Publicado por: mvmportugues | julho 11, 2019

POR QUE DEUS PERMITE QUE COISAS RUINS ACONTECEM A PESSOAS BOAS? – Salmo 37:1-2, 7-8

Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniquidade. Porque cedo serão ceifados como a erva e murcharão como a verdura… Descansa no Senhor e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos. Deixa a ira e abandona o furor; não te indignes para fazer o mal. (Salmo 37:1-2, 7-8)

A verdade é que não podemos saber todas as razões pelas quais Deus permite que coisas ruins aconteçam. Nós sabemos algumas, porque nós mesmos as causamos. Vivemos em um mundo que é afetado pelo pecado, as dificuldades e as decepções cruzarão mais cedo ou mais tarde o nosso caminho. No entanto, se pedirmos a Deus por discernimento, podemos começar a entender por que Ele permite que algumas coisas ocorrem. Também podemos descobrir como Deus pode converter a situação e trazer benefícios para nossa vida como resultado do sofrimento.

As escrituras nos ensinam que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito (Romanos 8:28). E Jeremias 29:11 nos diz, porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês’, diz o Senhor, ‘planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.

Quando coisas ruins acontecem conosco, devemos procurar as respostas de Deus e ver se Ele está tentando chamar nossa atenção para nos ensinar a desenvolver a maturidade espiritual. Precisamos lembrar que quem não tem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, pois lhe são loucura; e não é capaz de entendê-las, porque elas são discernidas espiritualmente (1 Coríntios 2:14).

Quando confiamos em Deus, podemos ter certeza de que Ele não permitirá que nada aconteça a nós sem a Sua permissão, e Ele não permitirá que nenhuma “coisa ruim” aconteça que não nos traga mais bem do que a destruição. Como a Bíblia nos ensina, não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele mesmo lhes providenciará um escape, para que o possam suportar (1 Coríntios 10:13).

É difícil às vezes para nós entendermos a Deus, como Isaías escreve: “Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos”, declara o Senhor. “Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os seus pensamentos(55:8–9).

Jesus sofreu muito. Ele “foi desprezado e rejeitado pelos homens, um homem de dores e experimentado no sofrimento (Isaías 53:3). Ele foi ridicularizado, traído, espancado, humilhado, abandonado e falsamente acusado. Você pensa que Jesus foi alguma vez tentado a ser ressentido para com aqueles que causaram Seu sofrimento? Claro que sim. De fato, a Bíblia diz que Ele “passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado” (Hebreus 4:15), mas Ele permaneceu obediente ao Pai.

“Sem pecado” – Aqui está a diferença entre a resposta do homem que é a raiva e a amargura (pecado) e a resposta de Jesus Cristo de confiança e perfeita obediência à vontade do Pai. Como, então, podemos enfrentar a tentação sem pecar? O próximo versículo nessa passagem bíblica nos dá a resposta: Assim, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade” (Hebreus 4:16).

Jesus nos mostrou o caminho certo para responder ao sofrimento. Em nossa circunstância difícil, tragédia ou desapontamento, podemos aprender a responder como Jesus o fez. Ao estudar a Palavra de Deus, esteja atento às respostas de Cristo quando Ele sofreu. Precisamos seguir Seu exemplo conforme Deus nos guia pelo Seu Espírito Santo, em cada situação que nos encontramos.

Deus quer que “sejamos conformados à imagem de seu Filho” (Romanos 8:29). Durante este processo o Senhor nos dá graça para responder a cada circunstância como Jesus responderia, e nós desenvolveremos o caráter divino. A Bíblia nos diz que até mesmo o Filho de Deus aprendeu a obediência por meio do que Ele sofreu (Hebreus 5:8).

Se coisas ruins acontecem para nós, deveríamos estar nos perguntando: “É esta situação em que eu me encontro a disciplina de Deus para me corrigir? Deus está tentando chamar minha atenção antes que seja tarde demais? Desobedeci ao meu Pai celestial?” Porque Deus nos ama, Ele nos castiga como um Pai castiga um filho (Hebreus 12:5-11). É importante lembrar que “nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde, porém, produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados (Hebreus 12:11).

Se o Espírito Santo nos convence do pecado, precisamos nos arrepender e como resultado: Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça (1 João 1:9).

No Antigo Testamento, lemos sobre José, que passou por um terrível sofrimento, sendo vendido como escravo por seus irmãos, ele foi injustamente acusado e falsamente preso. Finalmente, depois de cerca de 12 anos, ele foi colocado em uma posição de grande autoridade, onde ele pode salvar as vidas de sua família e muitos outros. Isto é o que ele disse a seus irmãos: Vocês planejaram o mal contra mim, mas Deus o tornou em bem, para que hoje fosse preservada a vida de muitos (Gênesis 50:20).

Como vemos, se estamos comprometidos com Deus, Ele promete que Ele pode e vai tirar qualquer dor que estivermos sentindo e produzir algo de bom para Sua honra e glória.

O livro de Jó é outro que lida com a questão de por que Deus permite que coisas ruins aconteçam para pessoas boas. Jó era um homem justo (Jó 1:1), no entanto ele sofreu de maneiras que são quase inacreditáveis. Deus permitiu que Satanás fizesse tudo o que ele queria a Jó, exceto matá-lo, e Satanás fez de tudo para tornar a vida de Jó insuportável. Qual foi a reação de Jó? Embora ele me mate, ainda assim esperarei nele (Jó 13:15). E, “o SENHOR deu e o SENHOR tirou; louvado seja o nome do SENHOR ” (Jó 1:21). Jó não entendeu por que Deus permitiu as coisas que Ele fez, mas ele sabia que Deus era bom e, portanto, continuou a confiar Nele. Em última análise, essa deve ser nossa reação também.

Vivemos em um mundo caído e experimentamos os efeitos da queda. Um desses efeitos é a injustiça e o sofrimento aparentemente sem sentido; e quando se pergunta por que Deus permite que coisas ruins aconteçam para pessoas boas, também é bom considerar o seguinte: 

  • Coisas ruins podem acontecer a pessoas boas neste mundo, mas este mundo não é o nosso destino final. Os cristãos têm uma perspectiva eterna: Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles. Assim, fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno (2 Coríntios 4:16-18). Precisamos sempre lembrar que somos com uma névoa que aparece por um tempo e depois desaparece, e um dia teremos uma grande recompensa.
  • Coisas ruins acontecem a pessoas boas, mas Deus usa essas coisas ruins para um bem definitivo e duradouro. Pois “sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito (Romanos 8:28). Quando José, inocente de transgressão, finalmente passou por seus terríveis sofrimentos, ele foi capaz de ver o plano de Deus em tudo que lhe aconteceu (Gênesis 50:19–21).
  • Coisas ruins acontecem a pessoas boas e equipam os crentes para um ministério mais profundo. Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação,que nos consola em todas as nossas tribulações, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações. Pois assim como os sofrimentos de Cristo transbordam sobre nós, também por meio de Cristo transborda a nossa consolação” (2 Coríntios 1:3–5). Aqueles com cicatrizes podem melhor ajudar aqueles que estão passando por conflitos.

Como vemos, Deus permite que coisas aconteçam por um motivo. Quer entendamos ou não Suas razões, devemos lembrar de que Deus é bom, justo, amoroso e misericordioso (Salmos 135:3). Freqüentemente, coisas ruins acontecem conosco que simplesmente não conseguimos entender; portanto, em vez de duvidar da bondade de Deus, nossa reação deve ser confiar Nele. Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apóie em seu próprio entendimento; reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas (Provérbios 3:5-6).

Jesus disse: “no mundo você terá tribulação”. O sofrimento é o preço que pagamos por viver em um mundo caído. Amados, não se surpreendam com o fogo que surge entre vocês para os provar (1 Pedro 4:12). Por mais trágicas que sejam as circunstâncias da vida, Jesus advertiu o povo a deixar de se preocupar tanto com tragédias temporárias e começar a se preocupar com a maior tragédia de todas – morrendo separado de Deus.

Embora Deus realmente se importe com a dificuldade que você pode estar experimentando, Ele promete que todo sofrimento para o crente é temporário. O que é muito mais importante é que você seja liberto do sofrimento final – a separação de Deus – e que sua libertação final do sofrimento, venha quando você for conduzido ao céu, porque você é um verdadeiro filho nascido de novo de Deus.

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos

e bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus.
(Mateus 5:6, 8)

*******


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: