Publicado por: mvmportugues | novembro 17, 2016

SEJA HUMILDE, GENTIL E PACIENTE – MANTENHA A UNIDADE DO ESPÍRITO – Efésios 4: 2-3

efesios-4-vs-2-3

Sejam sempre humildes, gentis, pacientes, e tolerem uns aos outros com amor. Faça todos os esforços para manter a unidade do Espírito através do vínculo da paz. (Efésios 4:2-3) 

Como viver uma vida digna da vocação cristã? Este versículo nos diz como – por ser completamente humilde, gentil, paciente e tolerando uns aos outros com amor. Estas são palavras poderosas; imagine quantos daqueles que nos rodeiam iriam querer mudar para se tornarem mais semelhantes a Cristo se escolhêssemos reagir de uma maneira completamente humilde e gentil? 

Seja humilde.” A humildade bíblica é fundamentada no caráter de Deus, por isso o cristão deve imitar o exemplo de mansidão e da humildade de Cristo: “Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas.” (Mateus 11:29) 

E gentil.” Uma pessoa gentil tem uma disposição sensível e um comportamento gentil induzido pelo amor. Ser gentil concentra-se na maneira como respondemos às pessoas com as quais diferimos ou que estão tendo um mau dia. 

Seja paciente.” A paciência é uma virtude e é falada por toda a Bíblia no Antigo e no Novo Testamento. De acordo com 1 Samuel “a falta de paciência pode fazer com que você perca bênçãos.” Quando somos pacientes, não vamos explodir tão facilmente ou reagir contra os outros. Em vez disso, nos permite exalar um espírito amável em uma situação difícil. 

Tolerem uns aos outros com amor.” Precisamos mostrar tolerância a todos através do poder do amor de Cristo. Devemos perdoar como Ele nos perdoou. É basicamente uma graça cristã em semelhança a Deus. Isso significa que podemos ser felizes e contentes quando não estamos no controle ou dirigindo as coisas à nossa maneira. Precisamos disto para que os erros inevitáveis que ocorrem entre as pessoas da família de Deus não trabalhem contra o objetivo de Deus de reconciliar todas as coisas em Cristo. 

Precisamos de um compromisso de amar a Jesus Cristo acima de todas as coisas e de sacrificar todas as nossas mini-agendas por Sua causa: “Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim” (Gálatas 2:20). Qualquer outra coisa deve tomar o segundo lugar para a prioridade de viver uma vida que reflecte o amor de Cristo e modela Sua humildade e gentileza para com todos aqueles que puseram sua confiança Nele. 

Faça todos os esforços para manter a unidade do Espírito através do vínculo da paz.” O apóstolo Paulo foi um defensor constante da unidade dos cristãos, ele sabia que levaria esforço e trabalho para caminhar em unidade. 

Paulo faz um apelo semelhante em sua primeira carta aos Coríntios. No verso 10 do capítulo 1, ele escreve: “Irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo suplico a todos vocês que concordem uns com os outros no que falam, para que não haja divisões entre vocês, para que não haja divisão entre vocês e para que sejais perfeitamente unidos em mente e pensamento.” Palavras semelhantes podem ser encontradas em Filipenses 2:2 e Colossenses 2:2-3. Paulo estava constantemente instando os cristãos a buscar a unidade! 

É essencial entender que as pessoas não criam a unidade – Deus o faz. Assim que; quando o povo de Deus é guiado e está cheio do Espírito Santo, a paz, a humildade, o amor e a unidade cristã se tornam realidade. Em Efésios 4:3, Paulo não nos chama para “criar a unidade”, ou “fazer a unidade”. Em vez disso, ele diz: “Faça todos os esforços para manter a unidade do Espírito através do vínculo da paz”. A verdadeira unidade dos cristãos se origina na unidade da Santíssima Trindade. Esta unidade é dada ao crente pelo Pai através do Espírito, por causa do que Cristo fez por nós na cruz. Como Efésios 2:22 promete: “Assim vocês também, unidos com Cristo, estão sendo construídos, junto com os outros, para se tornarem uma casa onde Deus vive por meio do seu Espírito.” 

Devemos notar que a unidade cristã é radicalmente diferente de tudo o que o mundo tem para oferecer. Os não-cristãos podem se reunir com paixão e eficácia em torno de diferentes causas, incluindo agendas políticas, questões morais como a pobreza ou o racismo, ou muitas outras razões. Em contraste, a unidade cristã não é formada em torno de uma causa; ela está centrada numa Pessoa – o Senhor Jesus Cristo. Ao contemplarmos a imensidade do amor e do sacrifício de Jesus por nós, assim como a glória de Sua divindade, devemos ser inspirados a perseguir uma unidade que ultrapasse o que o mundo poderia possivelmente planejar. “Portanto, se há algum encorajamento em Cristo, se há alguma consolação no seu amor, se há alguma comunhão com o Espírito, se há alguma misericórdia e bondade, então me façam completamente feliz. Eu peço que vocês tenham o mesmo modo de pensar, que tenham o mesmo amor uns pelos outros, e tenham um mesmo espírito e um único propósito.” (Filipenses 2:1-2) Os cristãos nunca devem aceitar as práticas malignas do sistema anticristo deste mundo com a finalidade de uma falsa “unidade.” 

Deus ordenou a seus verdadeiros filhos para expor a maldade aonde quer que seja – mesmo em nossas igrejas. “Não participem das obras infrutíferas das trevas; antes, exponham-nas à luz.” (Efésios 5:11) 

A unidade requer um compromisso para desenvolver o caráter semelhante a Cristo, especialmente a humildade e a submissão. O orgulho é o grande inimigo da unidade. É por isso que tantas passagens nas Escrituras apelam para a unidade no corpo dos crentes e também nos exortam a cultivar a humildade e a submissão mútua. Pouco antes de Paulo nos chamar à unidade em Efésios 4:3, ele nos exorta a ser “sempre humildes, gentis, pacientes, e tolerem uns aos outros com amor “ (v. 2). Ele nos adverte em Romanos 12:3 – “Não pense de si mesmo mais do que deve pensar. Ao contrário, pense de maneira modesta, de acordo com a medida de fé que Deus repartiu a cada um”. E em Filipenses 2:3-4, Paulo nos exorta a “Não façam nada por interesse pessoal ou vaidade. Pelo contrário, ajam com humildade e cada um considere os outros superiores a si mesmo. Nenhum de vocês deve buscar apenas o seu próprio bem, mas também o que é para o bem dos outros.” 

Manter a unidade é um compromisso de lutar com seriedade e em oração para buscar paz, resolver conflitos e preservar relações, apesar das diferenças pessoais. Tendo plantado numerosas igrejas cristãs, o apóstolo Paulo sabia que o conflito freqüentemente ameaçava a unidade e o testemunho das congregações locais. Assim que, a maioria de suas cartas contém uma exortação como a encontrada em Efésios 4:2-3: “ Sejam sempre humildes, gentis, pacientes, e tolerem uns aos outros com amor. Faça todos os esforços para manter a unidade do Espírito através do vínculo da paz.” Devemos sempre ser pacientes com os verdadeiros cristãos que ainda estão tentando desenvolver sua fé e compreensão do plano de Deus para a alegria, a paz e a vitória na vida cristã. 

Paulo e outros escritores do Novo Testamento sabiam que Satanás está sempre procurando semear sementes de conflito, ofensa e divisão no corpo dos crentes, esperando destruir nosso testemunho de Cristo. Como Paulo ensina, a melhor maneira de impedir que essas sementes de conflito cresçam é ser humilde e gentil para com aqueles que nos irritam, para pacientemente negligenciar ofensas menores, para suportar aqueles que nos decepcionam e para corrigir com amor aqueles cujos pecados são demais sério para ignorar. Há algumas pessoas que dizem que são “brutalmente honestas”. Satanás também as usa, portanto, quando confrontado com esses tipos de pessoas, devemos perguntar-lhes qual o aspecto que mais gostam de administrar – a honestidade ou a brutalidade? Tenham cuidado! Se o seu irmão pecar contra você, repreenda-o; e se ele se arrepender, perdoe-lhe. (Lucas 17:3) 

Uma das mais belas descrições da unidade cristã é encontrada em Atos 2:42-47: “Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos, à comunhão, ao partir do pão e às orações. 43 Os apóstolos fizeram muitos sinais e maravilhas, e um sentimento de muito respeito tomou conta de todos. 44 Todos os que creram ficavam juntos e repartiam tudo o que tinham. 45 Eles venderam suas propriedades e os seus bens e distribuíram entre todos, conforme a necessidade de cada um. 46 Eles se reuniam no templo todos os dias, e dividiam o pão de casa em casa, repartindo a comida com alegria e com sinceridade no coração. 47 Eles louvavam a Deus e eram estimados por todas as pessoas. E todos os dias o Senhor aumentava aquele grupo com pessoas que iam sendo salvas.” 

Como mostra esta passagem, a verdadeira unidade cristã pode fornecer um poderoso e atraente testemunho ao mundo. Ela revela o poder redentor e reconciliador do Salvador. Isso mostra que os relacionamentos podem resistir às decepções e dores da vida diária. A unidade também capacita o corpo dos crentes a resistir às pressões do mundo, cuidar dos necessitados e levando o evangelho ao mundo inteiro (Mateus 28:19-20).


Responses

  1. Gostaria que vcs sempre mandassem esses estudos pois ajuda muito e é maravilhoso aprender a cada dia mais da palavra de Deus

    • Obrigada Elisangela, que bom que a mensagem de Deus te edificou, nosso Senhor é sempre tão fiel. Bênçãos para você.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: