Portanto, todos nós, com o rosto descoberto, refletimos a glória que vem do Senhor. Essa glória vai ficando cada vez mais brilhante e vai nos tornando cada vez mais parecidos com o Senhor, que é o Espírito” (2 Coríntios 3:18).

Os que olham para Deus estão radiantes de alegria; seus rostos jamais mostrarão decepção” (Salmo 34:5).

Satanás gosta de condenar os cristãos verdadeiros com falsa culpa sobre os pecados passados ​​que cometeram; mas nós podemos combater esses ataques do nosso arqui-inimigo com a verdade da Palavra de Deus.

Romanos 8:1-2, Vida Através do Espírito – Portanto, agora já não há condenação para os que estão em Cristo Jesus, porque por meio de Cristo Jesus a lei do Espírito de vida me libertou da lei do pecado e da morte.”

Assim foram alguns de vocês. Mas vocês foram lavados, foram santificados, foram justificados no nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito de nosso Deus (1 Coríntios 6:11).

Todo verdadeiro cristão nascido de novo tem uma sepultura em seu passado; a velha pessoa está morta e enterrada. Você é uma nova pessoa em Cristo; então não deixe que Satanás finja ressuscitar uma pessoa morta que já não existe mais.

Agora, porém, estão livres do poder do pecado e se tornaram escravos de Deus. Fazem aquilo que conduz à santidade e resulta na vida eterna (Romanos 6:22).

Fui crucificado com Cristo; assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. Portanto, vivo neste corpo terreno pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim (Gálatas 2:20).

*******

Publicado por: mvmportugues | abril 4, 2019

A GRANDEZA DA CRIAÇÃO DE DEUS – Salmo 8:1, 3-4

Ó Senhor, nosso Senhor, teu nome majestoso enche a terra; tua glória é mais alta que os céus!… Quando olho para o céu, que tu criaste, para a lua e para as estrelas, que puseste nos seus lugares — que é um simples ser humano para que penses nele? Que é um ser mortal para que te preocupes com ele? (Salmo 8:1, 3-4).

No começo, Deus colocou os alicerces do mundo. . . e definiu suas dimensões. . . enquanto as estrelas da manhã cantavam juntas, e os anjos davam gritos de alegria? (Jó 38:4-7). Tudo o que Ele criou foi uma obra de arte, uma obra-prima. Ele projetou um mundo maravilhoso de tirar nosso fôlego e o declarou “muito bom” (Gênesis 1:31); e tudo isso para nutrir nossa alma com Sua presença amorosa.

Toda a criação testifica sobre a bondade de Deus. A terra, os céus, os oceanos, as árvores e as montanhas, o sol, a lua e as estrelas falam da beleza e perfeição de Deus. No relato de Gênesis, lemos como, após cada dia da criação, Deus olhava para Suas obras e as chamava de boas.

A natureza nos revela a beleza, a glória, o poder, a sabedoria, a presença, a criatividade e, acima de tudo, o cuidado amoroso de Deus. É por isso que devemos passar tempo na beleza da natureza e desfrutar da Sua criação. Jesus faz uso contínuo da natureza em Suas parábolas que nos acolhem para encontrar a vida com Ele no Reino de Deus. A revelação de Deus na natureza é tão predominante que o Apóstolo Paulo adverte se não notamos e honramos nosso Criador, não temos desculpa alguma (Romanos 1:20); porque através da natureza, Deus é capaz de nos ensinar, falar conosco e prover para nós.

O universo inteiro dá testemunho de Deus como Criador. Os céus proclamam a glória de Deus. O firmamento demonstra a habilidade de suas mãos. Dia após dia, eles continuam a falar; noite após noite, eles o tornam conhecido. Não há som nem palavras, nunca se ouve o que eles dizem. Sua mensagem, porém, chegou a toda a terra, e suas palavras, aos confins do mundo. Deus preparou no céu uma morada para o sol… O sol nasce numa extremidade do céu e realiza seu trajeto até a outra extremidade; nada pode se esconder de seu calor. (Salmo 19).

O sol que brilha no céu dá testemunho da existência e do cuidado de Deus, pois sem ele não haveria vida na terra; e as verdades sobre as obras de Deus estão ao nosso redor, para todos nós vermos.

Nós temos um Deus maravilhoso que nos ama. Da próxima vez que você tiver a oportunidade de ficar ao pé de uma cachoeira, ou de um rio, ou no topo de uma montanha; reserve um tempo para refletir sobre o poder do Criador. Outra maneira maravilhosa de fazer isso é olhar para um céu cheio de estrelas em uma noite sem lua.

Você alguma vez tomou tempo para olhar aos detalhes de uma flor? Você toma tempo para refletir sobre a magnífica obra de Deus que Ele tão lindamente pinta no céu ao nascer do sol ou ao pôr do sol?

Do menor ao maior, Deus se revela a nós; seja do menor átomo ou da maior galáxia, da forma de vida mais simples até a mais complexa, nosso Deus vivo está constantemente se dando a conhecer à humanidade.

A Bíblia testifica que a criação dá um testemunho claro da existência de Deus. Todos, em todos os lugares, têm esse testemunho. A revelação da natureza é mais do que suficiente para tornar a humanidade responsável e mostrar-lhes que eles não tem “desculpa”. Consequentemente, os humanos devem tentar descobrir quem é o seu Criador e o que Ele requer deles. Infelizmente, muitas pessoas corromperam a revelação de Deus na natureza e escolheram adorar e servir a criação em vez do Criador. Em vez de adorar a Deus, eles transformaram a criação em um deus. Por isso, Deus pronunciou julgamento sobre eles (Romanos 1).

O profeta Neemias escreve: Somente tu és o Senhor. Fizeste o céu e os céus além do céu, e todas as estrelas. Fizeste a terra, os mares, e tudo que neles há. Preservas todos os seres com vida, e o exército dos céus te presta adoração (Neemias 9:6); e assim farão todos aqueles que confiaram Nele como seu Senhor e Salvador, quando Ele nos chamar para estar com Ele.

Deus projetou nosso mundo para que através dele pudéssemos conhecê-Lo, Sua beleza, Seu poder e majestade, Sua atenção aos detalhes, Sua criatividade sem fim e muito mais. E Ele fez tudo isso para nos atrair a Ele para que pudéssemos experimentar o incrível amor que Ele tem por nós.

Enquanto é o Espírito Santo que comunica tal testemunho para nós, devemos preparar nossos corações para recebê-Lo. Precisamos entender e crer que de “muito tempo atrás, lançaste os fundamentos da terra e com as tuas mãos formaste os céus (Salmos 102:25).

*******

 

Há um grande tema que é descrito através das Escrituras sobre a responsabilidade do homem de buscar a verdade da palavra de Deus, pois Ele recompensará cada um de acordo com o que fez (Romanos 2:6).

Deus não força alguém a ser salvo ou fazer a coisa certa, Ele também não nos força a amá-Lo. Ele dá a cada pessoa a chance de escolher para si mesmo o seu próprio destino eterno, como Josué declarou quando conduziu os israelitas à Terra Prometida: Se, porém, não lhes agrada servir ao Senhor, escolham hoje a quem irão servir, se aos deuses que os seus antepassados serviram além do Eufrates, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra vocês estão vivendo. Mas, eu e a minha família serviremos ao Senhor (Josué 24:15); assim também, nós devemos escolher amar e obedecer a nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Precisamos entender que seria impossível para o coração humano amar a Deus sem que o Espírito Santo de Deus nos capacite. Deus inicia nosso amor por Ele: “Ninguém pode vir a mim, se o Pai, que me enviou, não o atrair” (João 6:44); Deus nos dá o desejo de amá-Lo, pois é Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dele (Filipenses 2:13). E Deus nos dá o poder de amá-Lo, pois o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade(Gálatas 5:22).

Visto que a Bíblia ensina que o homem não busca a Deus por si mesmo (Romanos 3:11), Deus toma a iniciativa. Ele se revela na criação, e embora o homem saiba disso, ele ainda se recusa a honrar a Deus.  Deus castiga essas pessoas porque o que se pode conhecer a respeito de Deus está bem claro para elas, pois foi o próprio Deus que lhes mostrou isso. Desde que Deus criou o mundo, as suas qualidades invisíveis, isto é, o seu poder eterno e a sua natureza divina, têm sido vistas claramente. Os seres humanos podem ver tudo isso nas coisas que Deus tem feito e, portanto, eles não têm desculpa nenhuma. Eles sabem quem Deus é, mas não lhe dão a glória que ele merece e não lhe são agradecidos. Pelo contrário, os seus pensamentos se tornaram tolos, e a sua mente vazia está coberta de escuridão (Romanos 1:19-21). Assim, Deus, em Seu amor, nos busca pois o Filho do Homem veio buscar e salvar quem está perdido (Lucas 19:10) e João 3:16 nos diz que Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna.

Enquanto Cristo atrai todos os homens através de Sua obra na cruz, o Espírito expõe a verdade que é ensinada na Palavra. “E quando Ele (o Espírito Santo) vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo” (João 16:8-11).

O Espírito Santo usa a persuasão divina para convencer, reprovar, agitar, atrair e amar uma pessoa. Mas isso não garante que todos os que ouvem a verdade a receberão. Uma pessoa pode ouvir e ler sobre a verdade e, no entanto, rejeitá-la. “Vocês estudam cuidadosamente as Escrituras, porque pensam que nelas vocês têm a vida eterna. E são as Escrituras que testemunham a meu respeito; contudo, vocês não querem vir a Mim para terem vida” (João 5:39-40). Mas quem responder positivamente e buscar a Deus será recompensado, porque sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que é galardoador dos que O buscam (Hebreus 11:6).

Deus também usa pessoas como instrumentos. Deus escolheu usar pessoas como agentes para ensinar a Palavra de Deus e o Espírito Santo nos guia para convencer o mundo. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?… Então a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus” (Romanos 10:14, 17).

Quaisquer que sejam as razões pelas quais as pessoas rejeitam Jesus Cristo, sua rejeição tem conseqüências desastrosas e eternas, porque Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos (Atos 4:12). E aqueles que O rejeitam, seja qual for a razão, enfrentam uma eternidade “nas trevas” do inferno onde haverá “choro e ranger de dentes” (Mateus 25:30).

Deus não força a salvação a ninguém, mas usa vários meios para atrair pessoas a responder com fé a Jesus Cristo. Devemos, portanto, pregar o evangelho de Deus sobre a vida eterna, confiando no Espírito Santo para convencer as pessoas de Sua verdade e atraí-las para Cristo.

Embora seja verdade que Deus não força ninguém a amá-Lo ou aceitar a salvação pela qual Jesus foi torturado até a morte. Ele pode trazer algumas ações dolorosas em sua vida para despertá-lo e avisá-lo de que estás a caminho a uma eternidade no Lago de Fogo.

Saulo, que se tornou o apóstolo Paulo, experimentou uma experiência muito dolorosa e embaraçosa quando Jesus o fez cair por terra no caminho a Damasco e o cegou por alguns dias.

Se você recusar continuamente a oferta de salvação de Jesus Cristo, um dia você morrerá e acabará no inferno. Por favor, não espere até que você parta desta vida para descobrir que o inferno é real! Amanhã poderá ser tarde demais! Como a Bíblia nos diz: Não se gabe do dia de amanhã, pois você não sabe o que este ou aquele dia poderá trazer (Provérbios 27:1).

E Provérbios 14:12 diz que “há caminho que parece certo ao homem, mas no final conduz à morte.” E isso significa a morte eterna no lago de fogo.

Muitas pessoas morrem a cada segundo, a cada minuto, a cada hora e estão indo para a eternidade; seja o céu ou o inferno! A morte pode ocorrer inesperadamente através de um acidente, um ataque cardíaco, um derrame ou qualquer que seja o motivo. Se você morrer sem Jesus Cristo, será o pior erro que você jamais cometeu!

Se você quiser evitar tomar esse risco, talvez ainda há esperança enquanto você ainda estiver respirando e nós gostaríamos de lhe contar mais sobre como você pode ser salvo clicando neste link. COMO SER SALVO

Por favor, leve esta mensagem a sério; porque vem diretamente da palavra de Deus. Nosso grande desejo é que você seja salvo e que o encontremos um dia na grande ceia das bodas do Cordeiro (Apocalipse 19:6-9)!

*******

 

Publicado por: mvmportugues | março 21, 2019

O QUE A BÍBLIA REVELA SOBRE O PERIGO DE MENTIR? – Êxodo 20:16

Mentir significa fazer uma declaração falsa com a intenção de enganar, criar uma impressão falsa ou enganosa; isso implica desonestidade. A Bíblia é clara que mentir é pecado e Deus odeia o pecado. O primeiro pecado neste mundo envolveu Satanás, o pai das mentiras quando ele mentiu para Eva e a enganou para desobedecer a Deus.

Quando os Dez Mandamentos foram dados a Moisés, lemos que o nono mandamento diz: “Não darás falso testemunho (mentir) contra o teu próximo” (Êxodo 20:16).

Quando estudamos a Bíblia, vemos que até mentir em situações de vida ou morte não é permitido. Não importa o que aconteça conosco, não devemos temer “aqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Antes, tenham medo Daquele que pode destruir tanto a alma como o corpo no inferno (Mateus 10:28). Nossa alma e salvação são mais importantes do que ir para o inferno por contar uma mentira; Jesus disse: “Pois, que adiantará ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou, o que o homem poderá dar em troca de sua alma? (Mateus 16:26).

Às vezes as pessoas mentem para evitar ferir os sentimentos de alguém. Jesus aderiu a essa prática? De jeito nenhum. No entanto, muitas pessoas mentem e chamam isso de “mentirinha” e não pensam nas conseqüências de sua decisão. Eles acham que não é grande coisa, todo mundo faz isso, e acreditam que realmente pode poupar alguém de dor.

Mas precisamos entender que mentir é errado, de qualquer forma. É uma transgressão da lei de Deus. Mentir pode ferir outras pessoas. Pode destruir sua reputação e pode prejudicar a igreja. Poucas coisas prejudicam a igreja do Senhor mais do que alguém que diz ser cristão e não vive como um.

Em Atos 5, o Senhor mostrou seu desdém por mentir quando um homem chamado Ananias e sua esposa Safira mentiram sobre um pedaço de propriedade que haviam vendido. Eles alegaram que estavam dando todo o lucro para a igreja, mas na realidade eles retinham parte do dinheiro para si mesmos. Eles podem ter pensado: “Não é grande coisa. Nós demos dinheiro para ajudar a obra do Senhor; nós só mentimos sobre a porcentagem. Não feriu ninguém, certo?” Não é desta maneira que muitos pensam hoje? Mas Deus fez uma afirmação poderosa sobre como Ele considera a mentira e instantaneamente ambos morreram.

Aqui está um ponto muito importante que nunca devemos esquecer. Mentir pode custar ao homem sua alma. Provérbios 21:6 diz que a fortuna obtida com língua mentirosa é ilusão fugidia e armadilha mortal.

Precisamos entender que pensar que é certo mentir é um erro muito sério para um cristão acreditar. Isso mostra uma incompreensão do próprio Deus. Mentir é sempre errado. Provérbios 6:17 diz: “Deus odeia a língua mentirosa.” Provérbios 12:22 diz: Os lábios mentirosos são detestáveis para o Senhor, mas os que dizem a verdade lhe trazem alegria.Também lemos em Levítico 19:11, “Não roubem. Não mintam nem enganem uns aos outros. Provérbios 13:5 diz: “O justo odeia a mentira.” Colossenses 3:9 diz: Não mintam uns aos outros.” Esses versículos e muitos outros nos ensinam que Deus odeia a mentira.

Os mentirosos são filhos de Satanás e acabarão por passar a eternidade no Lago de Fogo com ele, porque a pessoa má gosta de ouvir maldades; o mentiroso dá atenção a palavras destrutivas (Provérbios 17:4).

Mentir sempre será errado aos olhos de Deus porque é um pecado! Mentir sem se arrepender e pedir perdão a Deus é tão horrível que leva à “segunda morte” descrita em Apocalipse, que diz: “todos os mentirosos estão destinados ao lago de fogo que arde com enxofre. Esta é a segunda morte” (Apocalipse 21:8).

Então você precisa se arrepender enquanto ainda há tempo. Por favor, lembre-se de que quando você mente, você está fora de comunhão com Deus, o que causa orações sem resposta pois são os pecados de vocês que os separam do seu Deus, são as suas maldades que fazem com que ele se esconda de vocês e não atenda as suas orações. Vocês têm as mãos manchadas de sangue e os dedos sujos de crimes; vocês só sabem contar mentiras, e os seus lábios estão sempre dizendo coisas que não prestam (Isaías 59:2-3).

Assim como você não gosta quando alguém mente para você, o mesmo acontece com o Senhor, seja fiel aos ensinamentos da Bíblia e, se mentiu, busque o perdão daqueles a quem você mentiu, obedeça ao Evangelho e saiba que se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça (1 João 1:9; Mateus 5: 23-24).

O Salmo 24:3-5 faz a pergunta – quem permanecerá no lugar santo do Deus? Aqueles que têm mãos limpas e um coração puro. Aqueles que não elevaram suas almas à falsidade e não juraram enganosamente; este é aquele que será abençoado pelo Senhor.

Mentir é verdadeiramente uma abominação ao Senhor. Ele odeia uma língua mentirosa. E você e eu? Nós temos línguas mentirosas como Deus odeia? Ou seremos capazes de estar diante de nosso Deus Santo porque decidimos não aceitar a falsidade e o engano em nosso coração e vida?

Como verdadeiros seguidores de Jesus Cristo, somos chamados a deixar de lado a natureza velha com seus costumes, que incluem mentir (Colossenses 3:9), e manter em mente de que a falsa testemunha é castigada e certamente será condenada à morte (Provérbios 19:9).

*******

 

 

Este povo com a sua boca diz que me respeita, mas na verdade o seu coração está longe de mim. A adoração deste povo é inútil, pois eles ensinam leis humanas como se fossem meus mandamentos.” Mateus 15:8-9

Chega um momento em que se torna necessário deixar uma igreja com o dever de obedecer a Deus e não aos homens, e para o bem da própria consciência.

Por favor, entendam que só porque um certo lugar é chamado de igreja não significa que justifique o nome. Precisamos reconhecer que, enquanto nenhuma igreja é perfeita porque é composta de pessoas imperfeitas, as igrejas que não ensinam e carecem de fundamentos bíblicos não são lugares saudáveis ​​para participar.

Precisamos entender que uma igreja que honra a Deus deve oferecer adoração centrada em Cristo, é uma comunidade que é marcada pelo amor, ensina a verdade da Santa Palavra e sua missão é cumprir a Grande Comissão.

Então, como você sabe quando Deus está chamando você para ir a outro lugar?

Em primeiro lugar, precisamos orar uns pelos outros, para a igreja, o pastor e aqueles que estão conduzindo o rebanho, especialmente quando vemos que a liderança se está desviando dos seus deveres espirituais. Uma oração muito boa é encontrada em Colossenses 1:9-12.

Segundo, depois de muitos meses de oração e trazendo importantes erros bíblicos à atenção do seu pastor e nada muda, chega um ponto em que você já não o respeita mais e nem sua liderança. Paulo descreveu como um verdadeiro pastor humilde e honesto se conduzirá e como se comportará: É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só mulher, moderado, sensato, respeitável, hospitaleiro e apto para ensinar…” (1 Timóteo 3:2). Ele deve ensinar as profundas verdades da Bíblia com uma compreensão clara da palavra de Deus, o que significa que ele adere à sã doutrina bíblica.

Então, você precisa ter cuidado com um pastor que confunde a verdade bíblica com seu ponto de vista pessoal; porque um pastor piedoso “deve ensinar de acordo com a sã doutrina” (Tito 2:1).

Terceiro, a família do pastor está fora de controle. Paulo ensinou que se um homem não pode liderar e supervisionar sua própria família, então ele não tem nenhum negócio tentando pastorear uma igreja: Ele deve governar bem sua própria família, tendo os filhos sujeitos a ele, com toda a dignidade (1 Timóteo 3:4).

Pois, se alguém não sabe governar sua própria família, como poderá cuidar da igreja de Deus?” (1 Timóteo 3:5). Qualquer pastor ou ancião deve comprovar que ele pode disciplinar a sua própria família antes de que ele possa orientar e dirigir outros. Ele precisa ser capaz de resolver conflitos, criar unidade e manter o amor tanto em casa como na igreja. Se ele não puder fazer essas coisas essenciais e não ver os erros do seu caminho, é hora de ir para outro lugar onde verdades bíblicas fundamentais estão sendo ensinadas e sustentadas.

Quarto, há brigas e dissensões na igreja que o pastor negligencia para manter a “paz” ou melhor, de modo que ele não precise estender energia para trazer o rebanho de volta à harmonia e sob a verdade da Palavra de Deus; quando o objetivo bíblico é de sempre levar a pessoa que está errada ao conhecimento da verdade.

Paulo estava profundamente preocupado que um pastor fosse capaz de ensinar bem a Bíblia já que,Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra (2 Timóteo 3:16-17).

Quinto, a igreja que se recusa a disciplinar membros que estão pecando descaradamente; tolera a vida profana e é caracterizada por um desprezo intencional pela Escritura, quando a palavra diz: Entre vocês não deve haver nem sequer menção de imoralidade sexual como também de nenhuma espécie de impureza e de cobiça; pois essas coisas não são próprias para os santos (Efésios 5:3).

Se estamos verdadeiramente na fé, devemos ter cuidado de não manter companhia com aqueles que desprezam os mandamentos de Deus porque Deus não será zombado: Felizes são aqueles que não se deixam levar pelos conselhos dos maus, que não seguem o exemplo dos que não querem saber de Deus e que não se juntam com os que zombam de tudo o que é sagrado! Pelo contrário, o prazer deles está na lei do Senhor, e nessa lei eles meditam dia e noite (Salmos 1:1–2).

Sexto, a igreja é marcada por flagrante hipocrisia, falando de boca sobre o cristianismo bíblico, mas recusando-se a reconhecer o seu verdadeiro poder – tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. Afaste-se desses também (2 Timóteo 3:5).

Septimo, o tempo de adoração da igreja é um desempenho teatral orgulhoso e auto-absorvido quando deveria levar a congregação a – Sala do Trono do Céu. Que a mensagem de Cristo, com toda a sua riqueza, viva no coração de vocês! Ensinem e instruam uns aos outros com toda a sabedoria. Cantem salmos, hinos e canções espirituais; louvem a Deus, com gratidão no coração(Colossenses 3:16).

Quando olhamos para o significado da adoração, há inúmeras definições da palavra; no entanto, uma em particular resume a prioridade que devemos dar ao culto como disciplina espiritual. A verdadeira adoração, em outras palavras, é definida pela prioridade que damos a quem Deus é em nossa vida e onde Deus está em nossa lista de prioridades. A verdadeira adoração é uma questão do coração expressada através de um estilo de vida de santidade.

Pergunte a si mesmo se a sua igreja honra ou não a Deus vivendo uma vida santa, encorajando a adoração verdadeira, ensinando a verdade da Sua Santa Palavra, está construindo relacionamentos significativos uns com os outros e alcançando os perdidos.

Se isso não está acontecendo onde você está participando, então ore sobre isso e deixe o Espírito Santo guiá-lo porque Deus pode estar chamando você para sair e ir para um outro lugar.

NOTA: A falta de humildade e integridade nos líderes religiosos é um problema universal nas igrejas cristãs evangélicas e levou um número muito grande de cristãos verdadeiros a deixar as igrejas organizadas e de começar estudos em casa para que pudessem ter estudos bíblicos precisos e honestos.

Este movimento “fora da igreja” cresceu muito, e estamos ouvindo mais e mais sobre isso todos os dias. Por favor, não sintam que estejam sozinhos, pois em todo o mundo há milhares de cristãos que estão nesta mesma situação. Não importa se você mora em uma cidade grande ou pequena; o evangelho está sendo diluído em toda parte e a ênfase está em agradar as multidões em vez de honrar o Senhor.

Nós pessoalmente entramos em contato com muitos que se sentem assim. Estes são cristãos que uma vez ensinaram a escola dominical, dirigiram o coro e até mesmo pastores que agora deixaram a igreja. Eles são cristãos comprometidos, perspicazes e dedicados ao Senhor, que se cansaram dos jogos que estão sendo jogados dentro do sistema da igreja; eles estão cansados ​​da atmosfera chamativa, da burocracia interna, e decidiram que não querem mais fazer parte dela.

Esses devotados cristãos foram fiéis a freqüentar a igreja; no entanto, eles estão cansados ​​de não serem alimentados e de ter que ouvir dez a vinte minutos de piadas e histórias. Onde está o tempo destinado àqueles que estão sofrendo e precisando ouvir sobre seu maravilhoso Salvador, eles perguntam? Muitas vezes há somente quinze minutos atribuídos ao sermão e a mensagem nem é biblicamente correta. A igreja está cheia de ostentação, mas está desprovida do Espírito Santo.

Há tantos novos programas modernos que vêm e vão, e não ensinam a verdade da Palavra de Deus. Não há interação nos estudos bíblicos. Muitas vezes o DVD é configurado e você escuta uma lição gravada apenas para preencher o tempo, já que aqueles que deveriam estar ensinando acham mais fácil sentar-se e escutar, em vez de se preparar e trazer um estudo significativo para aqueles que estão participando. A coisa que os verdadeiros cristãos estão percebendo é que a igreja está ficando cada vez mais distante dos ensinamentos da igreja primitiva.

Estes devotos cristãos estão famintos pela palavra e não estão sendo alimentados; e o que acontece com aqueles que são bebês em Cristo? Eles precisam ouvir a verdade da palavra de Deus e aprender como construir uma base sólida; e não de base construída na areia movediça. Se a igreja não fizer o seu trabalho, então precisamos ensinar as pessoas a construir uma fundação sobre a rocha sólida de Jesus Cristo.

Muitos deixaram sua igreja e procuraram outro lugar para adorar. No entanto, depois de visitar outras igrejas, eles descobriram com tristeza que não eram “melhores” do que o lugar que haviam deixado.

Várias dessas pessoas se reuniram com outros cristãos buscadores da verdade e iniciaram estudo em casa. Outros optaram por ficar em casa e esperam encontrar uma mensagem através do rádio ou da televisão que seja fiel à Palavra.

Se você já passou por isso, não se sinta sozinho, existem milhares de pessoas como você no mundo. Agradecemos seus comentários relacionados a este tópico ou qualquer outra questão que você possa ter.

O Senhor te abençoe e te guarde;

o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti;

o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz.

Números 6: 24-26

*******

 

Publicado por: mvmportugues | março 7, 2019

CEGUEIRA ESPIRITUAL – João 5:39-40

“Vocês estudam minuciosamente as Escrituras porque creem que elas lhes dão vida eterna. Mas as Escrituras apontam para mim! E, no entanto, vocês se recusam a vir a mim para receber essa vida. (João 5:39-40)

No começo deste capítulo, João narra a época em que Jesus estava em Jerusalém, para uma festa dos judeus. Durante esta ocasião, Ele encontrou um homem inválido que era paralítico fazia trinta e oito anos.

O Senhor perguntou ao homem: “Você quer ser curado?” Após uma breve conversa, Cristo disse ao homem “Levante-se! Pegue a sua maca e ande.” Imediatamente o homem ficou curado, pegou a maca e começou a andar” (João 5:1-9).

Isto ocorreu no sábado, portanto, os líderes judeus tentaram acusar o Senhor de violar a Lei de Moisés e começaram a persegui-Lo (João 5:10-18).

Neste mesmo dia, depois de um longo discurso durante o qual Jesus afirmou seu relacionamento divino com o Pai, Cristo disse aos judeus: “Vocês estudam minuciosamente as Escrituras porque creem que elas lhes dão vida eterna. Mas as Escrituras apontam para mim! E, no entanto, vocês se recusam a vir a mim para receber essa vida” (João 5:39-40).

Como sabemos pelas Escrituras, muitos dos líderes judeus, particularmente os escribas, eram orgulhosos de seu rico conhecimento das Santas Escrituras. Por que, então, eles foram incapazes de reconhecer Jesus de Nazaré como o Messias prometido, uma vez que as narrativas do Antigo Testamento estavam cheias de profecias centradas Nele?

Bem, a razão pela qual eles falharam em ver o Cristo do Antigo Testamento foram suas noções preconcebidas de como o Messias deveria ser e o que eles esperavam que Ele fizesse. Isto foi o que os cegou para fazer uma avaliação objetiva de Seu caráter, palavras e milagres.

Nós enfrentamos essa mesma situação hoje. Há muitos eruditos religiosos, que passaram a vida inteira aperfeiçoando o hebraico, o aramaico e o grego; que estudaram terras e culturas bíblicas; que se tornaram especialistas em exegese; e contudo, não conhecem o Filho de Deus.

Alguns sabem Dele, mas não estão dispostos a vir a Jesus porque eles são avessos a pagar o preço que Ele requer; porque, se você seguir a Cristo, você deve estar disposto a renunciar a tudo o que está em conflito com os requisitos do Céu. Uma pessoa deve estar disposta a negar a si mesma, tomar sua cruz diariamente e seguir Jesus (Lucas 9:23).

O Salvador pediu aos homens que contassem o custo antes de assumirem o papel de discipulado, porque aquele que não está disposto a renunciar ao mundo não pode ser um seguidor de Cristo (Lucas 14:25-35).

Um exemplo trágico é o do jovem rico. Ele estava consumido com materialismo. Quando, portanto, o Senhor disse: “Se você quer ser perfeito, vá, venda os seus bens e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro nos céus. Depois, venha e siga-me”. Ouvindo isso, o jovem afastou-se triste, porque tinha muitas riquezas (Mateus 19:16-22). Ele não estava disposto a pagar o preço!

Infelizmente, ele passou alguns momentos com Jesus na terra, em vez de uma eternidade com Ele no céu.

Os espiritualmente cegos são simplesmente incapazes de entender a Palavra de Deus; como Jesus disse: E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz e não vem para a luz para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus (João 3:19-21).

Esta é uma descrição da cegueira de todos os seres humanos no mundo que se recusam a vir para a luz. A razão pela qual as pessoas não vêm a luz, é que elas amam a escuridão. Eles não são mantidas da luz contra sua própria vontade, mas precisamente porque sua preferência é pela escuridão que as mantém longe da luz.

Os fariseus conheciam as Escrituras; eles tinham uma compreensão de Deus e da Sua Palavra, mas não podiam aceitar Jesus como Deus e Salvador. Então, Jesus lhes adverte: Eu vim a este mundo para juízo, a fim de que os que não veem vejam e os que veem sejam cegos (João 9:39).

Portanto, precisamos compreender que os espiritualmente cegos não podem entender as Escrituras. Eles podem lê-la e até fazer algum sentido dela, mas não conseguem entendê-la. Por quê? “O homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente”  (1 Coríntios 2:14).

Os espiritualmente cegos amam o mundo pecaminoso e são fortemente atraídos por ele. Precisamos lembrar que o deus desta era cegou o entendimento dos descrentes, para que não vejam a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus (2 Coríntios 4:4).

Se você é espiritualmente cego e quer ver, há esperança, porque, quando alguém se converte ao Senhor, sua cegueira é removida (2 Coríntios 3:16).

Por favor, entenda que ninguém ama a Cristo até que acreditem que Cristo os ama. Nós amamos porque Ele nos amou primeiro (1 João 4:19). É o amor de Deus despertado em nosso coração pelo Espírito Santo que tira a cegueira e nos faz ver.

*******

Publicado por: mvmportugues | fevereiro 28, 2019

A IMPORTÂNCIA DE NUTRIR A NOSSA ALMA E O NOSSO CORPO – Mateus 5:6

Felizes as pessoas que têm fome e sede de fazer a vontade de Deus, pois ele as deixará completamente satisfeitas. (Mateus 5:6)

Deus realmente se importa em como tratamos da nossa alma e do nosso corpo, e Ele nos deu um plano de saúde gratuito – a Bíblia! A Bíblia classifica nosso bem estar bem perto do topo da importância. A mente, a natureza espiritual e o corpo de uma pessoa estão inter-relacionados e interdependentes. O que afeta um afeta o outro. Se o corpo é mal utilizado, a mente e a natureza espiritual não podem se tornar o que Deus planejou que deveriam ser – e não poderemos viver uma vida abundante. Jesus disse: “O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir; Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (João 10:10).

Deus nos deu princípios de saúde porque sabe o que é melhor para o corpo humano. Deus, que fez nossos corpos, nos deu o perfeito “manual de operações”, que é a Bíblia. Ignorar o “manual” de Deus geralmente resulta em doença, dano e até morte. No entanto, se seguirmos os princípios de Deus, resultará em vida – “Eu lhes coloquei diante de vocês a vida e a morte, a bênção e a maldição. Agora escolham a vida, para que vocês e os seus filhos vivam (Deuteronômio 30:19).

Todos nós entendemos que a alimentação saudável nutre nosso corpo. Mas o que alimenta a nossa alma?

Deus nos deu alimento espiritual em abundância; Ele se revelou a nós através das Escrituras, que fornece o alimento espiritual que nossa alma requer. Da mesma forma que precisamos de uma dieta saudável de alimento físico para nutrir o nosso corpo, também precisamos de uma dieta saudável de alimento espiritual para nutrir a nossa alma.

Não pensamos em ficar sem comida por uma semana, porque é uma necessidade para a vida física. Sem comida, nos enfraquecemos e acabamos adoecendo e morremos. A falta de alimento espiritual produz os mesmos resultados em nossa vida espiritual.

Jesus disse: Eu sou o pão da vida. Os seus antepassados comeram o maná no deserto, mas morreram. Todavia, aqui está o pão que desce do céu, para que não morra quem dele comer. Eu sou o pão vivo que desceu do céu (João 6:48-51).

Da mesma forma, a matéria primária para os crentes serem saudáveis ​​e crescerem em sua vida espiritual é se alimentar da Palavra de Deus. Nada é mais importante para nossa vida cristã do que ser alimentado com a Palavra de Deus. A principal preocupação de Deus para nós é que devemos estar vivendo e crescendo, absorvendo a Palavra de Deus como alimento espiritual.

Portanto, para permanecer saudável devemos nutrir nosso corpo e nossa mente. Podemos nutrir nossa alma de várias maneiras: 

  • Permitindo que o Espírito Santo controle e capacite nossa vida diária (Gálatas 5: 16-17)
  • Ouvindo a Deus em oração diária (João 15:7)
  • Obedecendo a Deus a cada momento (João 14:21)
  • Lendo a Palavra de Deus diariamente (Atos 17:11)
  • Confiando em Deus para cada detalhe da nossa vida. (1 Pedro 5:7)
  • Testemunhando para Cristo por meio de nossas ações e palavras (Mateus 4:19, João 15:8)

Quando praticamos tudo isso, nos tornamos e permanecemos espiritualmente saudáveis.

Quando quebramos as leis espirituais e físicas, pagamos um preço, pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor (Romanos 6:23).

A Bíblia diz: Querido amigo, a minha oração é para que tudo te corra bem, e que tenhas tanta saúde quanto ao corpo como tens quanto à tua alma (3 João 1:2). Obviamente, Deus está muito interessado em nossa saúde espiritual, mas Ele também quer que sejamos fisicamente saudáveis, portanto, devemos criar o hábito de nutrir nossa alma e nosso corpo com o que Deus tão amavelmente nos deu.

Devemos nos encher jubilosamente da Palavra de Deus primeira coisa quando despertamos de manhã; e devemos continuar voltando para receber mais durante todo dia. Como Jesus disse: Este é o pão que desceu dos céus. Os antepassados de vocês comeram o maná e morreram, mas aquele que se alimenta deste pão viverá para sempre (João 6:58).

Lembre-se: Não seja sábio aos seus próprios olhos; tema o SENHOR e evite o mal. Isso trará saúde ao seu corpo e nutrição aos seus ossos (Provérbios 3:7-8).

*******

Publicado por: mvmportugues | fevereiro 21, 2019

PRECISAMOS NOS ARREPENDER ANTES DE VIRMOS A CRISTO? – Marcos 1:15

“Enfim chegou o tempo prometido!”, proclamava. “O reino de Deus está próximo! Arrependam-se e creiam nas boas-novas!” (Marcos 1:15)

Quando Jesus começou seu ministério público, Sua primeira mensagem foi: “Arrependam-se”.

Você pode estar se perguntando para se arrepender de quê? Bem, Jesus estava dizendo às pessoas para reconhecer seu pecado, mudar seu modo de pensar e a direção de sua vida.

Basicamente, antes de aceitar a Cristo, estamos cegos pelo nosso pecado e isso nos faz afastar de Deus. Quando nos arrependemos, fazemos um “giro total de 180 graus” e começamos a buscar sinceramente a Deus. Não é suficiente que nos sintamos mal por nossos pecados. Devemos também mudar o nosso modo de vida, porque a Bíblia nos ensina que “a tristeza segundo Deus não produz remorso, mas sim um arrependimento que leva à salvação, e a tristeza segundo o mundo produz morte” (2 Coríntios 7:10). En outras palavras, se você realmente se sente mal com alguma coisa, os resultados têm que ser vistos em uma mudança de suas ações. A culpa e a convicção são boas, se elas te levarem ao verdadeiro arrependimento.

Existem muitos exemplos de falso arrependimento na Bíblia. Dizem que Faraó se arrependeu quando o julgamento de Deus veio sobre ele, e ele disse: “Pequei contra o Senhor, o seu Deus, e contra vocês! (Êxodo 10:16). Mas assim que o julgamento acabou, ele voltou a pecar.

Nós lemos onde Balaão disse ao anjo do SENHOR: “Pequei” (Números 22:34); contudo, “amava a recompensa que receberia por fazer o mal (2 Pedro 2:15).

Quando Saul perdeu seu reino, ele disse a Samuel: “Sim, pequei! Desobedeci às suas instruções e à ordem do Senhor, pois tive medo do povo e fiz o que eles exigiram” (1 Samuel 15:24). Saul realmente não confiava em Deus, ele fez como nos dias antes de ser escolhido para ser rei em Israel; quando cada um fazia o que parecia certo a seus próprios olhos (Juízes 21:25).

Depois do pretenso arrependimento de Saul, ele tentou assassinar Davi, seu genro várias vezes e também tentou matar seu próprio filho Jônatas. Saul era orgulhoso demais, para sinceramente se arrepender; ele se tornou seu próprio deus e selou seu destino eterno, a separação do Deus Todo-Poderoso. As pessoas orgulhosas quase nunca chegam ao arrependimento verdadeiro; já que não existe santidade orgulhosa.

Outro exemplo é Judas, que traiu Jesus depois de caminhar com o Salvador por quase três anos. Quando Judas, que o havia traído, viu que Jesus tinha sido condenado à morte, encheu-se de remorso e devolveu as trinta moedas de prata aos principais sacerdotes e líderes do povo, dizendo: “Pequei, pois traí um homem inocente. (Mateus 27:3-4).

Sim, ele estava com remorso; isto é, ele estava cheio de tristeza, angústia e indignação por si mesmo, ao refletir sobre o que havia feito, mas nunca se arrependeu e pediu a Deus que o perdoasse; em vez disso, “ele jogou as moedas de prata no templo, saiu e se enforcou(Mateus 27: 5).

Em comparação com os falsos arrependimentos “eu pequei”, vemos o verdadeiro arrependimento de Pedro. Durante o julgamento de Jesus, enquanto Pedro tentava esperar discretamente no pátio do sumo sacerdote, em três ocasiões ele foi confrontado por outros espectadores e acusado de ser um dos seguidores de Jesus. A reação de Pedro mostrou que ele perdeu todo o senso de realidade e consciência de Deus. Cada acusação foi um pouco mais incriminadora e provocou uma negação mais veemente por parte de Pedro. Depois da terceira negação, de acordo com a providência do Senhor, Pedro recebeu um olhar penetrante do próprio Jesus, e Pedro se lembrou das palavras dele: “Hoje, antes que o galo cante, você me negará três vezes.” E Pedro saiu dali, chorando amargamente (Lucas 22:61-62).

As lágrimas de Pedro não eram apenas lágrimas de remorso; elas indicavam uma verdadeira tristeza. Não foi até que ele viu o rosto de Cristo e se lembrou de Suas palavras que Pedro compreendeu a gravidade de seu pecado e se arrependeu.

Jesus também nos ensina sobre o arrependimento através da parábola do filho pródigo, uma história cheia de misericórdia e graça. É uma parábola de como Deus nos vê e como podemos escolher de nos arrepender e voltar para Ele ou rejeitá-Lo.

Depois de perceber que tinha tomado uma decisão muito ruim e se sentindo muito culpado, o filho pródigo decidiu voltar, confessar seus pecados a seu pai e pedir misericórdia, o que ele fez: ‘Pai, pequei contra o céu e contra você. Já não sou mais digno de ser chamado seu filho” (Lucas 15:21). Isso é verdadeiro, arrependimento humilde. Quando você se arrepende, e chega à plena realização do que fez, muda de atitude e pede a Deus que transforme seu coração, você imediatamente se afasta do pecado e pede por perdão.

Quando finalmente recuperamos nossos sentidos e decidimos retornar a Deus, nosso Pai amoroso já está correndo para nos encontrar. Ele já está celebrando, porque mais do que qualquer outra coisa, Deus quer que todos sejam parte de Seu reino.

Por outro lado, a pessoa que se envolve em pecado deliberado e habitual e não está profundamente arrependida pelo que faz repetidamente, está simplesmente provando que ela não conhecem a Cristo e, portanto, não pode estar permanecendo Nele embora possa estar participando na igreja e sendo considerada por muitos como uma “cristã”.

Entretanto, à medida que os crentes verdadeiros amadurecem em sua fé, eles exibirão cada vez mais evidências de sua natureza cristã, tais como seu amor a Deus, o arrependimento do pecado, a separação do mundo, o crescimento espiritual e uma vida obediente. Como Paulo disse aos romanos, o filho genuíno de Deus foi liberto do pecado e tornou-se um escravo obediente e amoroso para com Deus, e o resultado é a vida eterna (Romanos 6:22).

O ensino claro da Bíblia é que quando alguém é salvo, sua vida definitivamente mudará, pois ele é uma “nova criação, o velho se foi e surgiram coisas novas (2 Coríntios 5:17). Conseqüentemente, um verdadeiro cristão nascido de novo se esforçará para trazer glória e honra a Cristo, vivendo uma vida que agrada a Deus (1 Pedro 1:15-16).

Ou você é um verdadeiro cristão ou não é cristão; porque, ou alguém está com Deus ou contra Deus (Mateus 12:30). E se você é cristão, por favor, lembre-se de que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos? Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o seu próprio corpo (1 Coríntios 6:19-20).

O maior desejo de Deus é que nos arrependamos: “Pois não me agrada a morte de ninguém. Palavra do Soberano, o Senhor. Arrependam-se e vivam!” (Ezequiel 18:32). Mas o arrependimento verdadeiro não ocorre até que realmente amamos a Cristo e odiamos o pecado.

Você tem que entender que existem coisas que só Deus pode fazer, e há coisas que só você pode fazer. Somente Deus pode remover o seu pecado e dar-lhe o dom da vida eterna, mas somente você, com a ajuda do Espírito Santo, pode se afastar do seu pecado e receber Jesus como seu Salvador. Cada pessoa deve fazer uma escolha – arrepender-se ou perecer.

*******

Vocês são de Deus, filhinhos, e os venceram; porque maior é Aquele que está em você do que aquele que está no mundo. (1 João 4: 4)

João começa alertando os crentes para: Pôr à prova os espíritos para ver se eles procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo. Vocês podem reconhecer o Espírito de Deus deste modo: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne procede de Deus; mas todo espírito que não confessa Jesus não procede de Deus. Esse é o espírito do anticristo, acerca do qual vocês ouviram que está vindo, e agora já está no mundo (1 João 4: 1-3).

O espírito do anticristo estava muito vivo nos dias de João, como também está hoje em dia. Quando pensamos no anticristo, pensamos em alguma pessoa futura, a besta do Apocalipse. No entanto, todo ensinamento que apresenta falsidade sobre Cristo é o espírito do anticristo que está no mundo há quase 2000 anos e ainda está por vir em sua terrível forma final.

Os falsos profetas são iguais aos falsos mestres atuais; portanto, antes de aceitarmos qualquer ensinamento, precisamos ter certeza da compreensão da pessoa sobre Cristo, da sua compreensão da salvação e da sua compreensão da Escritura. Eles reconhecem que: Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça? (2 Timóteo 3:16). Eles manifestam uma vida regenerada? Eles se submetem à Palavra de Deus?

Após a advertência inicial, João continua, afectuosamente, dirigindo-se a seu povo, dizendo, vocês são de Deus, filhinhos, tornando esta uma das promessas mais reconfortantes na Bíblia para o crente.

Então ele declara que eles os venceram: A superação tem a ver com não ser mais enganado por Satanás, suas táticas e falsos profetas, este são os “os” ao qual ele está se referindo, e portanto o filho de Deus não precisa temer.

E a razão pela qual eles não temem é porque maior é Aquele que está em você do que aquele que está no mundo, significando que o crente tem um recurso para a vitória, a presença vital da habitação do Espírito Santo, que torna a vitória possível, em vez de confiar em nós mesmos.

Uma vez que o crente entenda isto, esta compreensão lhe dará grande conforto e fortalecimento espiritual, porque, para aqueles que caminham nesta verdade, a vitória é assegurada. Esta é uma afirmação positiva, não uma esperança desejosa; porque sabemos que o Espírito Santo é mais poderoso e mais forte que Satanás. A habitação do Espírito Santo equipa o cristão com as ferramentas para derrotar o maligno e afastar-se das tentações. Esse encorajamento deve capacitar os crentes a não temerem Satanás, mas sim confiar no Senhor e obedecer a Seus mandamentos. Ao fazer isso, podemos superar os poderes das trevas e andar com intrepidez nesta vida.

Somos vencedores porque pertencemos a Jesus Cristo que venceu Satanás na cruz. Portanto, o verbo “vencer ou  superar” fala de uma vitória passada e de um estado presente de ser um vencedor. Em outras palavras, nossa vitória sobre Satanás está terminada e concluída.

Precisamos entender que João está falando com os crentes e que a presença do Espírito Santo distingue os crentes dos incrédulos. As Escrituras ensinam que a habitação do Espírito Santo é o resultado de pedir a presença de Deus em sua vida por aceitar fielmente Jesus Cristo como Senhor e Salvador.

As Escrituras do Novo Testamento ensinam claramente que ninguém tem o Espírito Santo até que uma pessoa se acerca a Deus e aceite a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador.

A presença do Espírito é a marca mais importante que distingue os crentes dos não-crentes. Como Paulo escreve: “A mente carnal é inimiga de Deus porque não se submete à Lei de Deus, nem pode fazê-lo. Quem é dominado pela carne não pode agradar a Deus. Entretanto, vocês não estão sob o domínio da carne, mas do Espírito, se de fato o Espírito de Deus habita em vocês. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo (Romanos 8:7-9).

Paulo também diz: Quem não tem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, pois lhe são loucura; e não é capaz de entendê-las, porque elas são discernidas espiritualmente (1 Coríntios 2:14). E Jesus diz a Seus discípulos: E eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Conselheiro para estar com vocês para sempre, o Espírito da verdade. O mundo não pode recebê-lo, porque não o vê nem o conhece. Mas vocês o conhecem, pois ele vive com vocês e estará em vocês (João 14:16-17).

Se você aceitou a Jesus como seu Salvador e Ele é o Senhor da sua vida, nunca se esqueça de que você pertence a Deus. Você é seu amado filho. Ao sair para este mundo, lembre-se disto, você está neste mundo, mas não é deste mundo. Confie na habitação do Espírito Santo, porque Ele lhe dará vitória sobre todos os obstáculos que o diabo e o mundo lançam contra você.

Jesus nos ordena a sair ao mundo para alcançar os perdidos para Sua honra e glória. Ele nos envia sabendo que seremos odiados e enfrentaremos provações e tentações, mas Ele nos assegura que nossa vitória final já está segura porque Ele mesmo vive em nós.

“Bem-aventurado o homem que confia no SENHOR e cuja esperança é o SENHOR.”
Jeremias 17:7

*******

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias