Publicado por: mvmportugues | janeiro 24, 2019

O PECADO DÁ NASCIMENTO À MORTE – Tiago 1:14-15

Cada um, porém, é tentado pelo próprio mau desejo, sendo por este arrastado e seduzido. Então esse desejo, tendo concebido, dá à luz ao pecado, e o pecado, após ter se consumado, gera a morte.” (Tiago 1:14-15)

Satanás conhece nossas fraquezas individuais e nos tenta de acordo. Muitos cristãos caem em pecado por orgulho, pela cobiça, por se comprometer ou por ser preguiçoso.

Então, vamos entender o que é pecado. É a transgressão dos mandamentos de Deus que nos separa de Deus.

Deus deu Seus mandamentos para o bem dos homens. São as instruções pelas quais os homens devem se conduzir, a fim de que possamos viver em paz e ordem, e permanecer em comunhão com Ele. O pecado é a violação da lei de Deus, o colapso de ordem, a interrupção da paz e a suspensão da comunhão com o nosso Criador.

Nenhum homem é o mesmo depois de pecar. O pecado pode ser perdoado, mas a cicatriz permanece em sua alma.

Primeiro, o pecado cega. Somos ordenados a crescer em Cristo, acrescentando à nossa fé inicial os atributos de virtude, conhecimento, temperança, paciência, piedade, bondade e amor (2 Pedro 1:5-7). Caso contrário, se alguém não as tem, está cego, só vê o que está perto, esquecendo-se da purificação dos seus antigos pecados (2 Pedro 1:9).

O pecado ata, pode não ser com correntes, como com Sansão, mas o pecado não confesso rapidamente escraviza aqueles que o praticam; porque o homem é escravo daquilo que o domina(2 Pedro 2:19).

Quando olhamos para a vida de Sansão, ele voltou a Deus novamente antes de sua morte, mas ainda estava cego, amarrado e girando um moinho. Os filisteus o prenderam, furaram os seus olhos e o levaram para Gaza. Prenderam-no com algemas de bronze, e o puseram a girar um moinho na prisão (Juízes 16:21).

Deus perdoa, mas os efeitos do pecado não são facilmente removidos. Quanto melhor seria se nós nunca cedêssemos à tentação.

O triste fim do poderoso Sansão, que uma vez foi tão amplamente utilizado pelo Senhor, é também um grave aviso para todo cristão.

Tiago diz que “cada um, é tentado pelo próprio mau desejo, sendo por este arrastado e seduzido (1:14). Se nós associamos isso à pesca, é isto que acontece. O peixe vê a isca e é atraído em direção a ela, pensando que terá um almoço grátis. Em vez disso, o peixe é enganchado, e ele se torna a refeição. A tentação de pecar é assim. Pensamos que o pecado nos satisfará e nos dará algo de bom que estamos querendo; mas, em vez disso, nos prende e nos leva para a destruição.

No começo, a tentação promete excitação. Isto vai ser divertido! Isso atenderá às minhas necessidades. Isso vai conseguir o que eu tenho procurado. Não custa nada tentar!

A tentação nunca vem com luzes piscantes de aviso: “Você gostaria de destruir a si mesmo e sua família? Você gostaria de desonrar o nome do seu Deus?” Se você morder a isca, você está no caminho que leva à morte.

Há sempre esse elemento enganador à tentação, que é fortalecido pelas poderosas emoções envolvidas. Como crentes, não devemos viver de acordo com nossos sentimentos, mas pela fé e obediência, baseados no conhecimento da palavra da verdade de Deus. Precisamos segui-lo, não importa o quanto nossos sentimentos nos puxem em uma direção diferente.

Lembre-se, para superar a tentação, é importante entender que, embora o pensamento inicial que leva ao pecado derive da carne pecaminosa, não é pecado a menos que o persigimos. Em vez disso, devemos nos render como “instrumentos de justiça” (Romanos 6:12-13); e uma vez que somos “ressuscitados com Cristo”, devemos “mortificar” os apetites carnais, “adiar” explosões emocionais que reflectem uma natureza ímpia e “colocar” atributos divinos para que tudo o que fazemos seja feito em nome do Senhor Jesus Cristo (Colossenses 3:1-17).

Se você não se arrepender e voltar ao caminho da justiça, isso pode indicar que você nunca foi verdadeiramente salvo. Isso pode soar duro, mas Jesus contou a parábola do semeador, onde a semente é “a palavra do reino”. O chão pedregoso retrata um homem que professa deleite na Palavra; no entanto, seu coração não é alterado; e a semente não têm raiz firme; ele acredita por um tempo, mas desiste na hora da provação.

O ponto aqui é, que a recepção de um homem da Palavra de Deus é determinada pela condição de seu coração. Portanto, alguém que é verdadeiramente salvo continuará a provar isso.

Por favor, lembre-se que: Deus retribuirá a cada um conforme o seu procedimento. Ele dará vida eterna aos que, persistindo em fazer o bem, buscam glória, honra e imortalidade. Mas haverá ira e indignação para os que são egoístas, que rejeitam a verdade e seguem a injustiça(Romanos 2:6-8).

Se você deseja chamar as pessoas para uma vida santa e humilde que honre a Deus, você será ressentido e até odiado. Jesus advertiu Seus verdadeiros seguidores que: Então eles os entregarão para serem perseguidos e condenados à morte, e vocês serão odiados por todas as nações por minha causa(Mateus 24:9).

E o veredicto é o seguinte que: “A luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e não a luz, porque as suas obras eram más. Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, temendo que as suas obras sejam manifestas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, para que se veja claramente que as suas obras são realizadas por intermédio de Deus” (João 3:19-21).

*******


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: