Publicado por: mvmportugues | maio 31, 2011

CUIDADO COM UM FALSO EVANGELHO – Gálatas 1:6-8

Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo,  para seguirem outro evangelho que, na realidade, não é o evangelho. O que ocorre é que algumas pessoas os estão perturbando, querendo perverter o evangelho de Cristo. Mas ainda que nós ou um anjo dos céus pregue um evangelho diferente daquele que lhes pregamos, que seja amaldiçoado! “Gálatas 1:6-8

O problema com um falso evangelho já existia no tempo de Paulo e continua até hoje. Ha um grave erro sendo feito hoje em muitos púlpitos, livros e outras formas de ensino da Bíblia. Muitos estão ensinando um “evangelho falsificado” ou “outro evangelho”, como mencionado no versículo acima. Paulo continua a ensinar que este  evangelho “diferente” é uma perversão do verdadeiro evangelho, e em vez de trazer a paz, ele traz uma preocupação na mente.

O diabo é um mestre manipulador e imitador. Uma das grandes táticas que ele tem usado com grande efeito ao longo dos séculos é imitar alguma coisa, para oferecer uma versão falsificada dele que está perto o suficiente para ser crível para alguns, mas longe o suficiente da verdade para danificar a pessoa que nela acredita.

Aqui estão alguns pontos que representam um “falso evangelho”:

  • Cristianismo sem Cristo
  • Perdão sem arrependimento
  • A salvação sem regeneração
  • Céu sem inferno

Falso evangelhos ensinam também “obras” como requisito para a salvação. Mormonismo, Catolicismo, Testemunhas de Jeová, Ciência Cristã, e outros exigem que “obras” sejam feitas “antes de” que a salvação pode ocorrer. O verdadeiro Evangelho diz que as obras são um resultado da salvação, não um requisito para a salvação!

Muitos podem perguntar: o que é o Evangelho? Vamos dar uma olhada no que a Escritura diz:

Irmãos, quero lembrar-lhes o evangelho que lhes preguei, o qual vocês receberam e no qual estão firmes. Por meio deste evangelho vocês são salvos, desde que se apeguem firmemente à palavra que lhes preguei; caso
contrário, vocês têm crido em vão. Pois o que primeiramente lhes transmiti foi o que recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, que foi sepultado; que foi ressuscitado ao terceiro dia, segundo as Escrituras . . .”
1 Coríntios 15:1-4.

Esta passagem indica os acontecimentos históricos fundamentais do evangelho – a morte, sepultamento e ressurreição de Jesus Cristo. “Âquele que não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.” – 2 Coríntios 5:21

Há somente um evangelho no cristianismo, mas há muitos falsos evangelhos. As “Boas notícias” de Deus são sempre a respeito de Cristo, Sua pessoa e obra, mas sua obra é de eternidade a eternidade, e Ele é tanto o homem quanto Deus poderoso e perfeito. Portanto, com Paulo podemos dizer: “Eu não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para a salvação” – Romanos 1:16.

O evangelho é o “evangelho eterno”, concentrando se Nele como aquele “que fez o céu e a terra” (Apocalipse 14:6 – 7). É também o “evangelho do reino”, focalizando Nele como o próximo “Rei dos reis” (Mateus 4:23, Apocalipse 17:14).

É o maravilhoso “evangelho da graça de Deus” (Atos 20:24), e “o evangelho da vossa salvação” (Efésios 1:13). Assim também é o “verdadeiro” evangelho da paz (Efésios 6:15), reconciliando o homem com Deus.

Porque Cristo é Deus, este “evangelho de Jesus Cristo” (Marcos 1:1) é certamente o “verdadeiro” evangelho de Deus (Romanos 1:1). Este é o evangelho que temos sido comissionados por Cristo a pregar “a toda criatura” (Marcos 16:15), e não precisamos de nenhum outro. E já que é, de fato, “o evangelho da glória do Deus bendito” (1 Timóteo 1:11), nunca devemos desejar de outro. O Evangelho verdadeiro nos da tudo que necessitamos espiritualmente para cada dia e a eternidade.


Responses

  1. A igreja catolica fala em DEUS e em JESUS só da boca pra fora. Mais na realidade esta se referindo ao diabo. Só quem le a biblia sagrada sabe.
    Em João capítulo 8v44, JESUS CRISTO falou que o diabo é o pai da mentira. Em Jeremias capítulo 10v14; Habacuque capítulo 2v18.19; fala que as imagem são obras feitas de mentiras. Já que o diabo é o pai da mentira, o diabo é o pai de todas as imagem que ha na igreja catolica. Em Apocalipse capítulo 9v20; Apocalipse capítulo 22v15.18.19 comfirma mais ainda que as imagem são mesmo dos demonios. Exodo capítulo 20v3a5; Salmos capítulo 16v4; Salmos capítulo 97v7; Salmos capítulo 115v4a8; 1 Corintios capítulo 10v14a21. Tudo que é feito dentro da igreja catolica esta tudo fora da biblia sagrada.

    • Talvez você gostaria de ajudar os católicos que você conhece, porque eles precisam de alguém que está disposto a abrir os seus olhos a verdade da palavra de Deus. Sim ficamos tristes quando vemos tanto erro na religão católica, mas a bíblia nos ensina que: “Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça.” (2 Timóteo 3:16)

      Deus não quer que ninguem pereça e Ele “amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16)

      As Escrituras também nos ensinam em 2 Timóteo 2:24-26, “e ao servo do Senhor não convém contender, mas sim ser brando para com todos, apto para ensinar, paciente; corrigindo com mansidão os que resistem, na esperança de que Deus lhes conceda o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade, e que se desprendam dos laços do Diabo (por quem haviam sido presos), para cumprirem a vontade de Deus.”

      Há um bilhão de católicos romanos no mundo de hoje e muito poucos ouviram falar, e crêem no Evangelho. Muitos destes católicos vivem no Brasil e o campo missionário dos católicos romanos está branco para a colheita, mas os trabalhadores são poucos, principalmente porque muitas pessoas acreditam que católicos são cristãos. A grande maioria dos católicos aderem a um evangelho de obras que anula a graça salvadora de Deus. “E se é pela graça, então não pode ser baseada em obras; se fosse, a graça já não seria graça.” (Romanos 11:6)

      Testemunhando aos católicos romanos envolve uma estratégia tríplice. Eles devem ser convencidos a:

      1. confiar em Deus e Sua Palavra em vez do padre e a Igreja Católica;
      2. se arrepender de confiar em boas obras para a sua salvação, e;
      3. acreditam no Evangelho, e que Jesus Cristo fez o que ninguém e nada mais poderia fazer – salvar os pecadores da condenação eterna.

      Perseverança e paciência são necessários para desvendar os católicos romanos da selva dogmáticas em que são mantidos em cativeiro. “Tenham cuidado para que ninguém os escravize a filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo, e não em Cristo.” (Colossenses 2:8)

      Só quando o Espírito Santo levanta o véu – “Mas sempre que alguém se converte ao Senhor, o véu é tirado” (2 Coríntios 3:16) que ele pode ver a verdade e a decepção.

      Mas quando seus olhos permanecem cegos pelo príncipe deste mundo, o católico pode ver apenas enganação, acreditando que seja verdade: “O deus desta era cegou o entendimento dos descrentes, para que não vejam a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus” (2 Coríntios 4:4).

      Seguem-se dez orientações úteis para compartilhar o Evangelho com os católicos romanos.

      1. Estabelecer um acordo sobre o que é verdade (João 14:6; João 17:17; Colossenses 1:5).
      2. Mostrar que as escrituras são suficientes para compreender como ser salvo (2 Timóteo 3:15).
      3. Concordar em colocar a tradição em sua posição correta de autoridade (Marcos 7:7-8, Marcos 7:13).
      4. Discutir a depravação total do homem e sua necessidade desesperada de um Salvador.
      5. Concordar com o que o Evangelho é, e seu poder (Romanos 1:16; 1 Coríntios 15:1-4; Efésios 2:1-10).
      6. Discutir as conseqüências de alguém ensinando um Evangelho diferente (falso) ou se recusar a acreditar o verdadeiro Evangelho (Gálatas 1:6-9; 2 Coríntios 4:3).
      7. Mostrar que nenhum homem ou papa é infalível. Pedro (que os católicos nomeado como seu primeiro papa) admitiu que estava errado, e não se submeteu a outro homem, mas para a verdade do Evangelho (Gálatas 2:11-14).
      8. Explicar a necessidade de se arrepender de confiar em coisas que não podem salvá-los, como os sacramentos, o sacrifício da missa, o purgatório, indulgências, outros mediadores, e batismo infantil. Estes anulam o poder do Evangelho e se opõem à obra consumada de Cristo. Alguém que acredita em um evangelho diferente acredita em vão. Um falso evangelho produz apenas uma falsa esperança (1 Coríntios 15:2).
      9. Mantenha-se focado sobre o Evangelho. Se tiver, forneça literatura, folhetos ou Escrituras chave com um compromisso de orar e se encontrar novamente com a pessoa.
      10. Lembre-se de que um pecador arrependido deve entender e acreditar no Evangelho para ser salvo. A única maneira para o céu é através de Cristo, e a única maneira de vir a Cristo é o caminho de Deus, com fé.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: