Publicado por: mvmportugues | setembro 5, 2019

UM ESPÍRITO IMUNDO VOLTA PARA SUA CASA COM SETE MAIS – Mateus 12:43-45

Jesus expulsou um demônio de um homem cego e mudo; e, como resultado, o curou para que ele pudesse ver e falar (Mateus 12:22). Os líderes religiosos, os escribas e fariseus que viram esse milagre, ousaram dizer que Jesus expulsou o demônio do homem “por Belzebu, o chefe dos demônios” (Mateus 12:24). Em outras palavras, eles alegaram que Ele fez isso pelo poder do diabo. Jesus respondeu negando a acusação ridícula e blasfema e os advertiu de que estavam se demostrando como homens maus que falavam de corações corruptos.

Então, Ele falou essas palavras sóbrias aos líderes religiosos que se opunham a Ele.

“Quando um espírito imundo sai de um homem, ele passa por lugares secos, buscando descanso, e não encontra. Então ele diz: ‘Voltarei para minha casa de onde vim’. E quando ele chega, ele a encontra vazia, varrida e colocada em ordem. Então ele vai e leva consigo outros sete espíritos mais perversos que ele, e eles entram e habitam ali; e o último estado desse homem é pior que o primeiro. O mesmo acontecerá com esta geração ímpia.” (Mateus 12: 43-45)

Jesus se dirigiu ao reino demoníaco como uma realidade e que os demônios eram realmente capazes de habitar uma pessoa. Na parábola de Jesus, então, um demônio, chamado de “espírito imundo”, é dito ter saído de um homem. Como aconteceu que ele saiu do homem, não nos disseram. Mas, qualquer que tenha sido o motivo, o demônio é apresentado nesta passagem como pensando nesse homem como “sua própria casa” – “voltarei para minha casa de onde vim“.

O demônio pode ter deixado o homem por um tempo, mas parece que o demônio não desistiu da posse do homem quando ele partiu.

Talvez Deus tenha mostrado grande misericórdia ao homem, permitindo-lhe algum tempo para se afastar do pecado e ‘fazer uma mudança’ em sua vida. O homem pode até ter começado a ‘procurar’ a Deus e buscar coisas espirituais. De fato, pode até ser que o homem tenha ouvido a mensagem do evangelho de Jesus Cristo e tenha começado a ser atraído por ela.

O que aconteceu a Bíblia não nos diz, mas o que podemos ter certeza é que este homem foi claramente dado uma chance e ficou aquém de um relacionamento genuíno com Deus, e o Espírito Santo não havia tomado residência dentro dele.

O demônio o havia deixado e ele permaneceu “vazio.” Mas ele só ficou “vazio” por um curto período de tempo. Uma vez fora do homem, o demônio estava inquieto e insatisfeito. Jesus disse que o demônio passou por “lugares secos”, buscando descanso, mas não o encontrou.

Aparentemente, um demônio precisava possuir um corpo e preferiria habitar “um rebanho de porcos” do que vagar sem um “lar” (Mateus 8:31).

Então; esse demônio inquieto começou a pensar no homem que ele havia deixado. “Voltarei para minha casa de onde vim”, disse ele. E quando ele voltou, descobriu que o homem havia feito um lar muito confortável para o qual retornar! Aparentemente, o homem havia feito algumas mudanças morais em sua vida. Ele havia limpado seu comportamento. Ele pode até ter acrescentado alguns novos hábitos religiosos e práticas pseudo-espirituais. Mas apesar de tudo o que foi feito para “limpar”, ainda não havia ninguém mais morando dentro dele. O ser interior do homem era um vácuo espiritual e o demônio voltou para encontrá-lo “vazio, varrido e colocado em ordem.”

Que coisa terrível e perigosa que é isso, porque, como Jesus nos diz, então ele vai e leva consigo outros sete espíritos mais perversos que ele, e eles entram e habitam ali; e o último estado desse homem é pior que o primeiro.

Não é que sua condição se tornou tão ruim quando apenas um demônio habitava ele; mas, sua condição se tornou muito pior; porque o demônio trouxe outros sete “mais perversos que ele.”

Esta parábola é um grande aviso para aqueles que pensam que podem simplesmente “limpar seu comportamento”, evitando um relacionamento profundo e pessoal com Jesus Cristo, aceitando-O como seu Salvador e fazendo Dele o Senhor de sua vida e, assim, recebendo a habitação do Espírito Santo.

Esse povo judeu precisava ouvir isso, pois a verdade estava à sua volta e eles não ouviam. Eles ouviram a pregação de João Batista quando ele cumpriu as promessas das Escrituras a respeito de si mesmo, e quando apontou para Jesus como “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (João 1:29). Eles contemplaram Seus milagres e ouviram Seus ensinamentos; e, no entanto, enquanto Ele se oferecia a eles como o Messias tão esperado e prometido, eles O rejeitaram. Eles o viram fazer milagres no poder do Espírito Santo; e ainda assim eles ousaram acusá-Lo de trabalhar no poder do diabo.

Como vemos pelas advertências de Paulo, os demônios eram reais para os judeus, é por isso que ele escreve sejam fortes no Senhor e em seu grande poder. Vistam toda a armadura de Deus, para que possam permanecer firmes contra as estratégias do diabo. Pois nós não lutamos contra inimigos de carne e sangue, mas contra governantes e autoridades do mundo invisível, contra grandes poderes neste mundo de trevas e contra espíritos malignos nas esferas celestiais. Portanto, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir ao inimigo no tempo do mal. Então, depois da batalha, vocês continuarão de pé e firmes (Efésios 6:10-13).

Os judeus e seus líderes tinham um terrível vácuo (casa vazia) em seu ser, mesmo quando seu Rei estava diante deles e até mesmo quando Ele os advertiu, assim também será com essa geração perversa. Eles não entenderam e não se importaram porque, o homem natural não aceita as verdades do Espírito de Deus. Elas lhe parecem loucura, e ele não consegue entendê-las, pois apenas quem é espiritual consegue avaliar corretamente o que diz o Espírito (1 Coríntios 2:14).

Claramente, o ponto principal desta parábola era para servir como condenação para a geração que não receberia o Salvador; mas também é um aviso para todos por quase 2000 anos.

Então, quem está ocupando sua casa? Existem apenas duas forças espirituais tentando viver em nosso corpo. Um é o Espírito Santo; o outro é o diabo e seus demônios.

Existem pessoas que se esforçam para limpar suas vidas e depois voltam ao seu estilo de vida pecaminoso e sua vida se torna ainda mais confusa do que era antes. Mas há uma solução; Jesus diz em Apocalipse 3:20, Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo.”

Uma das coisas mais perigosas que uma pessoa pode fazer é passar por essa vida sem dar as boas-vindas a Jesus Cristo na sua vida. Jesus disse: Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Vocês também não podem dar fruto, se não permanecerem em mim. “Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma (João 15:4-5).

Portanto, como cristãos verdadeiros nascidos de novo, façamos nossa parte, fazendo o que Jesus nos disse para ir e fazer discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos. Amém. (Mateus 28:19-20)

 

*******


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: