Publicado por: mvmportugues | maio 17, 2017

DESPERTA, Ó TU QUE DORMES – Efésios 5:14

As Sagradas Escritas dizem: “Desperta, ó tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e Cristo resplandecerá sobre ti.” (Efésios 5:14)

O apóstolo Paulo está constantemente exortando as igrejas a despertar. Na carta aos romanos ele escreve: “Chegou a hora de vocês despertarem do sono, porque agora a nossa salvação está mais próxima do que quando cremos” (Romanos 13:11). Ele ordena que os coríntios despertem e comecem a viver uma vida piedosa. Ele diz aos tessalonicenses: “Portanto, não durmamos como os demais, mas estejamos atentos e sejamos sóbrios” (1 Tessalonicenses 5:6); e ele escreve sobre o mesmo tema para a igreja em Éfeso. 

Aqui Paulo oferece um convite, um apelo para que aqueles que não são filhos da luz venham à luz e sejam salvos. As palavras são adaptadas de Isaías 60:1, que diz: “Levante-se, refulja! Porque chegou a sua luz, e a glória do Senhor raia sobre você.” Paulo mostra o significado profético desses textos ao declarar que “a glória do Senhor (que) ressuscitou” é o Senhor Jesus Cristo, o Messias que Isaías e cada judeu piedoso tanto desejava.  

Desperta, ó tu que dormes descreve o pecador que está dormindo na escuridão do pecado e inconsciente de sua condição perdida e destino trágico. Levante-te dos mortos é uma convocação para o arrependimento, um apelo para se afastar dos caminhos do pecado que te levam a morte.  

À medida que analisamos mais este versículo, chegamos também à conclusão de que “desperta, ó tu que dormes” significa levantar de um estado de sono e falsa segurança. “O sono e a morte” são representações impressionantes do estado em que as pessoas se encontram. No “sono” estamos, embora vivos, insensíveis a qualquer perigo que possa estar próximo; estamos inconscientes do que pode acontecer ao nosso redor. Assim é com o pecador, apesar de sua mente estar dormindo e ele não ouve nem conhece Deus, e não tem senso de perigo, espiritualmente ele está morto. 

Deus através de Sua Palavra está dizendo à igreja: ‘Acorde! Você está dormindo! A morte está ao seu redor. A escuridão te envolveu. Acorde e deixe o Espírito Santo expor as coisas que estão erradas em sua vida. Então Jesus poderá brilhar através de você e dissipar a escuridão porque é Sua luz que remove a escuridão que representa o pecado em sua vida. 

Enquanto nós, como cristãos, devemos estar sempre dispostos a trazer a mensagem salvífica da graça de Deus ao pecador, não devemos ser “participantes com eles” (v.7) nos seus pecados e, de fato, “não ter comunhão com as obras infrutíferas das trevas” (V.11). Em vez disso, devemos “repreendê-los” (v.11), apontando as conseqüências de suas ações e concentrando sua atenção em Cristo que “nos amou e se entregou por nós como oferta e sacrifício de aroma agradável a Deus” (v.2) em pagamento por nossa penalidade. Tudo o que deve ser feito é aceitar este perdão. Ao fazê-lo, nós que somos a “luz no Senhor” (v.8) derramaremos luz em suas trevas, “pois a luz torna visíveis todas as coisas” (v.13). 

Como filhos da luz (v. 8), nossas vidas devem exibir o “fruto da luz que consiste em toda bondade, justiça e verdade” (v.9). Devemos discernir “o que é aceitável ao Senhor” (v.10), “andando com circunspecção, não como tolos, mas como sábios” (v.15), “aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus “ (v.16). 

Precisamos realizar que estamos nos movendo ou em direção a piedade, ou estamos nos afastando dela. Cada momento é uma nova oportunidade para continuar avançando na direção certa, sempre com nossos olhos enfocados em Jesus. Nele está a luz, e para conhecê-Lo, devemos buscá-Lo através da Sua palavra. Não deve haver estagnação em nossa caminhada em direção ao nosso lar eterno. 

Aquele que dorme em nosso texto, seja ele um incrédulo ou um que professa ser cristão, está “adormecido”, cercado pela escuridão; portanto, Jesus os advertiu: “a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. 20 Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz e não vem para a luz para que as suas obras não sejam reprovadas. 21 Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus” (João 3:19-21). 

Assim que, quando somos salvo, somos espiritualmente despertos para uma nova vida com Cristo e Jesus disse: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus” (Mateus 5:16).

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: