Publicado por: mvmportugues | janeiro 23, 2012

UM SEMEIA E O OUTRO COLHE – João 4:35-38

“Vocês não dizem: ‘Ainda há quatro meses e, em seguida, vem a colheita’? Eis que eu vos digo: Levantai os vossos olhos e vede os campos, pois já estão brancos para a ceifa! Quem ceifa já está recebendo recompensa e ajuntando fruto para a vida eterna, que tanto o que semeia e o que colhe se regozijem. Porque nisto é verdadeiro o ditado: ‘Um semeia e outro colhe. “Eu vos enviei a ceifar onde não trabalhastes, outros trabalharam, e vocês recebem o benefício deste trabalho” – João 4:35-38.

Jesus nos ensina muito sobre ganhar almas. Neste seguinte verso vemos que Ele nos ensina a necessidade da compaixão por meio do exemplo: “Jesus percorria todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas, pregando as Boas Novas do reino e curando toda enfermidade e toda doença entre o povo. Mas quando Ele viu as multidões, Ele moveu-se de compaixão por eles, porque eles estavam cansados ​​e dispersos, como ovelhas sem pastor.” – Mateus 9:35-36

Quando lemos as Escrituras aprendemos de Jesus que ganhar almas envolve tanto semear como colher, assim como na agricultura, semear envolve a preparação do solo e plantar a semente. Em ganhar almas para Cristo, também envolve preparação e plantação. Corações precisam estar preparados para receber o evangelho. Este processo envolve tempo, amor e paciência. Da mesma forma o processo de ceifar é semelhante ao da colheita. Trata-se de almas que ouviram a Palavra e decidiram obedecê-la.

Ambos semear e colher são necessários para ganhar almas. No entanto, os dois não são sempre feitos pela mesma pessoa(s). Podemos colher onde outros semearam. Da mesma maneira como foi o caso em Samaria, onde Jesus disse: “Eu vos enviei a ceifar onde não trabalhastes, outros trabalharam, e vocês recebem o benefício deste trabalho” – João 4:38.

Jesus tinha falado com a mulher junto ao poço (João 4:4-26), ela sabia que o Messias havia de vir e agora ela O tinha encontrado. Ela voltou à cidade e disse aos outros sobre Jesus e disse-lhes para vir e vê-Lo. (João 4:28-30)

Há momentos em que dizemos às pessoas sobre Jesus e parecem “maduros”, prontos para receber o evangelho, exigindo pouco esforço da nossa parte. Isto é provavelmente devido ao “semear”, que ocorreu algum tempo antes, quando um amigo ou membro da família tinha falado com eles sobre Jesus e eles não responderam imediatamente mas estão prontos agora.

Devemos ter cuidado para não se vangloriar quando temos o privilégio de colher onde outros semearam. No entanto, podemos nos alegrar ao colher. É um momento emocionante para os trabalhadores! Por outro lado, podemos semear onde outros irão colher. Este foi o caso em Samaria. Jesus fez a semeadura, mas os discípulos fariam a colheita. A mulher também fez algumas semeadura, em seguida, Jesus e Seus discípulos fizeram a colheita.

Há momentos em que um monte de semeadura está sendo feita, vidas são influenciadas pelos exemplos de outros cristãos piedosos, almas são ensinadas a Palavra de Deus, mas a colheita não é apreciada por aqueles que fazem a semeadura, porque poucos parecem responder aos esforços que estão sendo feitos.

A colheita, muitas vezes vem depois, poderia ser anos antes de que a Palavra dá fruto, pode acontecer muito tempo depois que se foram. Quando isso ocorre, não devemos desanimar e devemos continuar alcançando os perdidos. Precisamos lembrar das palavras de Jesus “Um semeia e o outro colhe.”    

Ele também disse: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” – Marcos 16:15. Como resultado, devemos estar influenciando as almas através do exemplo e precisamos estar conscientes de que pode haver momentos em que vemos poucos frutos de nossos esforços. Jeremias profetizou cerca de 50 anos com pouco sucesso. Jesus e Seus apóstolos tiveram seus períodos em que poucos escutariam, no entanto podemos ter conforto em saber que a Palavra de Deus nunca é semeada em vão. Ela irá realizar o seu propósito – “Porque, assim como a chuva e a neve descem dos céus e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir e brotar, para que dê semente ao semeador, e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca: ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei”- Isaías 55:10-11. Ela tem o poder para salvar aqueles que acreditam – “Porque não me envergonho do evangelho, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego” – Romanos 1:16.

Deus só nos mantém responsável por semear a semente – “Filho do homem, eu te dei por atalaia sobre a casa de Israel; quando ouvires uma palavra da minha boca, avisá-los-ás da minha parte. Quando eu disser ao ímpio: Certamente morrerás; se não o avisares, nem falares para avisar o ímpio acerca do seu mau caminho, a fim de salvares a sua vida, aquele ímpio morrerá na sua iniqüidade; mas o seu sangue, da tua mão o requererei: Contudo se tu avisares o ímpio, e ele não se converter da sua impiedade e do seu mau caminho, ele morrerá na sua iniqüidade; mas tu livraste a tua alma.” – Ezequiel 3:17-19

Precisamos lembrar de “ser firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor” – 1 Coríntios 15:58. Porque o poder está na semente e não em quem semeia ou quem colhe – “Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão de alma e espírito, e de juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.” - Hebreus 4:12

Precisamos seguir as instruções do Mestre, como seus discípulos e precisamos orar porque “a colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Portanto, orem ao Senhor para que Ele mande mais trabalhadores para a sua colheita, pois Ele é o dono dos campos.”- Mateus 9:37-38

About these ads

Responses

  1. Precisamos nos salvar primeiro p dpois salvar a vida d quem vive em nossa volta?

    • Sim Betania, a pessoa que é salva é uma nova criatura em Cristo e como Jesus disse em Mateus 28:19-20 “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado.” Como crente verdadeiramente nascidos de novo, somos todos comissionados a fazer isto. Que Deus te guie e abençoe.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 180 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: