Publicado por: mvmportugues | fevereiro 8, 2018

NOSSO CHAMADO CELESTIAL – 1 Coríntios 15:45-49

Pois, como dizem as Escrituras: “O primeiro homem, Adão, se tornou um ser vivente”. Mas o último Adão, a saber, Cristo, se tornou como espírito que dá a vida. 46 O homem espiritual não veio primeiro, mas sim o homem material; depois o espiritual. 47 O primeiro homem é formado do pó da terra. O segundo homem, o Senhor, é do céu. 48 As pessoas que pertencem à terra são como o primeiro homem, que foi formado do pó da terra. Mas aquelas pessoas que pertencem ao céu são como o homem do céu. 49 Assim como somos semelhantes ao homem que foi formado do pó da terra, também seremos semelhantes ao homem do céu. (1 Coríntios 15:45-49) 

Aqui Paulo escreve sobre o primeiro Adão e o último Adão, Jesus; e ele cita Gênesis 2:7, “E o Senhor Deus formou o homem do pó da terra, e soprou nas narinas o sopro da vida; e o homem se tornou um ser vivente”. 

A alma e o espírito estão conectados, mas separáveis ​​(Hebreus 4:12). A alma é a essência do ser da humanidade; é quem somos, enquanto o espírito é o elemento da humanidade que nos dá a capacidade de ter uma relação íntima com Deus. Sempre que a palavra espírito é usada, ela se refere à parte imaterial da humanidade que “se conecta” com Deus, que é espírito, “Deus é espírito, os que adoram a Deus têm de adorar em espírito e em verdade” (João 4:24). 

O próprio Deus, respirou a vida no primeiro Adão, e a junção de espírito e corpo produziu outro fenômeno chamado  de “alma”, que é a personalidade. É a presença de um espírito em um corpo que cria a alma e permite que uma pessoa funcione como um ser humano com mente, emoção e vontade. Foi o que era o primeiro Adão. 

Quando Adão pecou, o Espírito Santo que habitou no espírito humano de Adão foi retirado, e o espírito humano era como se fosse inanimado e morto. O homem, portanto, era governado por sua alma, a parte mais alta de seu ser, que pode sentir, tocar, provar, raciocinar e pensar, mas não tem contato com nada celestial. Esta “morto em transgressões e pecados” (Efésios 2: 1). Todos nós nascemos assim. Todo ser humano, quando nascido, é filho do primeiro Adão por natureza. 

Então veio o último Adão; Jesus, um Espírito vivificante, e como Espírito Ele habita, pela fé, nosso espírito humano quando o recebemos e abrimos a nossa vida para obedecer e amá-Lo como nosso Senhor e Salvador. Ele regenera nosso espírito humano, e Ele agora vive em nós e começa a conferir novamente a vida à alma, a recuperar a mente, as emoções e a vontade e trazê-las de volta sob sujeição à Seu Senhorio. Então, começamos a experimentar em nossa vida, a alegria de estar mais uma vez em comunhão com Deus que nos fez e anseia ter um relacionamento conosco, como era no início antes da queda no Jardim de Edem. 

Como cristãos verdadeiramente nascidos de novo, estamos somente passando por este mundo em nossa jornada para a casa permanente que nos espera no céu (Filipenses 3: 20-21). Cristo nos preparou um “lugar” (João 14: 2), e é lá que temos “uma herança que é incorruptível, pura, e que nunca perde o seu valor. Esta herança está guardada nos céus para vocês” (1 Pedro 1:4). 

Em vista de um futuro tão glorioso, não devemos viver como “as pessoas que pertencem à terra”, mas como, “pessoas que pertencem ao céu”. Nós, de fato, fomos “participantes do chamado celestial” e devemos sempre, em tudo o que fazemos, “considerar Jesus, o Apóstolo e Sumo Sacerdote da fé que professamos” (Hebreus 3:1), pois Ele nos representa mesmo agora nos lugares celestiais. “Ele entrou no próprio céu, para agora comparecer diante de Deus por nós” (Hebreus 9:24), e nós, de fato, já fomos feitos para “assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus” (Efésios 2:6). 

Podemos não parecer muito celestiais agora, nesses pobres corpos feitos com o pó da Terra, mas “assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial” (1 Coríntios 15:49). 

No entanto, Paulo expressa vivamente os desejos dos verdadeiros cristãos, “pois a nossa cidadania está no céu, da qual também aguardamos ansiosamente um Salvador, o Senhor Jesus Cristo; que transformará o corpo do nosso estado humilde em conformidade com o corpo de Sua glória, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a Si todas as coisas” (Filipenses 3:20-21). E lembrando que “num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1 Coríntios 15:52). 

Os cristãos, de fato, são um povo celestial com um chamado celestial, mesmo que ainda na Terra. “Louvado seja o Deus e Pai do nosso Senhor Jesus Cristo. Em Cristo, Deus nos tem abençoado com todo o tipo de bênçãos espirituais dos céus” (Efésios 1:3). 

Você está a caminho do céu? Você abriu seu coração para Ele? Você já recebeu o Senhor Jesus Cristo em sua alma humana para que você tenha a esperança expressa aqui de se tornar o corpo, alma e espírito, que Deus te destina a ser? 

Se você tiver alguma dúvida sobre sua salvação ou como ser salvo, temos ótima notícia para você. Deus quer remover todas as suas dúvidas e dar-lhe uma certeza absoluta! Deus tem a intenção que todos os crentes tenham uma segurança perfeita em seu relacionamento com Ele. As seguintes Escrituras provam isso. 

  • “Eu estou escrevendo estas coisas a vocês que crêem no Filho de Deus para que saibam que têm a vida eterna” (1 João 5:13).

Aqui Encontramos Indicadores Bíblicos da Salvação: 

Os verdadeiros cristãos são atraídos por Deus e Jesus quando começam a ver a Santidade e a dignidade de Deus. 

  1. Cristãos genuínos testemunham um relacionamento real e pessoal com Cristo.
  • “Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.” (João 17:3).

A verdadeira salvação é muito mais do que fatos de crença mental “sobre” Deus. Na verdade, é conhecer Deus em um relacionamento pessoal que muda a vida. 

  1. As pessoas salvas experimentaram uma verdadeira convicção do pecado e confiam somente em Cristo para a vida eterna.
  • “Quando Ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo” (João 16:8).
  • “Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus” (Efésios 2:8).

Ninguém é salvo pelo intelecto. Nem alguém pode ser salvo apenas por estar na igreja ou em torno de pessoas cristãs. Ninguém é salvo por ser uma boa pessoa. Você deve ser pessoalmente convencido pelo pecado e atraído a Cristo pelo Espírito Santo. Deve haver um momento em que você pessoalmente orou e confiou em Cristo como seu Senhor e Salvador. As pessoas que são salvas podem facilmente testemunhar essa realidade em suas vidas. 

  1. Um cristão genuíno possui uma garantia sobrenatural de que são salvos e perdoados de seus pecados.
  • “O próprio Espírito testemunha ao nosso espírito que somos filhos de Deus” (Romanos 8:16).

Isso não significa que você nunca tenha dúvidas, mas significa que uma paz prevalecente irá ofuscar quaisquer dúvidas momentâneas. 

  1. Os filhos de Deus exibem um anseio pelo crescimento espiritual e um forte desejo de se afastar do pecado.
  • “Todo aquele que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, assim como Ele é puro” (1 João 3:3).
  • “Todo aquele que é nascido de Deus não pratica o pecado, porque a semente de Deus permanece nele; ele não pode estar no pecado, porque é nascido de Deus” (1 João 3:9).

A Bíblia descreve a salvação como uma experiência que muda a vida. Simplificando, se alguém pode viver consistentemente no pecado sem uma tristeza profunda, eles não são salvos. Ao contrário, quando pessoas salvas cometem um pecado intencional, elas se sentem totalmente miseráveis. 

  1. Os cristãos genuínos sentem a presença de Deus e ouvem Sua voz em suas vidas.
  • “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem” (João 10:27).

Porque a salvação é um relacionamento pessoal, os verdadeiros crentes experimentam regularmente a voz de Cristo em sua vida. Se Deus nunca fala, você tem motivos para se preocupar profundamente. Se você não tem desejo de orar e a Bíblia faz pouco sentido para você, é muito possível que você não conheça o Salvador. 

  1. Os verdadeiros cristãos têm amor pela igreja e pelo povo de Deus.
  • “Sabemos que já passamos da morte para a vida porque amamos nossos irmãos. Quem não ama permanece na morte” (1 João 3:14).

Talvez a maior marca de uma pessoa salva é de ter um espírito amoroso e compassivo. Se você consistentemente não tem vontade de adorar e estar com o povo de Deus, há uma razão forte para questionar sua salvação (1 João 2:19). 

  1. A maioria das pessoas salvas pode descrever um “antes e depois” em termos de salvação.
  • “Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!” (2 Coríntios 5:17).

Nascer de novo é a mais poderosa transformação da experiência humana. Simplificando, é muito duvidoso que as coisas antigas possam passar e as coisas se tornem novas e você não o saber! 

Saiba, que mesmo que não conhecemos você pessoalmente, Deus te conhece e estamos orando por você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: