Publicado por: mvmportugues | setembro 14, 2016

O TEMOR DO SENHOR É O PRINCÍPIO DA SABEDORIA – Salmos 111:10

psalms-111-vs-10-p

O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; todos os que cumprem os seus preceitos revelam bom senso. Ele será louvado para sempre! (Salmos 111:10)

O salmista está nos dizendo que a verdadeira sabedoria começa com o temor, que significa reverência a Deus; respeito por Sua lei e mandamentos e o temor de ofender nosso Criador. 

Aquele que teme (respeita) o Senhor se desvia do mal; porque, aquele que vive em pecado não teme a Deus e nem é sábio. (Adam Clark) 

O temor do Senhor é o princípio do conhecimento é uma questão tão importante que Salomão o menciona duas vezes, uma vez em Provérbios 1:7 e, em seguida, novamente em Provérbios 9:10, acrescentando que os insensatos desprezam a sabedoria e a disciplina. Assim, o temor do Senhor é o princípio de um entendimento de que estamos na presença de um Deus santo, justo e todo-poderoso e que Ele nos responsabiliza por nossos motivos, pensamentos, palavras e ações. Temer a Deus é o desejo de viver em harmonia com Seus padrões justos e honrá-Lo em tudo o que pensamos, dizemos e fazemos. 

O temor do Senhor é o princípio da sabedoria significa que até que entendermos quem é Deus e desenvolvemos um temor reverencial a Ele, não podemos ter a verdadeira sabedoria. A verdadeira sabedoria vem somente da compreensão de quem é Deus e que Ele é santo e justo. A essência da Lei em Deuteronômio 10:12-13 diz: “E agora, ó Israel, que é que o Senhor, o seu Deus, lhe pede, senão que tema o Senhor, o seu Deus, que ande em todos os seus caminhos, que o ame e que sirva ao Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração e de toda a sua alma, 13 e que obedeça aos mandamentos e aos decretos do Senhor, que hoje lhe dou para o seu próprio bem. O temor de Deus é a base para nos caminharmos em Seus caminhos, servindo e amando-O. 

Ter um temor bíblico de Deus, para o crente, inclui a compreensão de quanto Deus odeia o pecado, e temendo Seu julgamento do pecado. 

Hebreus 12:5-6 afirma: “Meu filho, não despreze a disciplina do Senhor, nem se magoe com a sua repreensão, pois o Senhor disciplina a quem ama, e castiga todo aquele a quem aceita como filho.” Isto descreve a disciplina de Deus do crente. Enquanto isto é feito em amor, devemos temer a Sua disciplina, e procurar viver nossas vidas de uma forma que Lhe agrada. Lembre-se, Deus quer que sejamos santos como Ele é (1 Pedro 1:16). 

Como crentes, temos a promessa de que nada pode nos separar do Seu amor (Romanos 8:38-39). Temos a promessa de que Ele nunca nos deixará ou nos abandonará (Hebreus 13:5). Temer a Deus significa ter tal reverência para Ele que isto tem um grande impacto sobre a maneira de como vivemos nossas vidas. O temor de Deus é ter respeito por Ele, obedecendo-O, submetendo-se a Sua disciplina, e adorando-O em reverência. 

A boa notícia é que o temor de Deus é apenas o começo do conhecimento. Na verdade, a grande notícia é que o amor de Deus refletido através de Jesus Cristo nas Escrituras do Novo Testamento tem o poder de expulsar esse temor e nos libertar! 

Pois: “No amor não há medo; ao contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor.” (1 João 4:18) 

Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores. (Romanos 5:8) 

Como podemos compreender a Boa Nova de Jesus Cristo, se não entendermos primeiro o temor do Deus? Sem total reverência e respeito por um perfeitamente santo, reto e justo Criador, podemos realmente apreciar o que Jesus Cristo, o Filho de Deus, fez por nós na cruz do Calvário? 

Em última análise, se resume a perspectiva e posição. Quem é Deus e qual é a minha perspectiva sobre Sua natureza, poder e justiça? Quem sou eu e qual é a minha posição humana em relação ao Deus Todo-Poderoso? 

Uma vez que compreendemos e aceitamos a Palavra de Deus, podemos viver nossas vidas em uma apreciação especial de verdades co-existentes “O temor de Deus” e “O amor de Deus.” 

Os que temem o Senhor digam: “O seu amor dura para sempre!” (Salmo 118:4) 

O Senhor se agrada dos que o temem, dos que colocam sua esperança no seu amor leal. (Salmo 147:11) 

Em Seu grande amor por nós Deus nos criou para ter um relacionamento pai-filho com Ele. Nós somente nos tornamos normais quando permitimos que Ele nos adote como Seus filhos através do sacrifício que Jesus proveu na cruz para a nossa salvação. 

Se nós respeitamos e tememos a Deus não temos mais nada a temer, mas se recusamos a respeitar e temer a Deus vamos temer tudo, por toda nossa vida. 

Jesus disse; Eu vim para lhes dar vida abundante; e Ele deseja nos dar a vida ao máximo. Deus nos ama muito. É por isso que Jesus veio a esta terra. Ele quer uma relação com a gente. É por isso que Ele quer que cada pessoa cresça em sabedoria, procurando e buscando Sua Santa Palavra com todo o coração.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: