Publicado por: mvmportugues | maio 19, 2010

PORQUE CONTINUAMOS ORANDO?

O que nos impede de orar, quando parece que Deus não nos está ouvindo?

No meu caso, eu pensei no passado várias vezes e disse: “Obrigado Senhor, sua resposta foi, e é incrível!” Alguns de nós provavelmente não teremos respostas às nossas preces, até que chegarmos ao céu, mas uma coisa que eu tenho certeza, é que Deus responde às orações, não importa qual seja a situação atual.

Nós confirmamos a nossa fé em Deus, rezando e esperando. Às vezes, as respostas vêm incrivelmente rápidas e outras vezes temos que esperar. Um dos principais indicadores da força da nossa fé é que nós continuamos a esperar diante à Deus quando a resposta é lenta a chegar.

Há uma passagem na Bíblia, onde a mulher cananéia veio a Jesus, e ela estava pedindo que Ele curasse sua filha que estava possuída pelo demônio, mas “Jesus não respondeu uma palavra.” Ela continuou chorando, mas Jesus permaneceu em silêncio.

Quando Ele finalmente falou, Suas palavras não foram animadoras. “Não fui enviado senão às ovelhas perdidas de Israel”, foi a sua resposta. No entanto, ela não desistiu e suas orações foram respondidas.

Existem dois momentos em que Jesus fala de uma grande fé na bíblia, e esta senhora foi uma delas. Isso nos dá coragem para ser persistente quando oramos, e não desistir. “Então respondeu Jesus, e disse-lhe: mulher, grande é a tua fé! seja-te feito como queres. E desde aquela hora sua filha ficou sã.”  (Mateus 15:28).

Paulo fala sobre “Orai sem cessar” (1 Tessalonicenses 5:17). Quando os cristãos oram a perfeita vontade de Deus, eles nunca deixam de rezar até o retorno de Jesus. Eles talvez não podem ver ou observar qualquer mudança, as coisas podem até piorar. No entanto, eles não deixam de orar ao Senhor com respeito a este problema, que aparentemente parece ser impossível.

Lucas 18:1-8 diz: “Então Jesus contou uma parábola aos seus discípulos sobre o dever de orar sempre, e nunca desistir. Ele disse: “Em certa cidade havia um juiz que não temia a Deus nem respeitava os homens. E havia uma viúva naquela cidade que ia ter com ele, dizendo. “Faze-me justiça contra o meu adversário.”

“Por algum tempo ele se recusou. Mas finalmente disse consigo mesmo: ‘Embora eu não temo a Deus nem respeito os homens, mas porque esta viúva continua me incomodando, vou ver que ela receba justiça, para que ela não continue a vir me molestar. ”

E o Senhor disse, “Escute o que diz este juiz injusto. E não fará Deus justiça aos seus escolhidos, que dia e noite clamam a ele? Será que ele vai continuar a adiá-los? Te digo, que Ele depressa lhes fará justiça. . .

Se a persistência de uma viúva moveu um juiz injusto, quanto mais as orações persistentes de um corpo de crentes moverá Jesus, o Juiz justo?

 


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: