Publicado por: mvmportugues | maio 16, 2019

OBEDECENDO A DEUS – João 4:34

“Meu alimento consiste em fazer a vontade Daquele que Me enviou e em terminar a Sua obra (João 4:34).

Por que a obediência a Deus é tão importante? Porque prova nosso amor por Ele (1 João 5:2-3), demonstra nossa fidelidade a Ele (1 João 2:3-6), O glorifica no mundo (1 Pedro 2:12) e abre caminhos de bênção para nós (João 13:17).

Pela fé, Abraão obedeceu ao chamado de Deus, embora ele não soubesse onde ele estava indo (Hebreus 11:8). E é exatamente assim que devemos obedecer ao Senhor. Ele não revela todo o caminho porque a cada passo ao desconhecido Ele fortalece nossa fé.

A fé é necessária para agradar a Deus (Hebreus 11:6), e se nossa fé é genuína e verdadeira, viveremos um estilo de vida caracterizado pela justiça, modelando o exemplo dado a nós por Jesus Cristo. Obedecemos a Seus mandamentos, não porque precisamos, mas porque queremos, porque o amamos. Uma vez que cremos em Cristo e somos salvos, somos uma nova criação e queremos obedecer-Lo: “Se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo(2 Coríntios 5:17)

Quando obedecemos ao Senhor, podemos viver uma vida de alegria, sem vergonha, enraizados profundamente no Senhor e confiantes em nossa esperança eterna, porque: “Onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade” (2 Coríntios 3:17).

Quando os filhos de Deus obedecem ao Pai Celestial, Ele é glorificado. Jesus nos disse que Seu propósito e desejo é que os outros “vejam suas boas obras e glorifiquem seu Pai que está no céus” (Mateus 5:16). É claro que realizar “boas obras” requer obediência Àquele que nos chama a boas obras. O testemunho cristão de santidade é uma forte comprovação de que Deus está operando no mundo. Bem-aventurado aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos! (Salmo 128:1).

Os cristãos devem se posicionar contra a prática mundana e obedecer ao Senhor. Daniel nos deu um excelente exemplo de como fazer isso, não apenas corajosamente, mas graciosamente e com sucesso. Daniel, porém, decidiu não se contaminar com a comida e o vinho que o rei lhes tinha dado. Pediu permissão ao chefe dos oficiais para não comer esses alimentos, a fim de não se contaminar (Daniel 1:8).

Como um dos israelitas da família real e da nobreza (Daniel 1:3), ele sabia que tinha a responsabilidade de manter um padrão piedoso como testemunho do verdadeiro Deus quando lhe pediram que “servisse no palácio real” (Daniel 1:4); depois que ele e seus amigos foram levados em cativeiro.

Daniel sabia que o vinho do rei seria prejudicial se ele participasse dele. Além disso, a carne do rei certamente seria preparada de forma ilegal e proveniente de fontes impuras que seriam proibidas para ele, como judeu, de comer (Levítico 11:7-8; 17:10-14). Portanto, ele determinou em seu coração tomar uma posição contra isso, e não se contaminar.

Os babilônios pensavam que estavam fazendo um grande favor a ele e a seus amigos, e Daniel apreciou isso; assim, Daniel lidou com a situação de uma maneira muito sábia e cortês e sugeriu: “Peço-lhe que faça uma experiência com os seus servos durante dez dias: Não nos dê nada além de vegetais para comer e água para beber. Depois compare a nossa aparência com a dos jovens que comem a comida do rei, e trate os seus servos de acordo com o que você concluir” (Daniel 1:12-13). 

Deus honrou a benevolência de Daniel, assim como sua corajosa fidelidade, e desta forma também fará por nós. Ser assertivo como Daniel foi, é o que um cristão deve aprender a fazer em um mundo não-cristão. Nós devemos “estar sempre prontos para dar uma resposta”, e isso deve ser feito, não arrogantemente, mas “com mansidão” (1 Pedro 3:15).
Ser obediente a Deus significa viver pelo Espírito e andar em Seu amor, enquanto permanecemos Nele, confiando Nele para guiar nossa vida, para nos treinar a viver em retidão e nos capacitar a ser tudo o que Ele nos criou para sermos.

Precisamos ouvir a voz do Espírito Santo, confiar na lei que Ele escreveu em nossos corações e obedecer de um coração cheio do amor de Deus.

Jesus estava nos ensinando que obedecer ao Pai lhe trouxe satisfação. Não foi a aprovação das multidões que vieram ouvi-Lo falar, mas a alegria de agradar o Pai que O satisfez. Seria bom que aprendêssemos essa importante lição de nosso Salvador, para que Ele possa nos usar para realizar Seus propósitos neste mundo.

Precisamos entender que Deus opera todas as coisas, de acordo com o Seu propósito. Nada pode acontecer sem Deus permitir isso. O Salmo 57:2 diz: Clamarei ao Deus Altíssimo, ao Deus que por mim tudo executa. Deus numerou nossos dias e cumprirá todo propósito que Ele tem para cada um de nós se formos obedientes a Seu chamado.

Como o pródigo, se nos desviarmos, podemos sempre escolher ser obedientes e voltar a Ele, e Ele nos receberá de braços abertos.

Tenha em mente que quando escolhermos obedecer a Deus, Ele nos abençoará. Portanto, vamos obedecer ao Senhor e observá-Lo trabalhar em nossa vida.

*******

 

 

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: