Publicado por: mvmportugues | setembro 2, 2014

A IMPORTÂNCIA DE ENSINAR SEUS FILHOS SOBRE AMAR A DEUS – Deuteronômio 6:1-7

Deuteronomio 6 vs 1-7 (P)

“Estes, pois, são os mandamentos, os estatutos e os preceitos que o Senhor teu Deus mandou ensinar-te, para que vocês os cumpram na terra para a qual estão indo para dela tomar posse. Desse modo vocês, seus filhos e seus netos temerão o Senhor, o seu Deus, e obedecerão a todos os seus decretos e mandamentos, que eu lhes ordeno, todos os dias da sua vida, para que tenham vida longa. Ouça e obedeça, ó Israel! Assim tudo lhe irá bem e você será muito numeroso numa terra onde manam leite e mel, como lhe prometeu o Senhor, o Deus dos seus antepassados. “Ouça, ó Israel: O Senhor, o nosso Deus, é o único Senhor. Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças. Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar.”  (Deuteronômio 6:1-7)

Esses versículos em Deuteronômio são um chamado à obediência para a glória de Deus. Eles são a prova do nosso amor por Deus através da perpetuação da fé no Senhor de geração em geração.  

O Senhor ordenou a Moisés para ensinar as pessoas a temer (respeitar) o Senhor seu Deus pelos decretos e mandamentos que Ele estava dando a eles, para que eles pudessem desfrutar de uma vida longa. Eles deveriam ter cuidado e obedecer para que tudo corresse bem com eles. 

Estes princípios do Antigo Testamento, avisos e exortações são dadas a nós hoje como exemplos, e para nosso ensino, “pois tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança.” (Romanos 15:4)  

Nos versículos 3 e 4, vemos que o fundamento da obediência começa com a escuta e mesmo que estes versos são dirigidas à nação de Israel, eles são particularmente destinados a pais – especialmente para pais e avós por causa do seu papel de liderança de acordo com a Escrituras e por causa da responsabilidade dos pais na perpetuação da fé em seus filhos.  

A coisa mais importante que os pais podem fazer para si e sua família é fazer-los ouvir a Palavra de Deus a maior prioridade de sua vida e das vidas de seus filhos. As crianças devem aprender a importância de ouvir e conhecer a Palavra de Deus, pois é fundamental para o seu crescimento espiritual e seu caminhar com Deus, como é para nós.  

O objetivo de ouvir a Palavra é conhecer o Senhor intimamente e pessoalmente, para compreender as verdades da Escritura, de modo que elas se tornam os meios e guia para um relacionamento pessoal com o Senhor. Nós precisamos “entender que o homem não vive só de pão, mas de tudo o que sai da boca do Senhor,” (Deuteronômio 8:3). Precisamos viver pela Palavra de Deus para que possamos conhecer pessoalmente a Deus e colocar nossa confiança Nele. 

Temos que aprender a nos avaliar, não pelo nosso conhecimento sobre Deus, ou por quantos versos podemos recitar de memória, e não por nossos dons e talentos ou ministério, mas pela forma como oramos, pela forma como nos comunicamos com o Senhor em Sua Palavra, pelo que passa em nossos corações, e pelo nosso nível de obediência ao que conhecemos.  

“Ouça”, no versículo 4 inclui a idéia de “ouvir e obedecer.” O ponto é que nós realmente não ouvimos a menos que estejamos seguindo com obediência e agindo sobre os preceitos das Escrituras. Devemos agir de acordo com as Escrituras com o coração, a partir de uma compreensão íntima e relacionamento com Deus ou não temos verdadeiramente ouvido. 

O conhecimento sem obediência é apenas um conhecimento parcial, porque é conhecimento sem compreensão. Constitui informação sem entendimento e sem discernimento espiritual.

Para conhecer verdadeiramente o Senhor é o desejo de obedecer e mudar, caso contrário, temos apenas um encontro com nós mesmos religiosamente e emocionalmente.  

Os pais que se recusam a obedecer a Deus estão ensinando seus filhos a desobediência. As palavras mais claras e mais fortes que os nossos filhos ouvem são as do nosso próprio exemplo. Se somos críticos, eles aprendem a ser críticos. As crianças cujos pais encontram todos os tipos de desculpas para não ir à igreja ou estudos bíblicos vão achar mais fácil fazer o mesmo. As crianças, de pais que não estão envolvidos e preocupados com os outros, provavelmente serão também indiferente às necessidades ao seu redor.  

À medida que continuamos em o versículo 5 e 6, lemos que devemos amar a Deus. “Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças. Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração.” Devemos amar o Senhor totalmente, “com todo o coração”, e entregar-nos a Ele incondicionalmente.  

O segredo para amar o Senhor é conhecê-Lo. E o segredo para conhecê-Lo é o estudo da Bíblia e a oração. Se não amamos o Senhor e O fazemos a prioridade suprema de nossas vidas, as chances são muito elevadas que tampouco vão os nossos filhos. E só o nosso amor pelo Senhor fará com que a educação de nossos filhos seja uma prioridade em nossas vidas.  Caso contrário, teremos a tendência de negligenciar-los para os nossos próprios prazeres, ou negócios, ou outras atividades pessoais.  

Precisamos ensinar e modelar a Palavra como lemos nos versículos 7: “Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar.” Isto é tão importante que Moisés também menciona a mesma coisa em Deuteronômio 4:9.  

Persistentemente ou diligentemente significa obedecer a ordem de Deus, ensinando as escrituras consistentemente. Deve ser claro e preciso, e não em generalidades vagas, e deve ser ensinado a todo o tempo. O segredo para a aprendizagem é a repetição e é para ser feito quando sentamos, andamos, deitamos e levantamos. Em outras palavras, estamos à procura de oportunidades de ensinar pela Palavra e pelo exemplo, através de actividades da vida diária.  

O que nossos filhos aprendem na escola dominical e igreja é importante, mas não podemos contar somente com isso. Esta passagem está falando com os pais, não a igreja. A formação é antes de tudo a responsabilidade dos pais como a Bíblia ensina: “E você, pais. . . crie os seus filhos na disciplina e na admoestação do Senhor” – (Efésios 6:4). Novamente, isso enfatiza o exemplo. O que se diz é raramente tão influente como o que se faz.  

Quando os pais ouvem, obedecem e amam o Senhor, eles fornecem um modelo para as crianças que reforça o que é dito em casa. Portanto, a chave para ensinar nossos filhos a amar a Deus é afirmado de forma simples e claramente nesses versículos. Se queremos que nossos filhos sigam a Deus, devemos fazer de Deus uma parte de nossas experiências diárias. Devemos ensinar nossos filhos diligentemente para ver Deus em todos os aspectos da vida, não apenas os que estão associados com a igreja. 

“Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos  não se desviará deles.” (Provérbios 22:6)

 


Responses

  1. Que o Nosso Deus esteja sempre como todos nós, pois o Senhor faz sair o sol para todos.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: