Publicado por: mvmportugues | dezembro 1, 2013

PASSOS A ORAÇÃO RESPONDIDA – John 11:41-42

João 11 vs 41-42

Jesus olhou para cima e disse: “Pai, eu te agradeço porque me ouviste.  Eu sei que sempre me ouves, mas disse isso por causa do povo que está aqui, para que creia que Tu me enviaste.” João 11:41-42 

Jesus agradeceu Seu Pai pela oração respondida, antes de que Sua oração foi atendida. Sua mente estava tão em sintonia com o Pai, que Ele poderia corajosamente pedir, sabendo que era a vontade de Deus. Da mesma forma, o nosso Salvador nos chama para alinhar nossos corações com o coração de nosso Pai Celestial. Seu plano é para que os nossos desejos sejam Seus desejos, o que queremos seja o que Ele quer, que as nossas metas sejam Seus objetivos, que a nossa vontade seja a Sua vontade. Conseqüentemente, podemos Lhe agradecer por orações respondidas. 

Precisamos realizar que o nosso maior objetivo deve ser de glorificar a Deus. “Portanto, se vocês estiverem comendo, ou bebendo, ou fazendo qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus” (1 Coríntios 10:31), e isso inclui orar segundo a Sua vontade. Primeiro, devemos pedir por sabedoria. “Porém, se algum de vocês sente falta de sabedoria, peça-a a Deus e Ele lhe dará, pois Ele é generoso para com todos e não censura ninguém” ( Tiago 1:5). Ao pedir sabedoria, também devemos confiar que Deus é misericordioso e disposto a responder nossas orações: “Mas, quando ele pede, ele tem que acreditar e não duvidar” (Tiago 1:6). E Marcos 11:24 também afirma: “Por isso eu lhes digo que tudo quanto vocês pedirem em oração, acreditem que já receberam e será de vocês.” Então, orando de acordo com a vontade de Deus inclui dois aspectos muito importantes. 

  1. Pedir por sabedoria, para que possamos entender e conhecer a vontade de Deus e
  2. Pedir com fé, confiando na vontade de Deus.

Devemos seguir o exemplo do povo de Deus nas Escrituras como a igreja primitiva orou por coragem para testemunhar (Atos 4:29). Tal como acontece com Paulo e a igreja primitiva, devemos sempre estar orando pela salvação dos outros. Estas orações são de acordo com a vontade de Deus. 

Para nós mesmos, devemos orar como Davi orou, sempre conscientes da nossa natureza pecadora e trazendo-a diante de Deus antes que o pecado impede o nosso relacionamento com Ele e as nossas orações não são respondidas. 

Nossas orações devem ser de acordo com os motivos corretos, porque motivos egoístas não serão abençoados por Deus. “E quando pedem, não recebem nada, porque pedem por motivos errados, para esbanjarem com seus próprios prazeres.” (Tiago 4:3)  

Nós também precisamos orar com um espírito de perdão para com os outros (Marcos 11:25). Um espírito de amargura, raiva, vingança ou ódio para com os outros vai impedir nossos corações de orar em total submissão a Deus. Assim como nos é dito para não dar ofertas a Deus enquanto há conflito entre nós e outro cristão (Mateus 5:23-24), da mesma forma Deus não aceita as nossas orações até que nós reconciliamos com os nossos irmãos e irmãs em Cristo. 

Precisamos nos lembrar de orar sempre com ações de graças (Colossenses 4:2). Paulo escreveu aos filipenses: “Não vivam ansiosos por causa de nada. Ao contrário, orem a Deus, em qualquer circunstância e peçam a Ele o que vocês precisam. E façam isso sempre com ações de graça. E a paz de Deus, que está além da compreensão humana, guardará os corações e as mentes de vocês em Cristo Jesus” (4:6-7). Podemos sempre encontrar algo para ser grato, não importa quão sobrecarregados estamos pelos nossos desejos ou necessidades. 

Quando nós nos submetemos à Sua vontade e oramos de acordo, precisamos ser pacientes sabendo que o Pai sabe o tempo e lugar para tudo. E à medida que continuamos orando, começamos a agradecê-Lo e esperando a resposta com fé, porque o Senhor sabe o que precisamos e o que é melhor para nós. 

E, por último, contamos com o Espírito Santo para interceder por nós durante aqueles momentos em que sentimos que nós simplesmente não podemos orar, e nós temos o conforto de saber que o Espírito Santo está realmente orando por nós: “Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações conhece a intenção do Espírito, porque o Espírito intercede pelos santos de acordo com a vontade de Deus.” (Romanos 8:26-27) 

Que certeza absoluta temos quando andamos no Espírito e não na carne! Então, podemos ter confiança de que o Espírito Santo vai realizar Sua obra em apresentar nossas orações ao Pai segundo a Sua perfeita vontade e tempo, e podemos descansar na certeza de que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam. (Romanos 8:28) 

Quando oramos de acordo com a vontade de Deus, o Senhor ouve a nossa petição, e verdadeiramente podemos dizer: “Louvado seja Deus, que não rejeitou a minha oração nem afastou de mim o seu amor!” (Salmo 66:20) 

Que Deus maravilhoso nós temos!

 


Responses

  1. Date: Mon, 2 Dec 2013 00:16:59 +0000 To: vilmaraabencoada@hotmail.com


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: