Publicado por: mvmportugues | setembro 26, 2010

Eis que estou à porta e bato – Apocalipses 3:20

A Igreja Apóstata

“Dizes: ‘Sou rico, tenho tudo o que é preciso, não me falta nada!’ E não te dás conta que és um desgraçado, um miserável, pobre, cego e nu”. (Apocalipse 3:17)

A igreja mudou muito nos últimos anos e ” deixou seu primeiro amor “. Um número surpreendente de igrejas hoje em dia ensinam doutrinas de demônios (1 Timóteo 4:1 – “O Espírito de Deus diz claramente que nos últimos tempos muitos se desviarão do caminho da fé, passando a dar ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demónios”).

Vemos em Apocalipse a repreensão de Cristo da igreja em Laodicéia, a igreja “morna”, que reflecte a imagem da igreja dos últimos dias . (Apocalipse 3:16 – “Mas visto que és apenas morno – nem quente nem frio – hei-de vomitar-te da minha boca!”).

O castiçal desta igreja ainda está em vigor (nota Apocalipse 1:20 – “Este é o significado das sete estrelas que viste na minha mão direita, assim como dos sete castiçais de ouro: as sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete castiçais são as próprias igrejas.” e em Apocalipse (2:5 – ” Lembra-te pois desses primeiros tempos, arrepende-te, e trabalha como fazias antes; caso contrário brevemente virei e tirarei o teu castiçal do seu lugar se não te arrependeres”), mas tornou-se uma igreja neutra, “não és frio nem quente” (Apocalipse 3:15 – ” Conheço tudo o que fazes, sei que nem és frio nem quente; antes fosses uma coisa ou outra”).

A razão para o seu testemunho indiferente, é porque se tornou rica, orgulhosa e cheia de mercadorias”. As igrejas podem ter adquirido edifícios grandes e bonitos, e desenvolvido programas especiais de vários tipos, apresentando uma série de realizações teatrais, e até obtendo uma medida de poder político. No entanto, Cristo a chama de pobre, cega e nua!

Nem todas as igrejas tornam-se assim, mas a apostasia do fim dos tempos está levando muitos longe “do nosso primeiro amor”, e esse é o perigo real. O desejo de grandes congregações podem facilmente levar a comprometer os padrões bíblicos de doutrina e prática. Paulo instrui Timóteo “fiques aí em Éfeso para avisares algumas pessoas que não ensinem outra doutrina.” (1 Timóteo 1:3)

As advertências para as igrejas nos mostra que o desenvolvimento de uma tal complacência em qualquer igreja, seja ela grande ou pequena, é a negligência dessas três doutrinas – a suficiência de Cristo, a autoridade infalível da Palavra de Deus, e da criação especial de todos as coisas por Deus.

A carta a esta igreja termina com a triste imagem de Cristo, em pé na sua porta , em busca de admissão (v. 20 – Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e tomaremos juntos uma refeição, em íntima companhia.) E continua em (v. 22 – Quem pode ouvir, que ouça o que o Espírito está a dizer às igrejas. “.

 


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: