Publicado por: mvmportugues | setembro 4, 2011

JUDAS ISCARIOTES UM INCRÉDULO, TRAIDOR, E LADRÃO – Mateus 26:24

“Mas ai daquele que trai o Filho do homem! Melhor lhe seria não haver nascido” – Mateus 26:24.

É importante notar que Judas não era um verdadeiro crente, ele era um hipócrita. Ele nunca tinha acreditado em Jesus (João 6:64-71). Pouco antes da ceia da Páscoa Jesus lavou os pés dos discípulos. “Jesus respondeu (a Pedro): Aquele que se lavou por completo só precisa de lavar os pés para se manter limpo. Agora estás limpo, mas nem todos os que aqui se encontram o estão. Pois Jesus sabia quem o ia trair. Por isso disse aquela frase: Nem todos vocês estão limpos” – João 13:10-11. Aqui Jesus está se referindo a Judas, porque ele não estava entre os escolhidos a quem o Pai deu ao Filho: Não falo de todos vocês; eu conheço aqueles que escolhi; mas para que se cumprisse a escritura: O que comia do meu pão, levantou contra mim o seu calcanhar. Desde já os digo, antes que suceda, para que, quando suceder, creiais que eu sou.  – João 13:18-19

Vemos também referência a Judas em Sua oração de intercessão ao Pai: “Enquanto eu estava com eles, eu os guardava no teu nome que me deste; e os conservei, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura.”  – John 17:12  

É difícil de compreender quão perto uma pessoa pode chegar a salvação e no entanto estar perdida para sempre! Judas foi o tesoureiro do grupo. Ele tinha a aparência de estar “preocupado com os pobres, mas porque era ladrão e, como ele tinha a caixa de dinheiro, que ele usou para furtar o que foi colocado nela” – João 12:6. A coisa interessante a observar é que naquela posição ele deve ter sido certamente mantido na alta consideração pelos seus condiscípulos. 

A outra coisa notável é que os outros discípulos quando eles se sentaram ao redor da mesa se ​​preparando para a ceia da Páscoa não sabiam que Judas era um incrédulo, um traidor e um ladrão, mesmo que no início do ministério Jesus lhes tinha dito: “há alguns de vocês que não acreditam. “Pois Jesus sabia desde o princípio, quem eram os que não crêem, e quem foi que iria traí-lo” – João 6:64. Ele continua dizendo para eles: “Não escolhi vocês os doze? Contudo um de vocês é o diabo  João 6:70, mas os discípulos não levam a sério o que Ele estava dizendo, ou não entenderam já que as Escrituras não mencionam que eles o interrogaram sobre isso. 

Judas foi exposto aos mesmos ensinamentos espirituais como os outros discípulos, mas eles não penetraram seu coração. Apesar de tudo o que nosso Senhor disse sobre o dinheiro, e todos os Seus aviso sobre a cobiça, Judas continuou a ser um ladrão e roubou da tesouraría. Mesmo com toda a advertência do Senhor sobre a incredulidade, Judas persistiu em sua rejeição. Jesus até lavou os pés de Judas, assim mesmo o seu coração prevaleceu duro.  

Agora na ceia da Páscoa, quando Ele falou abertamente sobre isso na mesa, os discípulos ficaram perplexos. Pedro chamou a atenção de João, que estava mais próximo de Jesus à mesa, e pediu para ele descobrir quem era o traidor. A resposta do Senhor a João certamente não foi ouvido por todos os homens, na verdade, eles estavam em uma discussão entre eles sobre quem poderia ser o traidor: “Eles começaram a perguntar entre si qual deles iria fazer aquilo” – Lucas 22:23. Quando Jesus deu o pão a Judas, isto foi interpretado como um ato de amor e honra. Na verdade, Judas estava sentado no lugar de honra, por isso as ações do nosso Senhor foram vistas desta maneira, Ele estava dando uma honra especial para Judas. É interessante que depois que Judas deixou a sala, os discípulos entraram em uma discussão sobre qual deles parecia ser o maior. (Lucas 22:24-30) 

João sem dúvida, estava atordoado por esta revelação, mas antes que pudesse dizer ou fazer algo, Jesus já tinha enviado Judas em seu caminho. Apesar de Satanás ter tomado posse de Judas, era Jesus quem estava no comando. Ele caminhava de acordo com o propósito dado a Ele pelo Pai, e Ele queria cumprir o que foi escrito na Palavra. Já que Judas era o tesoureiro, era lógico para os discípulos concluírem que ele tinha sido enviado em uma missão especial pelo Senhor. Judas tinha hipocritamente manifestado interesse nos pobres (João 12:4-6), assim talvez ele estava em uma missão de misericórdia para ajudar os pobres durante a festa da Páscoa judaica. 

Tenha em mente que Judas sabia o que estava fazendo e que ele fez isso deliberadamente. Ele já tinha se reunido com os líderes religiosos judeus e concordou em levar os a Jesus. Judas tinha ouvido Jesus dizer: “Mas ai daquele que trai o Filho do homem! Melhor lhe seria não haver nascido” – Mateus 26:24. No entanto, ele persistiu em sua incredulidade e traição.

Judas também tinha ouvido Jesus ensinar: “Quem ama a sua vida a perde, e quem odeia sua vida neste mundo, a conservará para a vida eterna. Se alguém me servir, ele deve me seguir, e onde eu estiver, ali, meu servo estará também, se alguém me servir, o Pai o honrará” – João 12:25-26. Esta lição, no entanto, foi ignorada por Judas, e a tragédia é que ela continua sendo ignorada pelos pecadores perdidos de hoje. Pessoas tanto dentro como fora da igreja, vão para o inferno aonde Judas foi a não ser que se arrependam e confiam no Salvador e fazem Dele o Senhor de sua vida.

 

 


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: