Publicado por: mvmportugues | setembro 16, 2020

O NÃO PERDOAR E A VINGANÇA TÊM PODERES DESTRUTIVOS – Efésios 4:29

Não digam palavras que fazem mal aos outros, mas usem apenas palavras boas, que ajudam os outros a crescer na fé e a conseguir o que necessitam, para que as coisas que vocês dizem façam bem aos que ouvem. (Efésios 4:29) 

O que acontece quando alguém te ofende ou te prejudica? Qual é a sua primeira resposta? Você imediatamente fica com raiva e tem o desejo de retaliar? Ou talvez sua expressão externa não mude, mas por dentro você começa a nutrir a amargura em silêncio. 

Embora essas reações possam parecer perfeitamente naturais para os homens, definitivamente não são como Deus nos diz para responder. 

Precisamos entender que a falta de perdão é espiritualmente destrutiva porque é contrária à vontade de Deus e afeta nossas emoções, pensamentos, orações, nosso relacionamento com os outros e especialmente com nosso Pai celestial. 

A Escritura é muito clara que devemos perdoar qualquer um que nos cause dano, porque nós mesmos fomos perdoados de uma dívida de pecado muito maior por Deus. A graça que Ele derrama sobre cada um de nós deve ser nossa motivação para estender a graça aos outros. Se recebemos Seu perdão amoroso, devemos fazer o mesmo pelos outros, mesmo que pareça injusto. 

O perdão envolve uma mudança total de atitude e ação; por meio do qual desistimos do ressentimento em relação a alguém e renunciamos ao nosso desejo de vingança. Em nossa própria força, isso é impossível, mas se, em vez de em nosso orgulho continuarmos focando no que aconteceu e pedirmos ao Senhor que nos mude e nos encha com Seu Espírito, Ele iniciará o processo de transformação de nosso coração. 

Porque temos tanta dificuldade em conceder perdão aos outros? Talvez um dos motivos seja que não parece certo. A justiça exige que haja punição por transgressões. No entanto, quando lemos a Palavra de Deus, ficamos cientes de que não somos aqueles que têm autoridade para retaliar, e isso equivale a usurpar o papel de Deus, que é tão pecaminoso quanto o que foi feito a nós. 

A Bíblia nos diz: “sejam bons e atenciosos uns para com os outros. E perdoem uns aos outros, assim como Deus, por meio de Cristo, perdoou vocês” (Efésios 4:32). 

Que devemos ajudar nossos irmãos em Cristo a, “cuidar para que ninguém se exclua da graça de Deus; que nenhuma raiz de amargura brote e cause perturbação, contaminando muitos” (Hebreus 12:15). 

E que não devemos “entristecer o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade” (Efésios 4:30-31). 

Como Paulo nos ensina, em vez de exigir justiça agora, devemos encorajar outros a abençoar e fazer o bem aos que nos perseguem. Por mais difícil que isso possa ser até para o cristão, a Palavra nos diz: “Não retribuam a ninguém mal por mal. Procurem fazer o que é correto aos olhos de todos. Façam todo o possível para viver em paz com todos” (Romanos 12:17-18). Como vemos, nunca podemos vencer o mal com atitudes e ações pecaminosas, mas apenas com o bem. 

Devemos confiar em Deus e deixar a vingança para Ele porque está escrito: “Minha é a vingança; Eu retribuirei”, diz o Senhor, (Romanos 12:19). 

E lembre-se sempre do que Jesus disse: “Se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não lhes perdoará as ofensas” (Mateus 6:15); e isto é uma coisa muito séria em que devemos pensar. 

*******


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: