Publicado por: mvmportugues | janeiro 9, 2020

A IMPORTÂNCIA DE COMUNICAR A PALAVRA DE DEUS PARA SEUS FILHOS – Salmo 78:1-7

“Ó meu povo, ouça minhas instruções! Abra os ouvidos para o que direi, pois lhe falarei por meio de parábola. Ensinarei enigmas de nosso passado, histórias que ouvimos e conhecemos, que nossos antepassados nos transmitiram. Não esconderemos essas verdades de nossos filhos; contaremos à geração seguinte os feitos gloriosos do Senhor, seu poder e suas maravilhas. Pois ele estabeleceu seus preceitos a Jacó, deu sua lei a Israel. Ordenou a nossos antepassados que a ensinassem a seus filhos, para que a geração seguinte, os filhos ainda por nascer, a conhecesse, e eles, por sua vez, a ensinarão a seus filhos. Portanto, cada geração deve pôr sua esperança em Deus, não esquecer seus poderosos feitos e obedecer a seus mandamentos.” (Salmo 78:1-7) 

Como aos israelitas, também nos foi confiada a responsabilidade de ensinar por instrução e exemplo a verdade da Palavra de Deus, que resulta no desejo de caminhar obedientemente diante do Senhor no poder do Espírito Santo. Tanto a instrução como o exemplo são necessários, assim que devemos ter consistência entre o que dizemos e o que fazemos, se esperamos transmitir as verdades de Deus para a próxima geração. 

O objetivo é apresentar os filhos ao Senhor e ajudá-los a depositar sua fé em um Deus vivo e pessoal, que é nosso Criador e Redentor. Significa trabalhar para ajudar nossos filhos a desenvolver um relacionamento pessoal com o Senhor pela fé, para que a confiança e as convicções de seus pais, avós e bisavós se tornem a confiança e convicções e herança de seus filhos e das futuras gerações. 

Quando deixamos de comunicar a verdade de Deus aos nossos filhos, somos culpados de esconder deles as informações mais importantes do mundo. A grande missão do salmista, como deveria ser de todos os crentes e pais, é revelar a verdade de Deus para sua família. 

É importante que, se você é pai ou mãe que está tentando criar um adolescente, tenha uma abordagem que unirá os dois, e que não crie isolamento e separação. Muitos pais pensam que, ao punir consistentemente seus filhos, eles eventualmente receberão a mensagem e começarão a respeitá-los; mas você precisa entender que o castigo por si só não os levará aonde você quer estar com seu filho adolescente. 

É por isso que a Bíblia diz aos pais: “Não irritem seus filhos. Ao contrário, vocês devem criá-los na disciplina e na instrução que vêm do Senhor.” (Efésios 6:4) 

Muitos pais acham difícil incorporar outros métodos além da punição na maneira como criam seus filhos, porque não sabem como. Eles precisam adotar uma nova abordagem e reservar um tempo para sentar com o filho e apenas conversar. É mais importante do que você imagina, fazer perguntas aos seus adolescentes sobre como eles estão aplicando os mandamentos de Deus à sua vida, o que está acontecendo com sua auto-imagem, e se eles estão realmente felizes ou não, porque muitas vezes eles não oferecem essas informações por conta própria. 

Muitos pais têm dificuldade em conversar com os adolescentes sobre o Senhor, especialmente se eles não lhes deram um fundamento em seus anos formativos. E, embora isso pareça uma intrusão indesejável na vida deles, é algo importante que você deve fazer. No início, pode ser difícil para você alcançar um meio-termo feliz entre se envolver com seu filho e ficar frustrado com o comportamento e as reações dele, mas com um pouco de prática, você chegará lá. 

Você precisa entender que, quando uma criança ou adolescente se comporta mal, pode ser um pedido de atenção. Embora nem sempre seja esse o caso, crianças e adolescentes costumam fazer certas coisas porque os pais não estão dedicando tempo e energia suficiente a eles como deveriam. 

Você está perpetrando um fracasso desastroso na sua família se não der aos seus filhos um fundamento bíblico para que eles construam suas vidas; assim como Jesus alertou Seus ouvintes quando lhes contou a parábola do construtor prudente e do insensato. 

“Quem ouve minhas palavras e as pratica é tão sábio como a pessoa que constrói sua casa sobre uma rocha firme. Quando vierem as chuvas e as inundações, e os ventos castigarem a casa, ela não cairá, pois foi construída sobre rocha firme. Mas quem ouve meu ensino e não o pratica é tão tolo como a pessoa que constrói sua casa sobre a areia. Quando vierem as chuvas e as inundações e os ventos castigarem a casa, ela cairá com grande estrondo.” (Mateus 7:24-27) 

Infelizmente, mais e mais pais estão egoisticamente tomando tempo para assistir seu programa ou jogo favorito na TV, jogando videogame, ignorando o comportamento de seus filhos e entregando-se a seus próprios prazeres, em vez de se concentrar em ensinar e orientar-los. Por favor entenda que é essencial que você dedique o tempo necessário para criar uma ponte sólida de comunicação entre você e seu filho adolescente, para que você possa encontrar maneiras de resolver problemas e melhorar a vida de vocês e de toda a família. 

De uma perspectiva bíblica, aqui estão algumas coisas que todos os pais e adolescentes cristãos devem saber e se não têm conhecimento desses princípios básicos, isso lhe dará a oportunidade perfeita de compartilhá-los com eles. 

Primeiro, precisamos obedecer a Deus – Como Jesus disse, “bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e lhe obedecem” (Lucas 11:28). Isso veio diretamente da boca do nosso Criador, por isso, como vemos se obedecemos a Deus, Ele nos abençoará. 

Você precisa explicar ao seu filho adolescente que tudo o que ele está começando a sofrer com a pressão dos colegas provavelmente levará ao pecado. Eles devem estar fundamentados o suficiente na Bíblia para dizer NÃO ao pecado e entender que as consequências não valem a pena. 

Eles precisam entender que as coisas que o mundo tem a oferecer são temporariamente gratificantes; mas as coisas que Deus tem para oferecer nos satisfarão eternamente. Deus não é um desmancha-prazeres; Ele tem nossos maiores interesses em mente. A Bíblia realmente diz isso quando diz que Deus é a única fonte verdadeira de satisfação nesta vida. 

1 Coríntios 10:13 nos ensina que: “Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele mesmo lhes providenciará um escape, para que o possam suportar. ” 

Ao compartilhar com eles, você pode mostrar como as Escrituras nos ensinam princípios maravilhosos. Se pertencemos a Deus e O obedecemos, Deus não permitirá que nenhuma dificuldade entre em nossas vidas que não somos capazes de suportar no poder de Cristo. Com toda tentação e toda prova que aparecer, Deus permanecerá fiel a nós; Ele fornecerá uma maneira de suportar o teste. Não precisamos ceder ao pecado e temos a opção de obedecer a Deus em todas as circunstâncias. 

Outra promessa maravilhosa de Deus foi revelada ao profeta Jeremias: “Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês’, diz o Senhor, ‘planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.” ( Jeremias 29:11) 

Assim, ao aprender e compartilhar com seus filhos, você também será abençoado. 

Segundo, os filhos precisam obedecer aos pais“Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo.  “Honra teu pai e tua mãe” – este é o primeiro mandamento com promessa –  “para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra” (Efésios 6:1-3). 

Pode ser um desafio para as crianças aprenderem a obedecer e honrar seus pais e, para algumas crianças, é mais difícil do que para outras! Mas há uma boa razão para esse comando. Provérbios ensina que aqueles que ouvem seus pais ganham sabedoria: “O filho sábio aceita a disciplina de seu pai; o zombador se recusa a ouvir a repreensão” (Provérbios 13:1). 

O propósito de Deus é que as crianças aprendam a honrar e obedecer aos pais à medida que crescem, para que possam viver com sabedoria. Ao aprenderem a respeitar em casa, respeitarão os outros adequadamente quando saírem de casa. Mesmo o jovem Jesus, embora fosse o Filho de Deus, obedeceu a Seus pais terrenos e, como resultado, cresceu em sabedoria (Lucas 2:51-52). A Bíblia diz: “Discipline seus filhos enquanto há esperança; do contrário, você destruirá a vida deles” (Provérbios 19:18). 

Deus nos considera responsáveis ​​pela condição espiritual de nossas famílias. Muitos pais estão abandonando ou ignorando suas responsabilidades como pais. No entanto, a responsabilidade requer disciplina por parte dos pais e dos filhos. As crianças têm a responsabilidade de obedecer aos pais; e os pais têm a responsabilidade de instruir seus filhos nos caminhos de Deus. 

Terceiro, obedeça às autoridades“Todos devem sujeitar-se às autoridades, pois toda autoridade vem de Deus, e aqueles que ocupam cargos de autoridade foram ali colocados por ele. Portanto, quem se rebela contra a autoridade se rebela contra o Deus que a instituiu e será punido.” (Romanos 13:1-2) 

Para um adolescente, pode parecer legal ser rebelde com as autoridades; e esse é exatamente um dos maiores problemas da geração atual; falta de respeito pela autoridade. Seja um policial, um pastor, um professor ou um avô, eles precisam entender que certas pessoas têm autoridade sobre eles e precisam aprender a ser respeitosos e obedecer. 

Lembre-se, o filho de hoje será o adulto de amanhã. Você está criando um adolescente que crescerá para ser um adulto responsável? 

1 Timóteo 5:8 diz: “Aqueles que não cuidam dos seus, especialmente dos de sua própria família, negaram a fé e são piores que os descrentes.” Prover para sua família significa muito mais do que simplesmente colocar pão na mesa. Inclui a provisão de todos os elementos de um lar cristão; ensinando e modelando a Palavra de Deus em uma atmosfera de amor, graça, paciência, disciplina amorosa, entendimento e encorajamento. Isso inclui modelar valores e prioridades bíblicas. 

Se o pai não estiver presente, como é o caso em muitos lares hoje, essa responsabilidade cai no colo da mãe. E em alguns casos, o pai assume essa responsabilidade sozinho onde a mãe está ausente. Seja como for, os pais são os principais agentes na comunicação da Palavra de Deus aos filhos, para que a verdade de Deus, a integridade e o caráter moral continuem sendo comunicados de geração em geração. 

Fundamentar nossos filhos na verdade das escrituras é especialmente importante quando eles vão para a escola. Porque hoje vivemos em um ambiente que é contra Deus, não podemos contar com professores para ensinar a verdade. Embora existam muitos professores que amam o Senhor, os sistemas educacionais seculares os impedem de falar sobre coisas espirituais. Deus nos deu a responsabilidade de ensinar nossos filhos a discernir entre a verdade e o erro, para que estejam preparados para sair para o mundo. Se não defendermos corajosamente a verdade das Escrituras, nossos filhos e netos poderão se afogar no secularismo e na incredulidade. 

Já que nossa sociedade está desinteressada pelas coisas de Deus, a coisa mais amorosa que podemos fazer por nossos filhos é discutir com eles as verdades espirituais. Devemos perguntar a eles o que eles estão aprendendo na escola e o que eles acreditam sobre assuntos espirituais. É nossa responsabilidade ensiná-los que Deus é o Criador, e Seu Filho Jesus Cristo, é o único caminho da salvação (João 14: 6). 

Crianças nascem com naturezas pecaminosas e, a menos que tenham a influência piedosa de pais que são fiéis, obedientes e andam com o Senhor, seus filhos seguirão o caminho natural de sua natureza pecaminosa. 

Filhos piedosos que conhecem as Escrituras, confiam e são obedientes ao Senhor não acontecem por acidente. Eles são o produto de pais que conhecem e andam com Deus. Infelizmente, se os pais não são verdadeiramente piedosos, a probabilidade é de que os filhos também não sejam. 

No entanto, nunca desista da esperança, porque se você: 

  • Reconhecer que é pecador, “pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus” (Romanos 3:23).
  • Se arrepender de seus pecados, “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1 João 1:9)
  • Acreditar e confessar que Jesus Cristo é o único Filho de Deus que foi crucificado por seus pecados. “Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo” (Romanos 10:9). 

No entanto, você precisa entender, que muitos proclamam acreditar em Deus, Jesus e no céu. Mas há uma diferença entre dar consentimento intelectual a uma idéia e reconhecer espiritualmente Cristo como Salvador. A Bíblia nos ensina que quando alguém realmente crê em Jesus, ele ou ela muda. É impossível permanecer o mesmo depois de compreender a necessidade enorme que temos Dele. “Portanto, se alguém está em Cristo, é uma nova criatura. As coisas velhas já passaram; tudo é novo!” (2 Coríntios 5:17). 

O desejo de salvação começa com o reconhecimento de que pecamos contra Deus e não há esperança de salvação fora de Jesus. Quando confiamos em Seu sacrifício para pagar nossa dívida pecaminosa, Deus promete responder. Se você deseja estar no céu com Ele por toda a eternidade, pergunte-se, eu fui verdadeiramente salvo? 

Caso contrário, agora é a hora e, quando o fizer, o Espírito Santo virá para guiar seus passos, ajudando-o a entender a Palavra de Deus e mostrando como alcançar seus filhos e a próxima geração. 

Ao abrir a Bíblia, você se familiarizará mais com ela, e sua fé no Senhor aumentará. E quando você ensina Suas verdades; sua vida mudará, assim como a de sua família. 

Há muitos jovens inquietos e insatisfeitos, que estão procurando e precisam desesperadamente ouvir o que Deus Todo-Poderoso pode fazer em sua vida. Portanto, lembre-se de que cuidar de nossos filhos não inclui apenas necessidades físicas, bens materiais e educação. A coisa mais importante que podemos fazer por eles é “Ensinar seus filhos no caminho certo, e, mesmo quando envelhecerem, não se desviarão dele” (Provérbios 22:6).

*******


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: