Publicado por: mvmportugues | dezembro 9, 2012

JESUS NA FESTA DA DEDICAÇÃO – João 10:22-24

João 10 vs 22-24

“Celebrava-se a festa da Dedicação, em Jerusalém. Era inverno, e Jesus estava no templo, caminhando pelo Pórtico de Salomão.” – João 10:22-23

A Festa de Dedicação ocorre cerca de dois meses após a Festa dos Tabernáculos “Sucá” e também é conhecida como o “Festival das Luzes” ou “Chanucá”.

A primeira Festa de Dedicação ocorreu na era dos Macabeus e comemorou a limpeza do templo após sua profanação por Antíoco Epifânio.A festa de Chanucá é celebrada durante oito dias, do dia 25 de Kislev ao 2 de Tevet (ou o 3 de Tevet, quando Kislev só tem 29 dias). Durante esta festa se acende uma Chanukiá, ou candelabro de 9 braços (incluindo o central e maior, denominado Shamash, ou servente). Na primeira noite acende-se apenas o braço maior e uma vela, e a cada noite se vai acrescentando uma vela, até que no oitavo dia o candelabro está completamente aceso. Este ritual comemora o milagre do azeite que queimou por oito dias no candelabro do Templo de Jerusalém. 

Durante este tempo as histórias da luta corajosa dos Macabeus foram contadas e a festa foi um momento para louvar a Deus por mais uma vez maravilhosamente entregar os israelitas de seus inimigos.

Quase 200 anos após a re-dedicação do Templo, perto do local onde estes acontecimentos se realizaram, Jesus de Nazaré visitou Jerusalém durante a Festa da Dedicação. Ele estava andando no mesmo templo, perto do local onde estes eventos ocorreram. Alguns judeus aproximaram-se Dele, querendo saber se Ele realmente era o Cristo, o Messias: “Os judeus reuniram-se ao redor dele e perguntaram: “Até quando nos deixará em suspense? Se é você o Cristo, diga-nos abertamente.” (João 10:24)

Seria Jesus para os judeus do seu dia o que Judas Macabeu tinha sido para a geração anterior? Iria Jesus se levantar contra o poder pagão opressor e ser o cumprimento da expectativa de Israel, restabelecendo a monarquia davídica em Jerusalém e governando lá para sempre?

Embora Jesus era o Messias prometido de Israel, Ele não proporcionaria a libertação dos romanos, mas Ele providenciaria a libertação do pecado e da morte através de Sua morte e ressurreição (Romanos 5:6-11, Romanos 8:1-3).  Jesus não estabeleceu um trono em Jerusalém naquela época, mas em Jerusalém Seu Senhorio e Reino foi proclamado, e a mensagem se espalhou para todas as nações, ao longo de todos os tempos: “Mas recebereis a força do Espírito Santo, que descerá sobre vós, e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a “Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. (Atos 1:8)

A Festa da Dedicação foi de grande importância para os israelitas nos dias de Jesus. Era a história de libertação da opressão e da dedicação a Deus assim como Jesus é o nosso Libertador da opressão do pecado.

O Templo de Jerusalém não existe mais, no entanto, o coração de cada verdadeiro crente em Jesus Cristo, o Messias e Salvador é o templo onde o Espírito de Deus habita hoje. Muitas vezes os crentes colocam em risco a limpeza do templo, permitindo práticas de idolatria e paganismo em suas vidas. Daí a exortação atemporal das Escrituras: “Cuidado que ninguém vos venha por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo”.   (Colossenses 2:8)

Como muitos comemoram nesta temporada lembremo-nos de que a Chanukiáé tradicionalmente iluminada por uma vela especial chamada shammash. Shammash em hebraico é a palavra para “servo”. Na vela shammash, podemos ver um símbolo do nosso Messias Yeshua, como o Evangelho de Mateus diz: “O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos. “ (Mateus 20:28)

O shammash serve as outras velas, trazendo luz para elas. No Novo Testamento, Jesus é frequentemente referido como “a Luz”, e o próprio Jesus disse uma vez: “Eu sou a luz do mundo; quem me segue de modo algum andará em trevas, mas terá a luz da vida.” (João 8:12)

Assim como o shammash dá luz para as outras velas, Jesus veio para dar ao mundo a Sua luz. O milagre comemorado durante esta época do ano mostra como Deus mantém Sua luz ardente no coração de Seu povo, mesmo quando eles enfrentam o que parece ser probabilidades ou situações impossíveis. Com  Deus, todas as coisas são possíveis e a Sua luz nunca falhará, ou apagará.

Que você seja abençoado nesta temporada e todos o ano, e que você mantenha seus olhos focados em Jesus, o dom mais precioso que a humanidade jámais recebeu.

 “Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens aos quais ele concede o seu favor”

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 166 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: