Publicado por: mvmportugues | outubro 26, 2017

QUANDO VOCÊS FICAREM IRADOS, NÃO PEQUEM – Efésios 4:26-27

“Quando vocês ficarem irados, não pequem”. Apazigúem a sua ira antes que o sol se ponha, e não dêem lugar ao Diabo.” (Efésios 4:26-27) 

Não devemos permitir o que nos está chateando chegar ao ponto que perdemos o controle. É importante lidar com o que está nos perturbando antes de atingir um ponto crítico. 

Como verdadeiros crentes, somos uma nova criação em Jesus Cristo e não somos mais conduzidos ao comportamento pecaminoso da nossa vida antiga. Pedro nos diz que “tudo o que precisamos para viver e servir a Deus nos tem sido dado pelo seu poder divino, devido ao conhecimento que temos daquele que nos chamou para a sua própria glória e bondade” (2 Pedro 1:3). Portanto, como uma nova criação em Cristo, devemos adiar o comportamento de nossa antiga vida pecadora e colocar a nova vida do santo que vive pelo Espírito Santo. Uma vez que nos tornamos em um verdadeiro cristão, somos uma pessoa diferente e, por isso, devemos viver um tipo de vida diferente do mundo ao nosso redor. 

Nosso verso fala sobre estar irados, mas não pecar. Existem dois tipos de ira. Primeiro, o cristão pode praticar a ira justa. Nós vemos um grande exemplo disto quando nosso Senhor Jesus Cristo purificou o templo (Marcos 11:15-18, Lucas 19:45-47, João 2:14-16). O que determina o tipo de raiva que sentimos, é o que causa a raiva que se levanta dentro de nós. No caso de Jesus, Ele expulsou aqueles que estavam zombando da casa de Deus, e estavam tornando-a em um mercado e ‘covil de ladrões’ e lhes disse: “Está escrito:” Minha casa será uma casa de oração.” 

O segundo tipo de raiva é o tipo errado, onde a ira, por exemplo, supera uma pessoa quando as coisas não estão seguindo da maneira que eles querem e o orgulho assume sua mente. Seria bom nestes tempos pensar sobre o que Tiago escreveu: “Sejam todos prontos para ouvir, tardios para falar e tardios para irar-se, pois a ira do homem não produz a justiça de Deus” (Tiago 1:19-20). 

O tipo errado de raiva é quando ficamos chateados e irritados porque algo ou alguém está interferindo com o nosso ego e, de repente, tudo não se revolve ao nosso redor. 

A ira justa, por outro lado, é se estamos bravos com alguém porque as pessoas mentem contra a verdade de Deus, estão contra os propósitos de Deus, difamam o Nome e a Glória de Deus, fazem com que outros pecam e produzam o mal, e a destruição por sua conduta e falta de respeito por Deus. Nós também podemos estar irritados com pessoas malvadas que abusam e prejudicam crianças e pessoas inocentes. 

O Salmo 97:10 diz que: “Aqueles que amam o Senhor, odeiam o mal”. Quanto mais conhecemos a Deus e amamos a verdade e a santidade, mais ficaremos bravos pelo motivo correcto. 

Deus diz: “Quando ficarem irados, não pequem”. Portanto, um cristão deve expressar a ira justa quando a ira justa é certa, mas deve ter cuidado para que essa ira justa não se torne em uma ira pecaminosa, quando é permitida de tornar-se em uma atitude de ressentimento e intolerância para com outra pessoa. 

A ira pecaminosa é muitas vezes um sinal de nossa necessidade de uma maior confiança em Deus e uma entrega mais completa da nossa vida a Ele. A ira pecaminosa quando examinada geralmente expõe um problema de controle e uma necessidade de mais confiança em Deus. A ira pecaminosa se reflecte quando Jesus não é o Senhor de nossa vida e ainda não aceitamos plenamente a total soberania de Deus em nossa vida. 

A ira pecaminosa também pode ser por falta de perdão. Lembre-se do que o Senhor ensinou aos discípulos: “Porque, se vocês perdoarem as pessoas que ofenderem vocês, o Pai de vocês, que está no céu, também perdoará vocês. Mas, se não perdoarem essas pessoas, o Pai de vocês também não perdoará as ofensas de vocês” (Mateus 6:14-15). 

Continuando no nosso versículo, ele afirma: “apazigúem a sua ira antes que o sol se ponha“.  O que isso implica é que, se possível, devemos lidar com a raiva imediatamente. Não devemos adiar, porque se não lidarmos com isso quando somos alertados pelo Espírito, talvez não tenhamos oportunidade de lidar com isso novamente. Um exemplo é que a pessoa com quem você esteja com raiva pode não estar viva amanhã ou quando você decidir de fazer a paz com ela. 

E, finalmente, o versículo nos diz, “e não dêem lugar ao Diabo.” Isso está diretamente ligado ao sentimento de raiva. Quando mantemos a ira contra outra pessoa abre a porta da nossa vida ao Diabo. O pecado traz a morte, e esse é o objetivo de Satanás, para provocar a morte e uma eternidade no inferno além de Deus. 

Como vimos, a raiva por si só não é pecado. Existe uma raiva que é justificada, que chamamos de “indignação justa”. Mas nutrindo raiva pelo motivo errado, que é a satisfação egoísta de um desejo, dá a Satanás o fundamento de que ele precisa; que pode facilmente se transformar em amargura e um ato pecaminoso. 

Se você tem um desentendimento com alguém ou sente que alguém o prejudicou, vá a essa pessoa e discuta a situação com ela; isto é o que a Bíblia nos diz para fazer. Não aja de sua natureza pecaminosa, dizendo algo precipitado que vai desonrar a Deus e ser destrutivo para outros e para si mesmo, danificando o propósito de Deus para sua vida. 

Aqui estão alguns versos adicionais para refletir: 

  • Não permita que a ira domine depressa o seu espírito, pois a ira se aloja no íntimo dos tolos. (Eclesiastes 7:9) 
  • Evite a ira e rejeite a fúria; não se irrite: isso só leva ao mal. Pois os maus serão eliminados, mas os que esperam no Senhor receberão a terra por herança. (Salmo 37:8-9) 

Lembre-se “não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem” (Romanos 12:21). E “livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. (Efésios 4:31)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: