Publicado por: mvmportugues | setembro 7, 2017

O QUE SIGNIFICA OBEDECER A DEUS? – Filipenses 2:8

E sendo encontrado em aparência como homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte e morte de cruz. (Filipenses 2:8) 

A obediência a Deus é uma parte essencial da fé cristã. O próprio Jesus foi obediente até à morte, a morte numa cruz. 

A Bíblia diz que mostramos nosso amor por Jesus, obedecendo a Ele em todas as coisas: “Se vocês me amam, obedecerão aos meus mandamentos” (João 14:15). E para aqueles que não obedeceram, Ele perguntou: “Por que vocês me chamam ‘Senhor, Senhor’ e não fazem o que eu digo?” (Lucas 6:46). 

A obediência é definida como “cumprimento respeitoso ou submisso aos comandos de um em autoridade”. E quando examinamos essa definição em maior detalhe, vemos os elementos da obediência bíblica. 

  • Cumprimento Respeitoso – significa que é nossa obrigação obedecer a Deus, assim como Jesus cumpriu Seu dever ao Pai, morrendo na cruz por nossos pecados.
  • Submisso – indica que cedemos nossas vontades a de Deus.
  • Comandos – fala das Escrituras em que Deus claramente delineou Suas instruções e, finalmente,
  • De um em autoridade, que é o próprio Deus, cuja autoridade é total e indiscutível.

Portanto, para o cristão, a obediência significa cumprir tudo o que Deus ordenou. É nosso dever fazê-lo; no entanto, é importante lembrar que nossa obediência a Deus não é apenas uma questão de dever; nós o obedecemos porque o amamos (João 14:23). 

Devemos ter cuidado em refletir uma aparência de obediência para mascarar um coração pecaminoso. Viver a vida cristã não é tudo sobre regras. Os fariseus no tempo de Jesus seguiram implacavelmente atos de obediência à Lei, mas se tornaram hipócritas, acreditando que mereciam o céu por causa do que tinham feito. Eles se consideravam dignos diante de Deus, que lhes devia uma recompensa; no entanto, a Bíblia nos diz que, sem Cristo, até as nossas obras mais justas são como “trapos imundos” (Isaías 64:6). 

Isaías também menciona as leis feitas pelo homem onde ele escreve: “O Senhor diz: Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A adoração que me prestam é feita só de regras ensinadas por homens” (Isaías 29:13). 

A obediência externa dos fariseus carecia de uma verdadeira submissão, e Jesus expôs sua atitude de coração. Sua hipocrisia foi em obedecer a “letra da lei”, enquanto violavam o espírito da lei, e Jesus os repreendeu bruscamente: “Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês são como sepulcros caiados: bonitos por fora, mas por dentro estão cheios de ossos e de todo tipo de imundice. 28 Assim são vocês: por fora parecem justos ao povo, mas por dentro estão cheios de hipocrisia e maldade. (Mateus 23: 27-28). Os fariseus eram obedientes em alguns aspectos, mas “negligenciaram os assuntos mais importantes da lei” (Mateus 23:23). 

Hoje, não somos chamados a obedecer a Lei de Moisés, que foi cumprida em Cristo (Mateus 5:17). Devemos obedecer a “lei de Cristo”, que é uma lei do amor (Gálatas 6:2, João 13:34). Jesus declarou os maiores mandamentos de todos: “Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. 38 Este é o primeiro e maior mandamento. 39 E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’ 40 Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas. (Mateus 22:37-40). 

Se amamos a Deus, vamos obedecer-Lo. Não seremos perfeitos em nossa obediência, mas nosso desejo é submeter-nos ao Senhor e exibir boas obras. Quando amamos a Deus e obedecemos a Ele, naturalmente temos amor um pelo outro. A obediência aos mandamentos de Deus nos farão luz e sal em um mundo escuro, insípido e malvado (Mateus 5:13-16). 

Você pode perguntar: “Por que a obediência a Deus é tão importante?” 

Porque é absurdo desobedecer a Deus e é uma loucura adorar qualquer deus senão o Deus Todo-Poderoso. 

A obediência prova nosso amor por Deus (1 João 5: 2-3), demonstra nossa fidelidade a Ele (1 João 2:3-6), glorifica-O no mundo (1 Pedro 2:12) e abre avenidas de benção para nós (João 13:17). 

A fé é necessária para agradar a Deus (Hebreus 11:6), e se a nossa fé é genuína e verdadeira, viveremos um estilo de vida caracterizado pela justiça, modelando o exemplo que Jesus criou. Nós obedecemos Seus comandos, não porque precisamos, mas porque queremos, porque o amamos. Nós somos capazes de obedecer porque, uma vez que acreditamos em Cristo e somos salvos, somos feitos novos. Nós não somos as mesmas pessoas que já fomos: “Se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!” (2 Coríntios 5:17). 

Quando obedecemos ao Senhor, podemos viver uma vida de alegria, sem vergonha, enraizada profundamente Nele e confiante em nossa esperança eterna. “Onde está o Espírito do Senhor, ali há liberdade” (2 Coríntios 3:17). Nossa obediência é realmente parte da nossa garantia de que realmente conhecemos a Deus (1 João 2:3). 

Quando os filhos de Deus obedecem ao Pai Celestial, Ele é glorificado. Jesus nos disse que o plano é que os outros “vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus” (Mateus 5:16). Mas é claro, que realizar “boas ações” requer obediência a Aquele que nos chama a boas ações. O testemunho de santidade de um cristão é um forte testemunho de que Deus está trabalhando no mundo. 

“Bem-aventurado aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos!” (Salmo 128:1). A Bíblia muitas vezes nos diz que Deus abençoa e recompensa a obediência. Tiago 1:22-25 diz: “Não se enganem; não sejam apenas ouvintes dessa mensagem, mas a ponham em prática….25 O evangelho é a lei perfeita que dá liberdade às pessoas. Se alguém examina bem essa lei e não a esquece, mas a põe em prática, Deus vai abençoar tudo o que essa pessoa fizer. 

Deus é perdoador. Se não estamos vivendo para Ele, se não estamos seguindo Seus mandamentos, se estamos vivendo para o mundo, podemos ser transformados pelo sangue de Jesus Cristo. Podemos pedir a Deus o perdão, e Ele o dará, e esquecerá o nosso pecado, como se nunca o tivéssemos cometido. Deus é glorificado quando Ele concede o perdão, porque está escrito: “Porei as minhas leis em seu coração e as escreverei em seus entendimentos… E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniquidades.” (Hebreus 10:16-17).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: