Publicado por: mvmportugues | agosto 16, 2018

A ERA DA APOSTASIA – 1 Timóteo 4:1

Apostasia significa o abandono de uma lealdade anterior; é uma deserção consciente, em termos bíblicos, é um ato de se recusar a continuar a obedecer à Palavra de Deus.

Ao longo da história da Igreja, temos visto uma partida contínua de pessoas e de igrejas da fé dos apóstolos. Por mais trágico que isso tenha sido, não deveria nos surpreender, porque Paulo nos advertiu que: “O Espírito diz claramente que nos últimos tempos alguns abandonarão a fé. Eles seguirão espíritos enganadores e ensinos de demônios” (1 Timóteo 4:1).

Pouco depois de nosso Senhor começar a edificar Sua Igreja, o apóstolo João registra uma das primeiras ocorrências de apostasia. Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem de nós, ficariam conosco; mas isto é para que se manifestasse que não são todos de nós (1 João 2:19). Desde então, muitos outros cristãos professos, igrejas, denominações e seminários, que uma vez defenderam a verdade e a autoridade da Palavra de Deus, derivaram para a apostasia. Uma das características interessantes da apostasia é que ela não acontece da noite para o dia e, na verdade, se desenvolve ao longo de um período de tempo. No entanto, aumentou de forma constante a um ritmo alarmante nos últimos 120 anos.

Vamos nos concentrar em alguns sinais bíblicos que mostram claramente que a apostasia está ocorrendo.

Primeiro – A palavra de Deus é negligenciada como a autoridade suprema de nossa fé. As palavras e a sabedoria do homem tornam-se tão importantes quanto a Palavra de Deus. As pessoas começam a seguir personalidades “cristãs” em vez da Palavra de Deus. Os líderes religiosos descartam os planos do Senhor para construir Sua igreja e criam sua própria estratégia. O poder do Evangelho é enfraquecido e está sendo comprometido por líderes religiosos que estão mais preocupado com o crescimento de sua igreja e conquistar um número maior de seguidores do que em pregar a verdade. O evangelismo bíblico é substituído pelos métodos de conversão do homem e, levando falsamente as pessoas a acreditar que, por terem realizado algum ritual, ou dito uma oração, são salvas. As igrejas dão às pessoas o que elas querem em vez do que elas precisam. A busca da santidade e santificação é negligenciada quando Deus diz claramente: “Sede santos porque eu sou santo” (1 Pedro 1:16). Advertências bíblicas para expor os falsos mestres são ignoradas. Os contendores da fé são rotulados como divisivos e intolerantes. As mulheres podem ensinar homens.

Segundo – A Sagrada Escritura é torcida e alterada para agendas de interesse próprio. A verdade se torna subjetiva e relativa. O erro doutrinal e o pecado são tolerados pelos líderes religiosos que negligenciam sua responsabilidade de proteger as ovelhas. Satanás semeia o joio com pouca resistência. O Evangelho se torna mais abrangente para atrair mais pessoas. A pregação expositiva é substituída por mensagens atraentes e piadas.

A ignorância bíblica daqueles que estão sentados nos bancos da igreja oferece um terreno fértil para que os falsos mestres prosperem. A exortação para lutar fervorosamente pela fé é ignorada (Judas 1:3). As pessoas honram a Deus com palavras, mas seus corações estão distantes Dele (Mateus 15:8). Homens “infalíveis” afirmam ser sucessores dos apóstolos e são abraçados como irmãos em Cristo. Homens ímpios entraram sem ser notados e transformam a graça de nosso Deus em licenciosidade (Judas 1:4). Os defensores da fé são expulsos.

Terceiro – O entretenimento ímpio, as apresentações teatrais, a dança e as atividades distrativas substituíram o Senhor Jesus do foco central da adoração. Os líderes religiosos estão mais interessados ​​em entreter as cabras do que alimentar as ovelhas. Mensagens que agradam seus ouvido dão às pessoas o que elas querem em vez do que precisam (2 Timóteo 4:3). A sã doutrina e a verdade são suprimidas em prol da unidade “universal” ecumênica. Corações tornam-se endurecidos e o amor a Deus se esfria (Mateus 24:12). O erro doutrinário floresce e é abraçado com orgulho obstinado. Não há amor pela verdade e não há discernimento. As pessoas não apoiam nada e se apaixonam por tudo. Existe uma aparência de piedade, mas negando a eficácia dela (2 Timóteo 3:5). A idolatria é praticada e encorajada. O pecado e estilos de vida imorais são tolerados. As mulheres são ordenadas como líderes religiosas.

Quarto – O ensino é fortemente influenciado por doutrinas de demônios (1 Timóteo 4:1). Jesus foi removido da igreja. A decepção está completa. Sinais mentirosos e maravilhas, incluindo aparições, são abraçados como mensagens celestiais quando de fato vêm de Satanás. A idolatria e as orações aos mortos são encorajadas. Aqueles que proclamam a verdade do Evangelho são condenados com anátema ou à morte. A graça é transformada em licença para pecar. Não há mais evidência do fruto do Espírito que é amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, e domínio próprio (Gálatas 5:22-23). A graça e o perdão de Deus são vendidos por um preço. O candelabro da igreja foi removido e um certo julgamento aterrador é inevitável.

Talvez você esteja em uma igreja ou denominação que está caindo em apostasia. Jesus Cristo usará você para lutar fervorosamente pela fé e proteger a santidade de Sua Igreja? Nestes últimos dias de crescente apostasia e decepção, todos nós precisamos dar ouvidos ao aviso de Pedro e encorajar a outros a fazerem o mesmo: Portanto, queridos amigos, desde que vocês já sabem destas coisas de antemão, tomem cuidado para não serem levados pelo erro desses homens maus, caindo assim da sua posição segura (2 Pedro 3:17).

A apostasia está ao nosso redor em vários graus. Como cristãos, precisamos ter certeza de que estamos nos apegando à verdade da palavra de Deus e resistindo à Igreja Emergente, à Nova Era, ao Ecumenismo e ao secularismo que está ao nosso redor. Precisamos permanecer firmes na palavra de Deus e nunca nos envergonharmos da verdade do Evangelho: Pois não me envergonho das boas-novas a respeito de Cristo, que são o poder de Deus em ação para salvar todos os que creem, primeiro os judeus, e também os gentios (Romanos 1:16).

Precisamos alertar as pessoas contra a apostasia e a necessidade de avançar na fé, a dar frutos como ramos ligados à videira. Hebreus 3:12-13 nos incita a ter: cuidado, irmãos, para que nenhum de vocês jamais chegue a ter um coração mau, que se recuse a crer, e que os leve, assim, a se afastar do Deus vivo. Ao contrário, encorajem uns aos outros todos os dias…, a fim de que nenhum de vocês seja enganado pelo pecado, afastando, assim, seu coração de Deus.

A apostasia é um desafio contra Deus porque é uma rebelião contra a verdade; assim defenderás a glória e a honra do nosso grande Deus e Salvador e protegerá a pureza do Seu Evangelho? Que a Palavra de Deus nos exorte e encoraje a combater o bom combate da fé (1 Timóteo 6:12), porque a Bíblia nos adverte que “nos últimos dias virão tempos de dificuldade” (2 Timóteo 3: 1) e muitos terão “a aparência de piedade, mas negando seu poder” (2 Timóteo 3:5). A melhor maneira de evitar a apostasia e rejeitar os ensinamentos dos apóstatas é ler a Palavra de Deus e estudá-la, porque a melhor maneira de identificar a falsificação é conhecer a verdade genuína da Escritura.

 

*******

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: