Publicado por: mvmportugues | junho 2, 2014

QUAL É O SIGNIFICADO DE “NÃO ATIREM SUAS PÉROLAS AOS PORCOS”? – Mateus 7:06

Pearls - Matthew 7 vs 6 (P)

“Não dêem o que é sagrado aos cães, nem atirem suas pérolas aos porcos; caso contrário, estes as pisarão e, aqueles, voltando-se contra vocês, os despedaçarão.” (Mateus 7:6) 

Essa analogia foi usada por Cristo para mostrar como as pessoas reagem quando elas estão vivendo em rebelião aberta contra Deus Todo-Poderoso; pessoas rebeldes, que obstinadamente rejeitam a Sua verdade e serram suas mentes e corações para o conhecimento espiritual. 

Jesus ensinou isso em seu Sermão do Monte, e para entender seu significado, temos de compreender seu contexto e posicionamento dentro do sermão. Cristo tinha acabado de instruindo a multidão sobre o  julgamento e correção: “Não julguem, para que vocês não sejam julgados. Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês.” (Mateus 7:1-2 ), e “Hipócrita, tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão” (Mateus 7:5). Em seguida, no versículo 6 , Cristo nos mostra a diferença entre o “julgamento ” e o ” discernimento.” 

Para entender a relação entre cães e porcos, vemos uma ilustração no livro de Provérbios, ao qual Pedro se refere. “É verdadeiro o provérbio: “O cão volta ao seu vômito” e ainda: “A porca lavada volta a revolver-se na lama..(2 Pedro 2:22) 

Os cães e porcos aqui são representativos daqueles que ridicularizam, rejeitam e blasfemam o evangelho uma vez que foi dado a eles. Portanto, não devemos colocar o evangelho de Jesus Cristo diante de alguém cujo objetivo é pisar nele e voltar para seus próprios maus caminhos. No entanto; nós como verdadeiros crentes nascidos de novo precisam identificar essas pessoas por meio do discernimento, porque “a pessoa espiritual discerne todas as coisas …” (1 Coríntios 2:15). Enquanto que “a pessoa sem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, mas os considera loucura, e não pode entendê-las, porque elas se discernem apenas por meio do Espírito.” (1 Coríntios 2:14) 

Isso não significa que devemos abster de ensinar o evangelho. O próprio Jesus ensinou, e comia com pecadores e coletores de impostos ( Mateus 9:10). A mesma instrução que Jesus está dando em Mateus 7:6, Jesus deu aos seus apóstolos, quando disse: “Se alguém não os receber nem ouvir suas palavras, sacudam a poeira dos pés quando saírem daquela casa ou cidade” (Mateus 10:14). Então, não há necessidade de apresentar o evangelho para aqueles com atitudes negativas em relação a Deus. 

Cristo estava instruindo os discípulos para não tentar converter as multidões. A menos que Deus está abrindo a mente de alguém para o entendimento espiritual, eles vão tratar a verdade de Deus, do mesmo modo que os porcos trataria pérolas – como nada mais do que sujeira. Um porco não conseguiria entender nem apreciar a grande beleza e valor das pérolas. Desta mesma maneira uma pessoa que não é chamada por Deus, não pode compreender o grande valor das verdades de Deus. Ele ou ela, figurativamente, “iria pisotear a Palavra de Deus.” 

Deus nos advertiu através dos escritos de Pedro de que algumas pessoas são tão más e depravadas que elas são como “criaturas irracionais “ que devem e serão destruídas por Deus Todo-Poderoso. “Mas estes, como criaturas irracionais, por natureza feitas para serem presas e mortas, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção.” (2 Pedro 2:12) 

Equilibrar o julgamento pelo discernimento é a sabedoria da qual Jesus fala em Mateus 10:16: “Eu os estou enviando como ovelhas entre lobos. Portanto, sejam astutos como as serpentes e sem malícia como as pombas.” 

Não devemos tentar forçar as verdades de Deus aos outros. Em vez disso, ” … estejam sempre preparados para responder a qualquer pessoa que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês” (1 Pedro 3:15). Como cristãos, devemos estar preparados para responder a perguntas que outros possam ter, se eles estão pedindo sinceramente, e não com a finalidade de debater. Muitas vezes, quando as pessoas honestamente desejam entender o que a Bíblia ensina, pode ser uma indicação de que Deus está abrindo a mente dessa pessoa. 

Em Mateus 13:45-46, Cristo mais uma vez compara as verdades de Deus com as pérolas, onde Ele afirma: “O reino do céu também é como um homem que negocia e procura boas pérolas. Quando encontrou uma pérola que era realmente muito valiosa, foi, vendeu tudo o que tinha e comprou aquela pérola.”  Como o comerciante, que vendeu tudo o que tinha para comprar uma pérola de grande valor, Deus espera que tratamos a Sua verdade como um tesouro inestimável.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: