Publicado por: mvmportugues | outubro 27, 2014

CRISTÃOS DEVEM ANDAR NA LUZ – 1 João 1:5-10

1 João 1 vs 5-10

1 João 1:5A mensagem que Cristo nos deu e que anunciamos a vocês é esta: Deus é luz, e não há nele nenhuma escuridão. 

A luz representa o que é bom, puro, verdadeiro, sagrado e de confiança. A escuridão representa o que é pecado e mal. Deus é luz significa que Deus é perfeitamente santo e verdadeiro, e que só Ele pode nos guiar para fora da escuridão do pecado. Luz se relaciona com a verdade em que expõe luz em tudo o que existe, se é bom ou ruim. No escuro, o bem e o mal parecem da mesma forma; na luz podem ser claramente distinguidos.  

Assim como a escuridão não pode existir na presença de luz, o pecado não pode existir na presença do nosso Deus Santo. Se quisermos ter um relacionamento com Deus, devemos deixar de lado nossos caminhos pecaminosos e caminhar na luz. Se afirmamos que pertencemos a Ele, mas, em seguida, vivemos para nós mesmos, isto é hipocrisia. Cristo vai expor e julgar tal engano.  

Jesus disse: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida”. (João 8:12)  

1 João 1:6Portanto, se dizemos que estamos unidos com Deus e ao mesmo tempo vivemos na escuridão, então estamos mentindo com palavras e ações. 

Aqui João está dizendo que ninguém pode pretender ser um cristão e viver uma vida má e imoral. Não podemos amar a Deus e viver desejando o pecado, ao mesmo tempo. 

Muitos declaram ter comunhão com o Senhor, que O amam, que estão servindo a Ele, mas continuam vivendo em pecado! João diz que eles estão mentindo. Eles estão enganando a si mesmos, continuando a viver a vida antiga e andando segundo aos desejos da carne, enquanto professam ter uma nova vida em Cristo.  

1 João 1:7Porém, se vivemos na luz, como Deus está na luz, então estamos unidos uns com os outros, e o sangue de Jesus, o seu Filho, nos limpa de todo pecado.  

Nova vida em Cristo nos tira das trevas e nos conduz a comunhão de luz e verdade uns com os outros em Cristo Jesus. Portanto, a comunhão com Deus é possível por causa do valor eterno do sangue de Cristo. 

Um verdadeiro cristão anda habitualmente na luz que equivale a verdade e santidade, e não na escuridão, que é a mentira e o pecado. Sua caminhada também resulta em purificação do pecado porque o Senhor perdoa continuamente Seus filhos. Já que aqueles que andam na luz compartem no caráter de Deus, eles vão ser habitualmente caracterizados por Sua santidade (3 João 11), indicando a sua verdadeira comunhão com Ele (Tiago 1:27). Um cristão genuíno não andará em trevas, mas somente na luz. Jesus é a luz. Se andarmos no reflexo de Sua luz, vamos cumprir a Escritura que diz que somos a luz do mundo. (Mateus 5:14)  

1 João 1:8Se dizemos que não temos pecados, estamos nos enganando, e não há verdade em nós. 

Aqui vemos João dirigindo-se à falsidade da crença de que não temos pecado nenhum. A negação da existência do pecado em nossas vidas é auto-engano e embota nossa capacidade de arrepender-nos do pecado.  

O pecado rompe a comunhão com Deus. A rebelião contra a verdade de Deus sempre nos conduz ao auto-engano e erro. Nós não enganamos ninguém, mas a nós mesmos. Precisamos ser honestos sobre o pecado que está em nossas vidas, para que possamos lidar com ele de forma eficaz. “A pessoa que pensa que é importante, quando, de fato, não é, está enganando a si mesma.” (Gálatas 6:3)  

1 João 1:9Mas, se confessarmos os nossos pecados a Deus, ele cumprirá a sua promessa e fará o que é correto: ele perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda maldade. 

Quando andamos na luz, permanecendo em Jesus, o sangue de Jesus nos purifica de toda injustiça. Quando confessamos os nossos pecados diante de Deus, Ele abre a porta para que a Sua luz purificadora purifique nossos corações e restaura nossa comunhão com Ele.  

1 João 1:10Se dizemos que não temos cometido pecados, fazemos de Deus um mentiroso, e a sua palavra não está em nós. 

Para negar a nossa pecaminosidade não é apenas uma questão de enganar a nós mesmos, é fazer de Deus um mentiroso, negando Sua Palavra. Tanto o Antigo como o Novo Testamento enfatizam a universalidade do pecado do homem.  

“Não há quem faça o bem, não há nem sequer um.” (Salmo 14:3)  

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos 3:23)  

Quando temos a verdadeira comunhão com o Senhor, vamos caminhar na luz. Quando nos tornamos cristãos, não devemos viver no pecado, porque realizamos que: “Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.” (Gálatas 2:20)


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: