Publicado por: mvmportugues | junho 1, 2017

A ESCRITA NA PAREDE, UMA MENSAGEM PARA HOJE – Daniel 5

O declínio dos valores morais na América e no mundo inteiro significa tragédia inevitável hoje, como aconteceu no tempo de Daniel. 

Em Daniel capítulo 5 da Bíblia, está registrado que no auge de uma festa tremenda Belsazar ordenou que as taças de ouro e prata que foram tirados do Templo em Jerusalém fossem levados para o palácio, para que o rei e os seus nobres, as suas mulheres e as suas concubinas bebessem delas. 

Belsazar os usou como copos do vinho durante esta festa extravagante e em sua orgia ele louva os seus deuses. Este foi um desafio aberto ao Deus vivo de Israel, cujas exigências morais eram conhecidas em todo o mundo. 

De repente, os dedos de uma mão humana apareceram na frente de todos e começaram a escrever na parede do salão de banquetes do palácio. Era uma mensagem de julgamento para um povo que era ímpio, não tinha moral e tinha um comportamento desprezível. 

Como eles profanaram as taças de ouro dedicadas ao serviço de Deus, seu julgamento foi pronunciado sobre eles como a mão escrevendo sobre a parede, que era a mensagem de Deus para eles e dizia: “MENE, MENE, TEQUEL, PARSIM”, significando: Mene, MeneDeus contou os dias do teu reinado e determinou o seu fim. Tequelquer dizer que o senhor foi pesado na balança e pesou muito pouco. E finalmente ParsimTeu reino foi dividido e entregue aos medos e persas. 

Antes que aquela mesma noite terminasse, o rei Ciro da Pérsia atacaria Babilônia; Belsazar seria morto, e Dário o rei do país da Média, que tinha sessenta e dois anos de idade, começou a reinar no seu lugar. 

Os navios do Templo que Belsazar profamou, não eram simplesmente artefatos; eles foram santificados a Deus. 

A verdade desta história é auto-evidente para o nosso próprio tempo, porque mostrar desrespeito a Deus, que é soberano sobre as nações, é convidar o desastre. 

Um sinal seguro de um julgamento vindouro para um país é quando o que é dedicado a Deus e reservado para o uso sagrado está cheio de venalidade e vício. É prejudicial para qualquer nação quando a verdadeira religião é usada em nome de práticas idólatras. 

Belsazar, a Bíblia diz, chamou alguém para ler a escritura na parede, mas só Daniel, o profeta de Deus, poderia lê-lo. Precedendo o julgamento de uma nação, aqueles que realmente conhecem o Senhor, aqueles que entendem os Seus comandos não serão muitos ou populares, mas eles ainda estarão em demanda. Somente eles podem realmente discernir os tempos proféticos porque são servos fiéis de Deus. 

Todos nós ouvimos o velho ditado: “Aqueles que não aprendem com a história estão destinados a repeti-la”. Mas, obviamente, Belsazar não tinha aprendido essa lição. 

Seu avô, Nabucodonosor, tinha sido um homem orgulhoso e ignorou Deus. Por isso ele sofreu de insanidade por sete anos antes de finalmente confessar, “Agora, eu, o rei Nabucodonosor, agradeço ao Rei do céu e lhe dou louvor e glória. Tudo o que ele faz é certo e justo, e ele pode humilhar qualquer pessoa orgulhosa” (Daniel 4:37). 

Belsazar sabia de tudo isso, mas recusou-se a aprender dele (Daniel 5:17-22). 

A história nos diz que vinte e duas grandes civilizações subiram e caíram, e as razões de sua destruição são surpreendentemente semelhantes. 

  • Abandonaram suas convicções religiosas, rejeitando inteiramente os princípios básicos da moralidade. 
  • Eles estavam obcecados com o sexo e suas perversões. 
  • Reduziram a qualidade e o valor intrínseco do seu dinheiro, ao mesmo tempo que aumentaram o nível geral dos preços dos bens e serviços. 
  • Já não viam o trabalho honesto como uma virtude necessária. 
  • Permitiram que o respeito à lei diminuísse seriamente e a violência se tornasse um meio aceito para alcançar as necessidades individuais e de grupo. 

Vamos aprender com a história? Estas cinco razões para a destruição de civilizações poderosas anteriores estão atualmente desenfreadas na América e em todo o mundo. 

Estamos vendo a caligrafia na parede? Definitivamente! Parece que o julgamento é iminente! 

Hoje, as pessoas muitas vezes argumentam que têm as suas próprios balanças para julgar os problemas da vida, e como a história se repete a Bíblia diz que: “cada homem fazia o que bem queria” (Juízes 17:6). Mas um dia todos vão enfrentar Deus como Ele realmente é, e seremos julgado pelos padrões de Sua Palavra. 

Quando olhamos para o verso inteiro, ele diz: “Naquele tempo não havia rei em Israel, e cada um fazia o que bem queria.” Eles tinham um Rei, é claro, mas eles O recusaram. 

Isso é essencialmente o que as pessoas estão fazendo hoje. “Não há temor de Deus diante de seus olhos”, e são “amantes dos prazeres mais do que amantes de Deus” (Romanos 3:18; 2 Timóteo 3: 4). 

Quando todo homem acredita no que é confortável e faz o que lhe agrada, torna-se, de fato, seu próprio deus, e isso não passa de ser humanismo. Mas, assim como este antigo humanismo estava vazio e o povo logo desejou um rei humano, o humanismo ateísta moderno também voltará ao panteísmo e o mundo se renderá a um rei humanista para conduzi-los a um confronto mortal final com o verdadeiro Rei dos reis. 

Cristo morreu na Cruz para resgatar as pessoas de todos os tipos, língua, e nação. Assim não somente na América, mas o mundo inteiro tem uma escolha a fazer. Ou voltarmos pela fé em Jesus Cristo, ou nos uniremos ao destino de outras nações que já há muito tempo foram esquecidas. 

Por que somos tão tolos para acreditar que podemos escapar do julgamento de Deus? Por que continuamos ignorando a escrita na parede? Por que os pregadores não declarão isso dos telhados? 

Nós iremos ajoelhar-nos em arrependimento e fé ou sermos levados aos nossos joelhos em derrota. 

Você confiará em Cristo como seu Salvador hoje? Se você é um cristão, você caiu no pecado e na necessidade de acertar as coisas com seu Senhor? 

Prestemos atenção ao chamado de Jeremias 18:8 antes que seja tarde demais: “Se essa nação que eu adverti converter-se da sua perversidade, então eu me arrependerei e não trarei sobre ela a desgraça que eu tinha planejado.” 

Assim como Ezra também escreveu em 2 Crônicas 7:14: “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: