Publicado por: mvmportugues | maio 25, 2015

COMO RESOLVER CONFLITOS DE UMA MANEIRA PIEDOSA – Tiago 4:7-10

Tiago 4 vs 7-8

“Portanto, submetam-se a Deus. Resistam ao Diabo, e ele fugirá de vocês. Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês! Pecadores, limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração. Entristeçam-se, lamentem-se e chorem. Troquem o riso por lamento e a alegria por tristeza. 10 Humilhem-se diante do Senhor, e ele os exaltará.” (Tiago 4: 7-10) 

O mundo tem muitas maneiras de resolver o conflito, mas, invariavelmente, eles deixam Deus de fora. Deus nos diz que Seus caminhos não são os nossos caminhos (Isaías 55:8-9). Seus caminhos são muito mais elevados do que os nossos caminhos. Se queremos a paz verdadeira e duradoura em nossas relações, então precisamos resolver conflitos da maneira de Deus. 

Seu caminho para a resolução de conflitos é principalmente nossa relação com Ele. Quando nossos caminhos O agradam, então temos uma base para a resolução de conflitos com os outros (Provérbios 16:7). 

Em Tiago 4:1, ele pergunta: “De onde vêm as guerras e contendas que há entre vocês?” E ele mostra que a fonte é o egoísmo. Então, para resolver conflitos devemos nos arrepender do nosso egoísmo pecaminoso e nos humilhar diante de Deus. Portanto, precisamos: 

  • Julgar nossos motivos egoístas (4:1-3).
  • Afastar-nos de todo adultério espiritual e humildemente implorar a graça de Deus (4:4-6).
  • Submeter-nos a Deus, resistir ao diabo e se arrepender de todo o pecado (4:7-10).
  • Parar de julgar os outros e se submeter à palavra de Deus (4:11-12).

Tiago concentra-se especialmente em submeter-se a Deus, resisti ao diabo e se arrepender de todo o pecado. Provérbios 3:34 nos diz, “Deus zomba dos zombadores, mas concede graça aos humildes”. Não devemos abandonar a sabedoria de Deus, porque Ele vai nos proteger (Provérbios 4:6) e Tiago continua dizendo: “Humilhem-se diante do Senhor, e ele os exaltará.” (Tiago 4:10)

O contexto geral de Tiago 4:7-10 é sobre a resolução de conflitos e podemos aprender com ele sobre como resolver conflitos da maneira de Deus, que lida com o nosso coração diante Dele. Nosso conflito com Deus é frequentemente por causa de conflitos com outros. Portanto, a primeira e mais importante ação que precisamos tomar em qualquer conflito é que temos de acertar-nos com Deus. 

Tiago nos diz que devemos nos submeter a Deus incondicionalmente (Tiago 4:7); para nos aproximarmos de Deus (Tiago 4:8); e, para nos humilhar diante de Deus (Tiago 4:10). 

Precisamos submeter-nos humildemente e incondicionalmente a Santa Palavra de Deus e aceitar Sua disciplina sobre nós. A disciplina de Deus pode ser muito intensa sobre as pessoas; e é sempre baseada em quão rebelde e orgulhosos nós permanecemos; mesmo quando confrontados por professores ungidos de Deus. 

Há muitas coisas em nossas vidas que acontecem para nós que não são muito agradáveis ou ao nosso gosto. Pode ser a morte súbita de um ente querido. Pode ser um tratamento injusto no trabalho ou na escola, ou talvez tivemos pais abusivos. No contexto de Tiago 4, também pode ser uma pessoa difícil em nossa vida que está sempre tentando atiçar o conflito. A lista é interminável. 

O orgulho é o cerne de toda a desobediência a Deus e de quase todos os conflitos relacionais. Se “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes” (Tiago 4:6), então nós queremos ter certeza de que não estamos fazendo de nós mesmos adversário de Deus! – O orgulho sempre divide. 

O tema de Deus, humilhar os orgulhosos, mas exaltar os humildes, se encontra por toda a escritura (1 Samuel 2:4-8; Jó 42:6, 42:10-17; Salmos 34:18; Provérbios 3:34; Isaías 57:15; 66:2; Mateus 23:12; Lucas 18:14; 1 Pedro 5:6). No contexto de lidar com conflitos relacionais, o apóstolo Paul nos diz para imitar o Senhor Jesus, o supremo exemplo de um que se humilhou e foi exaltado por Deus (Filipenses 2:8-9). 

A chave para desenvolver a humildade bíblica está na frase, “diante do Senhor” (Tiago 4:10). Apenas aqueles com corações endurecidos poderiam orgulhar-se na presença do Senhor! Portanto, o primeiro passo na resolução de conflitos relacionais é submeter-se a Deus, o que inclui aproximar-se Dele e humilhar-nos diante Dele. Não existe tal coisa como a “santidade orgulhosa. 

O próximo passo para resolver conflitos é resistir ao diabo (Tiago 4:7). Embora muitas vezes Satanás não precisa envolver-se, suas forças demoníacas muitas vezes ajudam na agitação de nossos conflitos e nossa carne parece incitá-los sem nenhuma ajuda extra! Enquanto seria presunçoso ver um demônio por trás de cada briga, também não devemos ser ingênuo em pensar que os demônios não estão envolvidos. Muitas disputas são fomentadas por possessão demoníaca, e elas são fundada no orgulho. Pessoas orgulhosas, influenciadas por demônios sempre insistem em que eles estão certos, e todos os demônios do inferno estão ansiosos para reforçar o seu pensamento orgulhoso. 

O diabo, Satanás, que significa “adversário” é um anjo caído que se opõe a Deus e Seu povo, e sempre está prontos para acusar-los ou caluniá-los (Zechariah 3:1-2; Apocalipse 12:10). Enquanto nós não somos páreo para Satanás em nossas próprias forças podemos pedir ajuda ao Senhor como o poderoso Arcanjo Michael o fez: “O Senhor te repreenda!”  Pois, “Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade.” (Salmo 46:1) 

Para resolver conflitos precisamos nos arrepender de todos os pecados. “Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês! Pecadores, limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração. Entristeçam-se, lamentem-se e chorem. Troquem o riso por lamento e a alegria por tristeza.” (Tiago 4:8-9). Tiago está falando sobre um arrependimento profundo e sincero. 

Aqueles que Tiago confrontou, haviam se tornado amigos com o mundo e muitos eram filhos do diabo. E o mundo encontra prazer e alegria em coisas além de Deus, ignorando, desrespeitando e desobedecendo a Deus. 

As palavras de Tiago mostram que há um elemento emocional ao arrependimento genuíno. Não é somente um desculpa esfarrapada, “Peço desculpa que eu te ofendi.” Ou, “Eu sinto muito que você está chateado” – implicando, “é culpa sua!” Quando estamos verdadeiramente arrependidos, aceitamos toda a responsabilidade por nosso pecado e os danos que nós fizemos. Não justificamos isso como uma omissão. Nós lamentamos sobre a forma de como temos ofendido a Deus, desonrado Seu nome, e ferindo nosso irmão ou irmã em Cristo. 

Para realmente experimentar a alegria dos pecados perdoados, primeiro temos que sentir a dor dos pecados. “Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados.”  (Mateus 5:4) 

Nós não podemos sentar e esperar passivamente para a resolução de um conflito acontecer espontaneamente. Tiago dá dez comandos ativos: Submeta-se a Deus! Resista ao diabo! Aproximem-se de Deus! Limpem as mãos! Purifique seu coração! Entristeçam-se! Lamentem! Chorem! Troquem o riso por lamento e a alegria por tristeza. Humilhem-se! 

O caminho de Deus para resolver conflitos é submeter-se  a Ele, resistir ao diabo, arrepender-se de todo o pecado e fazer a restituição sincera à todas as nossas vítimas e a todos os quais temos ferido.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: