Publicado por: mvmportugues | maio 8, 2019

QUANDO NÓS CONFESSAMOS E ABANDONAMOS O PECADO ENCONTRAMOS MISERICÓRDIA – Provérbios 28:13

Quem esconde os seus pecados não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia.” (Provérbios 28:13)

Uma das tristes verdades é que os cristãos podem pecar. Não importa quão diligentemente nos dedicamos a praticar a justiça, às vezes podemos falhar e pecamos. Quando percebemos que desobedecemos a Deus, nossa resposta imediata deve ser confessar e acertar-nos com Ele. Contudo; não temos que pecar; o pecado é uma escolha, e NÃO, o diabo não te obrigou a fazer isso.

A Bíblia nos diz que,“se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamos a nós mesmos, e a verdade não está em nós (1 João 1:8). E o remédio disponível também é encontrado nas Escrituras. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça (1 João 1:9). Este perdão é baseado no fato de que “o sangue de Jesus, Seu Filho, nos purifica de todo pecado” (1 João 1:7).

Na primeira parte do versículo 13, encontramos a maneira do mundo de lidar com o pecado, juntamente com o resultado que tal ação traz; Quem esconde os seus pecados não prospera.

Um pecador em seu orgulho sempre deseja ser considerado melhor do que ele é; e já que a consciência do homem testemunha que suas ações são más, ele procura cobrir ou ocultar seu pecado.

Quando uma pessoa oculta seu pecado negando-o, ela ainda não remove seus efeitos. A Palavra de Deus afirma que, apesar do esforço do homem para ocultar seu pecado, ele não prospera.” As leis naturais, morais e espirituais de Deus não podem ser evitadas; Ele não pode ser ridicularizado (Gálatas 6:7). Embora o pecado em sua natureza espiritual não possa ser visto pelos olhos humanos e pesado por escalas humanas, ele é real e também são seus efeitos.

A voz de Deus convocou Adão de seu esconderijo para receber sua sentença (Gênesis 3:9). O sangue oculto de Abel clamava do solo em Gênesis 5:10-12. A consciência atacou e roubou a alegria da vida dos irmãos de José (Gênesis 42:21-23). Saul cobrindo seu pecado lhe custou o reino (1 Samuel 15:21-23). A lepra de Naamã atingiu a Gahazi e os seus descendentes para sempre (2 Reis 5:27). Precisamos entender que as ações feitas nas trevas mais profundas são visíveis e claras para um Deus onisciente.

Quando lemos o relato de Acã em Josué capítulo 7; nada deveria ser saqueado da cidade de Jericó, mas Acã enterrou ouro e roupas debaixo de sua tenda. Quando seu pecado foi descoberto, ele e sua família morreram como resultado. E aqui vemos novamente que o homem que esconde seu pecado não prosperará. Em vez de admitir sua culpa e talvez invocar a misericórdia de Deus ou pelo menos demonstrar reverência por Ele, Acã tentou se esconder e pagou o preço.

É importante compreender que os pecados que nos envolvem nunca devem ser ignorados, porque a transgressão que tentamos encobrir eventualmente nos derrubará.

A atividade oposta de ocultar é confessar e abandonar nossas transgressões; mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia “.

Confissão genuína se opõe à cobertura do pecado. Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano(Salmo 32:1-2).

A confissão deve ser feita àquele contra quem o pecado foi cometido. Todo pecado é contra Deus; portanto, todo pecado precisa ser confessado a Deus. Se atos de pecado também foram cometidos contra outras pessoas, a confissão deve ser feita a elas também.

Nós não admitimos nossos erros para o benefício de Deus, pois Ele sabe tudo. Deus exige confissão completa para o nosso bem. Porque traz a vitória divina sobre o orgulho e o auto-engano e inicia nosso retorno a Deus, assim como lemos na história que Jesus contou sobre o filho pródigo.

 “Caindo em si, ele disse: ‘Quantos empregados de meu pai têm comida de sobra, e eu aqui, morrendo de fome! Eu me porei a caminho e voltarei para meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus empregados.’ A seguir, levantou-se e foi para seu pai.

“Estando ainda longe, seu pai o viu e, cheio de compaixão, correu para seu filho, e o abraçou e beijou. “O filho lhe disse: ‘Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho’.  “Mas o pai disse aos seus servos: ‘Depressa! Tragam a melhor roupa e vistam nele. Coloquem um anel em seu dedo e calçados em seus pés. Tragam o novilho gordo e matem-no. Vamos fazer uma festa e alegrar-nos. Pois este meu filho estava morto e voltou à vida; estava perdido e foi achado’. E começaram a festejar o seu regresso” (Lucas 15:17-24).

Observe que uma vez que o pecado é confessado e abandonado, a misericórdia é encontrada. A misericórdia significa compaixão ou gentileza demonstrada a um ofensor; resultando em não receber a devida justiça pelo nosso pecado. Uma vez que nós sinceramente confessamos e renunciamos, a misericórdia coloca o pecado sob o sangue derramado de Cristo, onde é esquecido e nunca mais é lembrado novamente por Deus (Hebreus 8:12, Isaías 43:25).

Este incrível perdão pelo nosso Senhor e Salvador nos deve levar de joelhos e orar cada dia como Davi o fez. Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me e conhece os meus pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno (Salmo 139:23-24).

A confissão é a solução para o problema da culpa. E você? Há algo em sua vida que você está encobrindo? Não vai funcionar. Você não pode enganar a Deus. Admita sua transgressão ao Senhor e experimente Sua misericórdia, amor e graça. Confissão é a chave que abre as portas para o perdão e a purificação da alma.

Deus é o único que tem a solução e Ele nos dá essa maravilhosa promessa: “Venham, vamos resolver este assunto”, diz o Senhor. “Embora seus pecados sejam como o escarlate, eu os tornarei brancos como a neve;
embora sejam vermelhos como o carmesim, eu os tornarei brancos como a lã
(Isaías 1:18).

É somente através do sangue derramado de Jesus Cristo que a mancha do pecado pode ser removida, e podemos ser perdoados e purificados. Então, como podemos ser inspirados a não pecar e viver uma vida que honre a Deus e ao nosso Salvador?

Venha a conhecer Deus em Sua grande Santidade, dignidade e majestade e passe muito tempo em oração, lendo a Palavra e caminhando humildemente com Ele. A humildade é a melhor proteção contra o pecado, a rebelião e o orgulho.

*******


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: